Mostrando postagens com marcador ciclismo de estrada. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ciclismo de estrada. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 16 de maio de 2022

Equipe de Mathieu van der Poel anuncia mudança de nome



A UCI ProTeam Alpecin-Fenix, equipe de ciclismo estrada de Mathieu van der Poel, passará a se chamar Alpecin-Deceuninck a partir de 1º de julho de 2022. Com a mudança, a Deceuninick volta a ter o papel de naming partner de uma equipe de ciclismo desde que encerrou a parceria com a QuickStep em 2021.

A Deceuninck já era copatrocinadora da Alpecin desde o início de 2022. Agora, ao assumir o naming partner, e com a confirmação da permanência da Canyon como fornecedora de bicicletas, a nova parceria se estenderá até o final de 2025. 

"A Deceuninck juntou-se a uma equipe jovem, dinâmica e ambiciosa no início de 2022. Agora é o momento ideal para assumir novamente o papel de naming partner. A partir de 2023, esse passo acontecerá também no time feminino", disse o CEO da Deceuninck, Bruno Humblet.

Além da atualização da Deceuninck, a Fenix também continuará sendo uma parceira proeminente da Alpecin-Deceuninck e assumirá, o que aumentará o orçamento do time para 2023. "Queremos – e precisamos – nos profissionalizar ainda mais e precisamos ampliar a base do nosso sucesso", afirma a nota da equipe divulgada à imprensa.

"É com grande satisfação que podemos dar este passo com os nossos atuais parceiros. Este novo cenário foi criado em consulta aberta, com base em um objetivo comum: repetir nossos sucessos esportivos dos últimos anos e fortalecer a equipe para alcançar novos objetivos", destaca a nota.

Para o CEO da Broadview Holding (Fenix), Matthijs Schoten, os últimos anos como patrocinadores da Alpecin foram bons tanto para a Fenix quanto para a equipe de ciclismo, que conquistou resultados importantes no World Tour.

A equipe mostrou um forte desenvolvimento neste período, e estamos orgulhosos de vê-la dando um passo em direção ao World Tour, a principal liga do ciclismo de estrada. É por isso que temos o prazer de abrir espaço para um novo patrocinador-chave para apoiar este desenvolvimento. No entanto, permaneceremos ativamente envolvidos para continuar a apoiar esta equipe de sucesso em sua jornada para uma posição de liderança no pelotão", concluiu Schoten.

Foto: Divulgação / Alpecin-Fenix
Leia mais...

segunda-feira, 14 de março de 2022

Swift Carbon Pro Cycling Brasil em busca do entrosamento perfeito

Equipe Swift Carbon Pro Cycling Brasil


Uma equipe de ciclismo de estrada funciona como um mecanismo bem ajustado, com cada atleta fazendo o papel de uma engrenagem. Por isso, a Swift Carbon Pro Cycling Brasil preparou uma formação bem variada, com ciclistas cujas qualidades se complementam - tudo para buscar os melhores resultados em provas dentro e fora do Brasil.

A equipe Continental de ciclismo de estrada da Swift Carbon aposta na união entre talentos já consolidados como Rafael Andriato, Magno Nazaré, Rafael Braga, Cristian Egídio e Kacio Freitas, mas também em atletas em franca ascensão como João Pedro Rossi, Otávio Augusto Gonzeli e Orlando Neto.


Além deles, o time ainda contará com três nomes “coringas”: Luiz Henrique Cocuzzi, que deve correr algumas provas de estrada para variar sua experiência com a bike, Pierre de Tarde, que é Gerente de Desenvolvimento da Sense Bike e ex-atleta profissional e Diogo Sclebin, triatleta olímpico da Swift Carbon Tri.

Seguindo a tradição de intercâmbio entre modalidades das equipes S2 Sports, Sclebin terá nas provas de ciclismo um complemento para seu treinamento para provas de longa duração como o Ironman, sendo também uma importante peça para compor a equipe Swift Carbon Pro Cycling Brasil nas provas onde o desempenho coletivo é fundamental para o sucesso.

