domingo, 3 de março de 2019

Pista da primeira etapa da CIMTB Michelin 2019 é inaugurada


Descrita como desafiadora e divertida, a pista do Circuito Henrique Avancini, palco da primeira etapa da Copa Internacional de Mountain Bike 2019 (CIMTB), foi inaugurada neste domingo, 23 de março, em Petrópolis (RJ). O local ficou aberto das 9h às 17h, para que os bikers pudessem conhecer e treinar em preparação para a prova que ocorre nos dias 9 e 10.


O circuito também estará aberto nesta segunda-feira, 4. Todos os interessados, inscritos na prova ou não, podem pedalar pela pista de aproximadamente 5 km de extensão mediante pagamento de uma taxa de 25 reais (para atletas inscritos oficialmente) ou 50 reais (para quem não está inscrito).

O local já sediou o Campeonato Brasileiro de 2015 e agora foi modificado dentro dos padrões da CIMTB Michelin e com a assinatura de Avancini. "Está mais trabalhado em relação ao brasileiro e a grande diferença é que uma pista que demanda base de pilotagem. Então, se você tem base de pilotagem, em uma ou duas voltas você vai dominar o circuito, se você não tem, você vai perceber com facilidade quais os tipos de técnica que você tem que trabalhar. Todo circuito se torna fácil quando você tem o domínio da técnica, quanto maior o domínio, a dificuldade vem pela velocidade maior", comentou Avancini.



A pista foi construída no Sítio São José. Os proprietários informaram que "juntamente com Henrique Avancini estamos investindo no desenvolvimento do esporte e o Circuito Henrique Avancini tem este propósito, lembrando que muitos atletas amadores começaram a pedalar regularmente após a edição do brasileiro em 2015".

Nós do Foto e Bike fomos conhecer a pista



A pista está impressionante, muito boa e bastante divertida, como havia descrito o campeão mundial de Maratona, Henrique Avancini (Cannondale Factory Racing). Logo após a largada há uma subida enjoadinha, mas pedalável, e, após ela, o trecho é fluido.


Todas as partes nível técnico mais elevado contam com linhas alternativas devidamente sinalizadas, mas deixamos um conselho: em alguns pontos você pode perder um tempo considerável ao fazer a linha mais fácil. Por exemplo, no Rock Garden da Jararaca a linha easy tem muitos curvas fechadas para esquerda e para a direita. Como em Petrópolis esta chovendo muito, o trecho está com muita lama e poças. Logo, vale a pena tentar passar no meio das pedras.

É preciso ter atenção em algumas subidas que tem raízes. Elas estão muito (muito mesmo!) escorregadias e comprar um terreno ali não é algo tão difícil.

Como dito acima, quase todos os dias tem chovido em Petrópolis, sendo assim, muito trechos da pista estão escorregadios. As descidas antes do trecho final da pista estão um sabão bonito. A bike balança para tudo que é lado e, para quem não está acostumado, assusta (mas é bom!).


Avancini havia comentado que a pista tem muitas curvas trabalhadas, trechos de transposição e é verdade. Há vários partes da pista que você precisa transpor pedras (nem todas são pequenas) e alguns saltos.

Em certa parte da pista existe uma pedra que, em si, não é um obstáculo muito difícil. O interessante é que, antes e logo depois dela, você está em um "atoleiro". Se não se concentrar, é chão!

Dica: aproveitem a pista, divirtam-se, pois está muito boa.

Bons pedais!
Compartilhe essa publicação!


Mais posts relacionados

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2021 Foto e Bike • Direitos reservados | Escreva-nos: blogfotoebike@gmail.com
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top