quarta-feira, 23 de fevereiro de 2022

UCI faz visita técnica à pista da Copa do Mundo de MTB em Petrópolis

Rogério Bernardes (CIMTB) e Simon Burney (UCI)


Faltando poucos meses para a realização da Copa Internacional Michelin de Moutain Bike (CIMTB) e da Copa do Mundo Mountain Bike a União Ciclística Internacional (UCI) enviou o britânico Simon Burney para Petrópolis (RJ) para realizar a primeira visita técnica no local onde está realizada a pista das provas.

Simon Burney é o responsável por todos os detalhes da Copa do Mundo de MTB. O representante da UCI esteve em Petrópolis por dois dias para fazer uma visita técnica ao São José Bike Club, no Vale do Cuiabá, em Itaipava. Ao lado do organizador brasileiro da CIMTB e da Copa do Mundo, Rogério Bernardes, e do ciclista Henrique Avancini, o britânico percorreu a pé os 4,5 km do circuito que será o palco das duas competições, nos dias 1 a 3 e no período de 7 a 10 de abril, respectivamente.


"Não é muito frequente irmos a novos lugares excitantes como aqui. Fomos para a Austrália em Cairns, para a Copa do Mundo e Campeonatos Mundiais há alguns anos. Agora, temos a oportunidade de chegar a um lugar como este, onde tudo é diferente. Nova língua, nova cultura, nova natureza, novos animais, novos pássaros. É tudo diferente. Você pode misturar esporte com outras coisas também. O que é ótimo para todos. Normalmente vamos às mesmas corridas, a maioria delas na Europa. É bom ir a algum lugar novo. É emocionante começar o ano aqui", comentou Simon.

"Tenho a certeza de que os espectadores vão a loucura durante as provas em Petrópolis. E acho que vai marcar esta cidade pelos espectadores e pelo barulho da multidão. A atmosfera vai ser incrível. Estou realmente animado. Tenho certeza que será uma experiência incrível para todos. Estou bastante confiante. Aguardo muito a chegada de abril", completou o chefe da UCI.

O XCO Henrique Avancini


Tanto a CIMTB quando a Copa do Mundo de MTB, em Petrópolis, vão acontecer no XCO Henrique Avancini. A pista conta com um percurso que tem cerca de 4,5 km e, aproximadamente, 200 metros de altimetria acumulada por volta. Desde o início de janeiro, a equipe de percurso da CIMTB trabalha diariamente no local, fazendo melhorias e acertos técnicos no seu traçado com novos trechos, pontes etc. 

CIMTB 2019 em Petrópolis
Largada da CIMTB em Petrópolis, 2019, no XCO Henrique Avancini - Foto: Davi Corrêa


Alguns detalhes da pista, antes das modificações feitas para a Copa do Mundo podem ser vistas nessa publicação que conta com um vídeo preparado pelo Henrique Avancini.

"A pista é muito interessante. É um local completamente único. Nunca vimos um local como este, acho que não parece com nenhuma Copa do Mundo. O curso é realmente físico. Muito desafiante. Acho que o clima vai fazer a diferença. Tem chovido muito forte recentemente. Então, o percurso agora está molhado e com lama. Se secar, será um pouco mais rápido. Acho que vai ser muito difícil, porque é a primeira etapa da Copa do Mundo de XCO e XCC da temporada. Vai surpreender algumas pessoas com o quão difícil é, mesmo que elas estejam na melhor forma. Mas, eu realmente gosto dessa perspectiva", avaliou Simon.


Experiências no Brasil


Simon Burney já esteve no Brasil em outras ocasiões, como na primeira vez que o país recebeu uma etapa da Copa do Mundo de MTB, em 2005, em Balneário Camboriú (SC), e também para organizar provas de ciclismo antes e durante os Jogos Olímpicos Rio/2016. Embora tenha ficado pouco tempo em Petrópolis, o britânico já pode dar algumas opiniões a respeito da cidade de Henrique Avancini.

"Eu realmente não vi muito de Petrópolis ainda, mas estou realmente surpreso com o tamanho das montanhas nesta área. As montanhas ao redor impressionam. Para qualquer um que venha da Europa, é realmente interessante. É completamente diferente do que vemos lá. Quem vier, virá para curtir a experiência", profetizou.

Expectativa para abril de 2022


O representante da UCI também comentou o que espera das disputas das categorias elite masculina e feminina, sem esconder que acredita que entre os homens o petropolitano Henrique Avancini seja o favorito, por estar pedalando, literalmente, no quintal de sua casa.


"Acredito que o Avancini seja muito difícil de ser batido aqui. Acho que ele vai competir super motivado. Foi muito bom tê-lo na caminhada de reconhecimento de percurso, em que ele dividiu sua experiência conosco. Obviamente, ele está muito orgulhoso da pista e da área toda, onde ele vai querer fazer um bom show para o público. Ele terá que lidar com a pressão da torcida. Mas acho que ele vai aproveitar a ocasião para se apresentar muito bem. Espero que ele seja o favorito, mas vamos ter os nomes normais brigando pelas vitórias. Mathias Fluckinger, Nino, os franceses, entre outros competidores", contou Simon.

"Na corrida feminina será muito interessante ver a nova companheira (Mona Mitterwallner) da equipe de Avancini. Em ambas as corridas de elite a competição será muito forte, mas na corrida feminina há dez ciclistas que podem vencer, o que torna esta categoria muito emocionante. Este é um percurso desafiador, mesmo para os melhores atletas. Será um concurso de 'quem consegue escalar melhor' e temos alguns ciclistas que são favoritos nos percursos de escalada", finalizou.

Foto de destaque: CIMTB / Divulgação
Compartilhe essa publicação!


Mais posts relacionados

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018-2022 Foto e Bike • Direitos reservados | Escreva-nos: blogfotoebike@gmail.com
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top