“Nossos principais objetivos para a temporada 2022 são: conquistar títulos nacionais, vitórias em Granfondo, brigar por vitória em etapas de Voltas Internacionais e começar a disputar a vaga olímpica para Paris 2024”, explicou Marcelo Donnabella, Diretor Esportivo Swift Carbon Pro Cycling Brasil. 

“Para isso, fizemos importantes contratações como o Cristian Egídio e Kacio Freitas, atletas com potencial olímpico, além dos jovens talentos Orlando, Otávio e Rafael Braga”, complementou. 


“Temos sim um grupo forte, principalmente em provas que venham para sprint e provas de contrarrelógio, com 3 atletas bem fortes nesse quesito, que é fundamental em provas por etapas que tenham contrarrelógio. Estamos muito animados com a temporada de 2022. Estreamos na Argentina dia 09/02, já com um grupo bem homogêneo, para todo o ano, com atletas experientes e jovens, mas buscando sempre evoluir e melhorar dia-a-dia”, complementou Donnabella. 

“Temos um time novo e bem completo, com velocistas, atletas bons de contrarrelógio e atletas que se defendem bem nas subidas”, explicou o experiente Cristian Egídio, atleta que coleciona resultados de destaque como um título de campeão na geral da Volta do Uruguai, outro na Volta do Paraguai, e ainda mais um na Volta de Goiás. 

“Um dos principais objetivos é evoluir como equipe, entrosar esse time novo, que tem atletas experientes e atletas novos, então isso é importante em um primeiro momento. Com certeza dessa forma vamos buscar grandes resultados em provas no Brasil, e muita experiência internacional”, complementou. 

Segundo ele, as provas internacionais são bem mais competitivas. Mas, a presença de nomes destacados no esporte tende a contrabalançar isso. 

“Magno é um atleta olímpico, o Andriato tem anos de experiência na Europa, e eu estou indo para a décima quarta temporada com ótimos resultados, com mundiais, mundiais militares, vários jogos pan-americanos, pódios nos últimos brasileiros, então a ideia é amadurecer esse time, para em 2023 definir provas internacionais”, finalizou o atleta.  

Fotos: Pedro Cury / S2 Indústria da Bicicleta / Divulgação
Leia mais...

sexta-feira, 4 de março de 2022

CBC define ciclistas de estrada para disputa dos Jogos Sul-Americanos da Juventude

Training camping da CBC


Visando selecionar os atletas mais bem qualificados e prezando por um processo de seleção justo, a Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) realizou um Training Camp avaliativo, entre os dias 25 e 27 de fevereiro para definir a delegação de ciclismo que disputará os Jogos Sul-Americanos da Juventude em Rosário na Argentina, entre os dias 28/04 e 08/05.

O programa dos Jogos contempla a participação apenas do ciclismo de estrada com atletas nascidos entre os anos de 2004 e 2005, nas provas de critérium e revezamento misto, portanto as avaliações foram direcionadas para os aspectos determinantes para estas provas.


No dia 25 aconteceram os testes de laboratório, avaliando medidas antropométrica e de desempenho num ciclo ergômetro da Watt Bike, marca considerada referência mundial no cenário mundial. Desta forma os atletas podem ser comparados em nível internacional também.

Os testes de campo foram realizados nos dias 26 e 27, no Centro Nacional de Ciclismo da CBC, localizado em Londrina (PR) o qual oferece as condições seguras para realização dos mesmos. O objetivo dos testes foi avaliar a força especial, potência aeróbia, além da técnica e tática.

A comissão avaliadora foi composta por profissionais altamente qualificados e com a presença de um membro da Comissão de Atletas da CBC. 

“É sempre muito difícil compor uma delegação, nossa vontade é de poder levar todos, mas sabemos que existem restrições. Porém desta forma foram selecionados os atletas de forma justa e os que não foram desta vez, esperamos que continuem empenhados para oportunidades futuras. O Training Camp faz parte do programa de desenvolvimento de ciclistas da CBC, que visa a identificação de talentos e conscientização dos jovens atletas para a carreira esportiva, por meio de palestras e disponibilização de informações,” relatou José Luis Vasconcellos, Presidente da CBC.


