quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Giugiu Morgen é Campeã Brasileira de Estrada e vice no contrarrelógio



Giuliana Morgen fez sua estréia em provas de estrada de altíssimo nível durante edição do Campeonato Brasileiro de Ciclismo de Estrada que aconteceu entre os dias 21 e 24 de outubro, no Autódromo Internacional Ayrton Senna e no Jardim Botânico de Londrina, no Paraná. A petropolinata é a nova campeã brasileira no ciclismo de estrada.

Oriunda do MTB, onde faz parte da Sense Factory Racing e é especialista no Cross-Country Olímpico, Giugiu Morgen foi um dos destaques da S2 Sports. A atleta da júnior chamou bastante atenção já na quinta-feira, dia 21 de outubro, com uma apresentação excelente no contrarrelógio individual.

Prata do Contrarrelógio


Correndo com uma bike de estrada, Giugiu conquistou a segunda colocação na disputa da crono. A prova aconteceu no autódromo Internacional Ayrton Senna e, para dar quatro voltas no circuito de 3.146 Km, a atleta precisou de pouco mais do que 19 minutos - a vencedora do dia foi Ana Paula Finco.

Giugiu conquistou a prata no Contrarrelógio


"Essa foi minha primeira prova de contrarrelógio. Não tinha muita gente conhecida aqui, diferente do mountain bike onde conheço todo mundo. Larguei meio sem saber quem era da minha categoria, mas mesmo assim dei o máximo", comentou a atleta depois da prova. 

Segundo Giugiu, um dos maiores desafios foi o percurso sem subidas longas, algo que sai bastante de sua característica de especialista em escaladas.  

"Curto mais uma serra longa, mas acho que consegui me defender bem. Coloquei 39 Km/h de média durante 12 km, então acho que minhas 'canelinhas' estão funcionando bem. Mantive um ritmo constante, fazendo todas as voltas iguais, e cheguei babando. Dei meu máximo, sem mais nem menos", complementou Giugiu.

Giugiu com medalha de ouro na Resistência


No dia seguinte, durante a prova de resistência da categoria Júnior, Giugiu realmente teve a oportunidade de brilhar. Isso porque, no percurso montado no Jardim Botânico, as 20 voltas de 3 quilômetros contavam com subidas e descidas, o que permitiu que a atleta usasse as pernas e a cabeça para conquistar a medalha de ouro. 

"Comecei a prova tentando minar minhas adversárias nas subidas, onde sabia que tinha um pouco de vantagem, mas estava com as pernas machucadas da pancada constante do contrarrelógio. No meio da prova ataquei e criei uma fuga com mais uma atleta, e fomos juntas até o final", acrescentou Giugiu. 
 
"Tentei me distanciar dela antes do fim, mas não obtive sucesso, já que ela estava conseguindo me acompanhar. Entendi que minha única chance de vencer era atacar na base da última subida, e foi isso o que eu fiz. Ataquei totalmente concentrada, com todas as minhas forças e, assim, consegui ganhar", afirmou Giugiu, destacando a importância de investir em várias modalidades do ciclismo para manter a evolução.

"A versatilidade é uma coisa que faz a gente evoluir bastante, e o cenário internacional deixa isso muito claro. Eu já pratiquei várias modalidades e agora estou gostando muito do ciclismo de estrada, na verdade eu gosto de bicicleta, me sinto bem fazendo isso, então só quero evoluir a cada dia. Essa prova serviu como teste para os treinamentos que venho fazendo para o Pan Júnior de Cali e estou feliz com o resultado", finalizou a petropolitana.

Foto de destaque: Divulgação / Sense Factory Racing

Compartilhe essa publicação!


Mais posts relacionados

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2021 Foto e Bike • Direitos reservados | Escreva-nos: blogfotoebike@gmail.com
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top