quinta-feira, 26 de agosto de 2021

Paraciclismo brasileiro encerra segundo dia de provas nas Paralimpíadas de Tóquio

Lauro Chaman conseguiu o melhor resultado da equipe brasileira - Foto: UCI / Divulgação


Lauro Chaman estreou nos Jogos Paralímpicos de Tóquio na madrugada desta quinta-feira, 26 de agosto (horário de Brasília), participando da prova dos 1000 metros no Contrarrelógio. Medalhista na Rio2016, o brasileiro terminou na nona colocação da categoria C4-5, melhor resultado da equipe brasileira. Ele fora da disputa por medalhas.

Outro brasileiro a disputar o Contrarrelógio em 1000 metros na categoria C4-5 foi André Grizante que completou a prova na 21ª colocação, também ficando fora da disputa por medalhas.

No Contrarrelógio categoria C4-5 dos Jogos Paralímpicos de Tóquio a medalha de ouro ficou com o espanhol Affonso Cabello que também estabeleceu novo recorde mundial. O britânico Jody Cundy ficou com a prata e o eslovaco Jozef Metelka com o bronze.

Outros brasileiros competiram


Por volta das 22h (horário de Brasília), Carlos Soares fez sua estreia no Velódromo de Izu competindo na prova de Perseguição Individual e concluiu na 10ª colocação.

Na Perseguição Individual dos Jogos Paralímpicos de Tóquio, Mikhail Astashov, do Comitê Paralímpico Russo, garantiu a medalha de ouro. O canadense Tristen Chernove levou a prata, e o chinês Zhangyu Li conquistou o bronze.

Ana Raquel, Lauro Chaman, Carlos Soares e André Grizante voltam ao Velódromo de Izu nesta quinta-feira para novas disputas. As provas começam às 22h, no horário de Brasília.


Foto: UCI / Divulgação
Compartilhe essa publicação!


Mais posts relacionados

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018-2022 Foto e Bike • Direitos reservados | Escreva-nos: blogfotoebike@gmail.com
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top