Além das avaliações, os atletas participaram de palestras sobre a carreira do atleta, sistema de preparação esportiva, treinamento e doping, na ocasião os atletas aproveitaram para esclarecer dúvidas e compartilharem informações.

Participaram do processo de avaliação 20 atletas, sendo 10 homens e 10 mulheres, segundo a comissão técnica as disputas foram muito acirradas e a escolha dos atletas se deu pela análise de todos as variáveis mensuradas, dando-se um peso maior para as provas de campo. Desta forma foram selecionados cinco atletas de cada gênero, sendo um suplente:

• Ana Julia Santos Alves – Equipe de Rolândia
• Ana Laura Oliveira Moraes - Audax/CT Vilela/ Bike Show
• Isabela Letícia Schuster – Equipe de Rolândia
• Jaisson Madeira Bressolin – Z6 Cycling Team
• João Roberto da Silva – Clube Maringaense de Ciclismo
• Julio Mateus Antunes Silva - Equipe de Santos
• Luana Ferreira da Silva – Equipe de Rolândia
• Mayra da Costa e Silva – Equipe de Santos
• Pedro Henrique Kunst – Equipe Acivas
• Werik Kauã Domingos – Equipe de Santos

Foto: Divulgação / CBC
Leia mais...

sexta-feira, 28 de janeiro de 2022

Bernal publica foto e revela que quase morreu no acidente

Foto de Egan Bernal no hospital após acidente na Colômbia


Egan Bernal fez sua primeira publicação nas redes sociais depois do acidente que sofreu no dia 24 de janeiro, quando atingiu um ônibus enquanto treinava na Colômbia, seu país natal. Na postagem, o ciclista da Ineos Grenadiers revelou que teve chances ficar paraplégico e que quase perdeu a vida fazendo o que mais gosta e divulgou uma foto de seu estado atual.

Bernal está se recuperando bem e já passou por duas cirurgias. Em sua publicação, o ciclista da Ineos Grenadiers deu uma dimensão da gravidade do acidente que sofreu e agradeceu pela preocupação de todos.


"Depois de ter tido 95% de chance de ficar paraplégico e quase perder a vida fazendo o que mais gosto, hoje quero agradecer a Deus, a Clínica Univerdidad de La Sabana e todos os seus especialistas por fazer o impossível", disse Egan Bernal em sua conta no Instagram.

O acidente que Egan Bernal sofreu foi muito grave e sua mãe, Flor Marina Gomez, já havia deixado claro isso quando afirmou em redes sociais que "seu filho nasceu de novo". Na ocasião, ela também se mostrou aliviada por ele estar reagindo bem ao processo de recuperação.

Ainda em sua conta no Instagram, Egan Bernal agradeceu pelo apoio de sua família e pela torcida de todos os que aguardam sua recuperação. O ciclista informou que ainda está na UTI esperando mais cirurgias. De acordo com o comunicado do hospital, ele deve passar por mais duas intervenções cirúrgicas ainda nesta sexta-feira.

"Ainda estou na UTI esperando mais cirurgias, mas confiando em Deus tudo vai dar certo", disse Egan Bernal.


Foto: Montagem - Ineos Grenadiers e Egan Bernal
Leia mais...

Egan Bernal passará por duas novas cirurgias nesta sexta-feira

Egan Bernal se recupera bem, mas precisa de duas cirurgias


Egan Bernal passará por duas novas cirurgias nesta sexta-feira, 28 de janeiro. É o que informa a nota divulgada pela Clínica Univerdidad de La Sabana, hospital onde o ciclista da Ineos Grenadiers está internado desde que sofreu um acidente enquanto treinava de bicicleta.

Segundo a Clínica Univerdidad de La Sabana, Egan Bernal passará por uma osteossíntese de uma fratura do segundo metacarpo da mão direita e uma cirurgia maxilo-facial para tratar as fraturas dento-alveolares que apresenta na boca.


Egan Bernal já havia sido submetido a outras duas cirurgias após ter batido em um ônibus enquanto treinava. Uma para imobilizar a perna direita e depois outra para estabilizar a fratura da vértebra, que ameaçou danificar sua medula espinhal. A essas, o ciclistas reagiu bem de acordo com informações do hospital.

Ainda segundo nota divulgada pelo hospital, Egan Bernal "não apresentou sinais de infecção" e "está de bom humor". A Clínica Univerdidad de La Sabana ainda informou que graças à melhora do ciclista "a medicação vasopressora foi retirada".

Egan Bernal revela que quase morreu no acidente


Na sexta-feira, 28 de janeiro, Egan Bernal fez sua primeira publicação nas redes sociais após ter sofrido o acidente. O ciclista revelou que teve chances reais de ficar paraplégico e que quase morreu.

"Ainda estou na UTI esperando mais cirurgias, mas confiando em Deus tudo vai dar certo", disse Egan Bernal.

Foto: Divulgação / Ineos Grenadiers
Leia mais...

quinta-feira, 27 de janeiro de 2022

Egan Bernal nasceu de novo após acidente, afirma mãe do ciclista

Egan Bernal bateu em um ônibus enquanto treinava


O acidente de Egan Bernal foi tão grave e preocupante que um dia após os médicos da Clínica Univerdidad de La Sabana divulgarem que ele está consciente e com sinais de mobilidade a mãe de Egan Bernal publicou mensagem de alívio nas redes sociais e disse que ele "nasceu de novo".

"Poderia comparar minha felicidade de hoje com a que senti há 25 anos, pois sinto que meu filhinho nasceu de novo", declarou Flor Marina Gomez, mãe de Egan Bernal, via stories de sua conta no Instagram.

Egan Bernal atingiu um ônibus na segunda-feira, (24) enquanto treinava em seu país. O ciclista da Ineos Grenadiers completou 25 anos de idade no dia 13 de janeiro.


Atual condição de saúde de Egan Bernal


Segundo nota divulgada pela Clínica Univerdidad de La Sabana no dia 26, o plano de tratamento de Egan Bernal tem se concentrado "no controle da dor e na obtenção de novas imagens de controle diagnóstico, que confirmam o excelente resultado da cirurgia da coluna vertebral. Por outro lado, os pulmões se expandiram adequadamente".

O hospital ainda que foi iniciado "o suporte nutricional juntamente com a intervenção do nosso serviço de reabilitação".

"Continuaremos a fornecer a Egan os melhores especialistas e esperamos sua rápida recuperação. Continuaremos acompanhando o paciente e sua família, no cuidado e atenção", concluiu a nota.


Sobre o acidente de Egan Bernal


Bernal, que faz parte da equipe Ineos Grenadiers, atingiu um ônibus na segunda-feira, 24 de janeiro, enquanto treinava. Campeão do Tour de France (2019) e do Giro d'Italia (2021), o ciclista sofreu fraturas nas vértebras, no fêmur direito e na patela direita. Também teve trauma torácico e um pulmão perfurado por causa do acidente.

Egan Bernal passou por duas cirurgias para imobilizar a perna direita e depois para estabilizar a fratura da vértebra, que ameaçou danificar sua medula espinhal.

Foto: Ineos Grenadiers / Divulgação
Leia mais...

quarta-feira, 26 de janeiro de 2022

Egan Bernal está consciente e com sinais de mobilidade, afirma hospital

Egan Bernal se acidentou e precisou passar por cirurgias


Egan Bernal está consciente e com sinais de mobilidade nos quatro membros depois que médicos na Colômbia o ajudaram a se recuperar de uma cirurgia no fêmur e nas vértebras fraturadas após ter batido em um ônibus na segunda-feira, 24 de janeiro, enquanto treinava.

A Clínica Universidad de La Sabana, em Bogotá, explicou que Egan Bernal precisou ser submetido à cirurgias após o acidente e também registram que ele já foi extubado e "com o passar das horas, o paciente teve uma excelente resposta ao tratamento e as doses de inotropia foram reduzidas".


"O paciente tolerou adequadamente o protocolo de extubação sem complicações. Neste momento, ele está consciente, com mobilidade das quatro extremidades", disse a atualização do hospital.

"O suporte ventilatório e o suporte inotrópico foram monitorados e ajustados. Além disso, foi realizada profilaxia antimicrobiana e antitrombótica. Ele recebeu gerenciamento de fluidos e eletrólitos. O mencionado anteriormente inclui maior avanço na evolução pós-operatória", conclui o comunicado hospitalar sobre o estado de saúde de Egan Bernal.

Acidente de Egan Bernal


Bernal bateu na traseira de um ônibus na segunda-feira, 24 janeiro, enquanto treinava perto de sua casa na Colômbia com vários companheiros da equipe Ineos Grenadiers. O time de ciclismo confirmou Egan Bernal havia sofrido fraturas nas vértebras, no fêmur direito e na patela direita. O ciclista também teve trauma torácico e um pulmão perfurado por causa do acidente.

Egan Bernal passou por duas cirurgias para imobilizar a perna direita e depois para estabilizar a fratura da vértebra, que ameaçou danificar sua medula espinhal.


"A equipe de neurocirurgia realizou uma redução de uma fratura deslocada de T5 [vértebra] para T6 [vértebra] com uma hérnia de disco traumática", explicou um comunicado do hospital.

"Sob monitoramento constante da atividade do sistema nervoso, foi implantada uma ferramenta do T3 ao T8, mantendo a integridade neurológica e conservando a funcionalidade dos segmentos envolvidos".

"A equipe interdisciplinar continuará empenhada em cuidar da melhor forma de tudo o que a atual condição médica do paciente implica", disse a Clínica Universidad de La Sabana.

Bernal recebeu votos de recuperação de todo o pelotão profissional e além através das mídias sociais. Muitas das mensagens nas redes sociais foram acompanhadas pela hashtag #FuerzaEgan.

Foto: Divulgação / Ineos Grenadiers
Traduzido de Cycling News com adaptações
Leia mais...

segunda-feira, 24 de janeiro de 2022

Marcio Bigai e Gisele Gasparotto são campeões da Storm Riders em São Paulo (SP)

Marcio Bigai e Gisele Gasparotto com troféu de vencedores da Storm Riders


Marcio Bigai e Gisele Gasparotto foram os vencedores da Storm Riders. A prova de ciclismo de estrada aconteceu na manhã do domingo, 23 de janeiro, nas faixas expressas da Marginal Pinheiros, na zona sul da capital paulista e fez parte da programação do aniversário de 468 da cidade de São Paulo (SP).

Cerca de 500 ciclistas das categorias de 80 km (4 voltas) e 40 km (2 voltas) pedalaram em uma das vias mais importantes da cidade de São Paulo disputando a Storm Riders. Na principal disputa, os 80 km das elites masculina e feminina, Marcio Bigai (Escalera CC) e Gisele Gasparotto (LuluFive) foram os campeões. Vanderlei Pessoa, o Chamorrinho, e Evelyn Moura, foram os donos da volta mais rápida da prova, levando o troféu de Rei e Rainha da Marginal.

Com o tempo de 1h57min36, Marcio Bigai faturou a vitória na elite masculina em um emocionante sprint de chegada sendo o mais veloz de um pelotão composto por cerca de 20 ciclistas. O fato comprovou o bom trabalho da equipe Escalera CC, da qual Bigai faz parte. O pódio teve ainda Daniel Conti, Edgar Akira e Salomão Ferreira, todos na casa de 1h57min36, e Felipe Jones (1h57min37) completando o top 5 da competição.

"Havia competido uma vez aqui na Marginal, neste mesmo percurso. Então, já sabia como seria a disputa. A estratégia da equipe deu certo. Deixamos os adversários que fizeram a fuga não abrir muito. No final, me poupei e confiei nos meus companheiros, que eles conseguiriam me trazer para a chegada. O ciclismo de elite é estratégico. Várias equipes com quatro ou cinco ciclistas. Prevaleceu minha experiência e minha característica forte no sprint", contou Bigai.

"Para mim é uma honra e prazer grande vencer a Storm Riders. Aqui é minha casa, treino nessa região. São 11 anos na alta performance", finalizou.

Elite feminina da Storm Riders


Entre as mulheres, a prova também foi decidida no sprint final, porém com apenas duas ciclistas na briga pela vitória: Gisele Gasparotto e Lara Rodrigues, que completaram em 2h17min04 e 2h17min05, respectivamente. O pódio teve ainda Lais Saes (2h19min58) e Erika Soares (2h19min59), também decidindo a colocação nos metros finais, e Camila Aliperti (2h20min03), na quinta colocação.

Gisele Gasparotto durante a Storm Riders
Gisele Gasparotto durante a Storm Riders. Foto: Luiz Doro / Adorofoto


"Conheço tudo aqui na Marginal. Voltar a competir neste circuito foi maravilhoso. Muito bom, mesmo. A prova foi difícil, porque a Lara e a Lais são muito fortes. Estava difícil abrir fuga, mas no final, a 10 km do fim, a Lara e eu abrimos e a vitória ficou para a chegada", relatou Gisele.

"Maravilhoso ver essas meninas com garra toda. Fizemos tudo como equipe para ganhar e deu certo. Estratégia foi, realmente, boa", finalizou.

Título de Rei e Rainha da Marginal


Um troféu especial foi reservado para os ciclistas que fizessem a volta mais rápida da Storm Riders. Chamorrinho, com o tempo de 28min29, e Evelyn, em 30min27, foram os vencedores da disputa e também subiram no pódio para serem celebrados como o Rei e a Rainha da Marginal. 

"Quando largou eu sai forte, porque a ideia era pegar o troféu de Rei da Marginal. Sabia que minhas chances eram boas de ter esse resultado e fiquei muito feliz com a conquista", comemorou Chamorrinho. 

"O troféu foi meu, pelo fato de estar na categoria amadora e ter feito minha prova em um pelotão com os homens, diferente das meninas da elite, que pela regra não podiam aproveitar vácuo masculino. Fui a primeira a cruzar a linha de chegada, por conta de ter ficado na 'roda' dos homens", explicou Evelyn.

Foto de destaque: Luiz Doro / Adorofoto
Leia mais...

quinta-feira, 20 de janeiro de 2022

Prova de ciclismo Storm Riders comemora aniversário 468 anos de São Paulo

Cartaz de divulgação da prova Storm Riders


Atletas de elite e amadores apaixonados pelo ciclismo estarão reunidos neste domingo (23) para a Storm Riders, em São Paulo (SP). A prova de ciclismo de estrada será disputada na Marginal Pinheiros e vai comemorar os 468 anos da capital paulista.

Ao longo do percurso da Storm Riders, que terá entre outras atrações a travessia da Ponte Estaiada, a presença de participantes de todas as idades, de 18 a mais de 70 anos. Disputa e, ao mesmo tempo, uma grande festa para marcar a data, na competição que passará a integrar o calendário oficial de eventos da cidade.

A Storm Riders contará com duas distâncias: 40 km (2 voltas) e 80 km (4 voltas). As largadas, por pelotões, a partir das 6h, estão programadas para o Parque do Povo, começando pela Elite, seguida pelas diferentes categorias divididas por idades. Um dos destaques será a definição do Rei e da Rainha da Marginal Pinheiros, os mais velozes da disputa. As inscrições seguem abertas até esta quinta-feira (20) e podem ser feitas no site Storm Riders.

"Temos feito a divulgação da prova também nos principais pontos de treino dos ciclistas de São Paulo, como USP e ciclovia da Marginal Pinheiros, contando com a mobilização das principais assessorias esportivas, para que tenhamos muita disputa e uma grande festa no domingo para comemorar o aniversário da cidade. Para apoiar todos os participantes a Shimano estará montando seu Suporte Neutro, presente nas maiores provas do mundo", afirma Matheus Falconi, diretor da Sagaz Esportes, organizadora da Storm Riders.

Entre as assessorias esportivas da capital paulista com presença na Storm Riders estão LuluFive, Lagunes, Escaleira, Deluka, Jean Coloca Cycling Team, Run and Fun By Ag, Btreino e Medici Assessoria, Velo 48, Ludão e Spin Sports.

Categorias e retirada dos kits - A categoria Elite, no masculino e no feminino, será realizada somente na distância de 80 km. Por idade (18 a 29 anos, 30 a 34, 35 a 39, 40 a 44, 45 a 49, 50 a 54, 55 a 59, 60 a 64, 65 a 69 e 70+), os participantes poderão escolher os 40 km ou 80 km. Os cinco melhores de cada categoria nos 80 km e os três primeiros colocados nos 40 km receberão troféus. Haverá, ainda, troféu para a Volta Mais Rápida Geral, de 20 km (somente para a distância de 80 km).

A retirada dos kits pelos participantes será na sexta-feira (21), das 10 às 19h e no sábado (22), das 10h às 15h, na loja Bike Web (Avenida Imperatriz Leopoldina, 1287 - Vila Leopoldina). Não haverá entrega de kits no dia do evento nem após a realização da competição.
Leia mais...

quinta-feira, 6 de janeiro de 2022

Storm Riders mobiliza as maiores assessorias de ciclismo de São Paulo



A Storm Riders está mobilizando as principais assessorias esportivas da capital paulista. A prova de ciclismo, no próximo dia 23, na Marginal Pinheiros, será um dos destaques das comemorações de aniversário da cidade de São Paulo, que completa 468 anos no dia 25.

Atletas de elite e amadores apaixonados pelas bikes vêm garantindo um lugar na corrida. Assessorias como LuluFive, Lagunes, Escaleira, Deluka, Jean Coloca Cycling Team, Run and Fun By Ag, Btreino e Medici Assessoria, Velo 48, Ludão e Spin Sports marcarão presença, com os competidores intensificando cada vez mais os treinos.

A prova Storm Riders terá distâncias de 40 km (2 voltas) e 80 km (4 voltas).  As largadas, por pelotões, nas diferentes categorias, a partir das 6h, serão no Parque do Povo. No percurso, a travessia da Ponte Estaiada, cartão postal da capital paulista. Um dos destaques será a definição do Rei e da Rainha da Marginal Pinheiros, os mais velozes da disputa.

Estarão participando atletas de diversas idades, de 18 a mais de 70 anos, na prova que passará a integrar o calendário oficial de eventos da cidade. Serão diferentes categorias, divididas por idade, além da Elite, a primeira a largar, às 6h. A concentração dos atletas está marcada para as 5h. 

"Estamos mobilizando as principais assessorias de ciclismo, divulgando a prova em pontos de treino, para reunir os ciclistas amadores e os atletas de elite nesse percurso que promete muita disputa na Marginal Pinheiros, com competidores de todas as idades", afirma Matheus Falconi, diretor da Sagaz Esportes, organizadora da Storm Riders.

A categoria Elite, no masculino e no feminino, será realizada somente na distância de 80 km. Por idade (18 a 29 anos, 30 a 34, 35 a 39, 40 a 44, 45 a 49, 50 a 54, 55 a 59, 60 a 64, 65 a 69 e 70+), os participantes poderão escolher os 40 km ou 80 km. Os cinco melhores de cada categoria nos 80 km e os três primeiros colocados nos 40 km receberão troféus. Haverá, ainda, troféu para a Volta Mais Rápida Geral, de 20 km (somente para a distância de 80 km).

Os organizadores seguem divulgando a prova junto aos principais pontos de treino dos ciclistas de São Paulo, como USP e ciclovia da Marginal Pinheiros. As inscrições estão abertas e podem ser feitas no site da Storm Riders. No primeiro lote, até a próxima terça-feira (11), o valor é de R$ 329,00. Já no segundo lote, até o dia 18, custará R$ 359,00.

A retirada dos kits pelos participantes será nos dias 21 e 22, das 10h às 19h, na loja Bike Web (Avenida Imperatriz Leopoldina, 1287 - Vila Leopoldina). Não haverá entrega de kits no dia do evento nem após a realização da competição.

Foto: Divulgação
Leia mais...

segunda-feira, 27 de dezembro de 2021

Prova de bike Storm Riders define Rei e Rainha da Marginal Pinheiros em janeiro

Bikes vão tomar conta da Marginal Pinheiros no Storm Riders - Foto: Divulgação


Atletas de elite e amadores apaixonados pelo ciclismo estarão pedalando juntos, em janeiro, na Marginal Pinheiros. A Storm Riders será realizada no dia 23 de janeiro de 2022 e fará parte das comemorações do aniversário da cidade de São Paulo, que completará 468 anos logo depois, no dia 25. A prova irá definir o Rei a a Rainha da Marginal Pinheiros, os mais velozes da disputa. A competição já está mobilizando as principais assessorias esportivas da capital paulista e a galera, com suas bikes, intensificará os treinos nas próximas semanas, em busca de bons resultados.

A prova de ciclismo de estrada, nas distâncias de 40 km (2 voltas) e 80 km (4 voltas), passará a integrar o calendário oficial de eventos da cidade, reunindo participantes de diversas idades, de 18 a mais de 70 anos. As inscrições já estão abertas e a organização vem iniciando um trabalho de divulgação junto aos principais pontos de treinos dos ciclistas de São Paulo, como a USP e a ciclovia da Margina Pinheiros. Quem quiser se inscrever, tem até o dia 18 de janeiro no site www.stormriders.com.br.

No primeiro lote, até dia 11 janeiro, o valor da inscrição é de R$ 329,00. No segundo, até 18 de janeiro, de R$ 359,00. A retirada dos kits pelos participantes será nos dias 21 e 22 de janeiro, em local e horário a serem informados pela organização no site do evento. Não haverá entrega de kits no dia do evento nem após a realização da competição.

"Entre os destaques da prova, vamos conhecer o Rei e a Rainha da Marginal, os mais velozes do dia. E estamos fazendo todo um trabalho de divulgação, junto aos amantes das bikes, mobilizando as assessorias, para que seja uma grande festa, com muita disputa, no aniversário de São Paulo", afirma Matheus Falconi, diretor da Sagaz Esportes, organizadora da Storm Riders.

Diferentes categorias em disputa na Storm Riders


Serão diversas categorias, divididas por idade, além da Elite, a primeira a largar, às 6h. A concentração dos atletas – a partir das 5h - e as largadas, por pelotões, estão marcadas para o Parque do Povo, onde será montada a arena do evento. De lá, os participantes seguirão para a Marginal, passando por cartões postais da cidade, atravessando a Ponte Estaiada.

A categoria Elite, no masculino e no feminino, será realizada somente na distância de 80 km. Por idade (18 a 29 anos, 30 a 34, 35 a 39, 40 a 44, 45 a 49, 50 a 54, 55 a 59, 60 a 64, 65 a 69 e 70+), os participantes poderão escolher os 40 km ou 80 km. Os cinco melhores de cada categoria nos 80 km e os três primeiros colocados nos 40 km receberão troféus. Haverá, ainda, troféu para a Volta Mais Rápida Geral, de 20 km (somente para a distância de 80 km).

A Storm Riders tem organização da Sagaz Esportes, com apoio da Prefeitura da Cidade de São Paulo e supervisão técnica da Federação Paulista de Ciclismo.

Foto: Divulgação
Leia mais...

sexta-feira, 17 de dezembro de 2021

Campagnolo Corsa: sistema que revolucionou os câmbios no ciclismo de estrada

Gino Bartali trocando de marcha com o Câmbio Corsa


Outro dia publicamos nas redes sociais do blog Foto e Bike um vídeo pequeno de uma pessoa mostrando a troca de marchas em um câmbio antigo de bicicleta. Após a publicação, alguns seguidores enviaram mensagens perguntando sobre aquele câmbio. Então, vamos falar um pouquinho sobre aquele Campagnolo Corsa.

Uma coisa que não pode faltar nas bicicletas é um bom câmbio, e a Campagnolo tem tradição na criação desse componente. Porém a última coisa que se pergunta é de onde veio a ideia para criar esse dispositivo tão indispensável à maioria das disciplinas do ciclismo.

A necessidade é a mãe da invenção, diz o ditado. E parece que foi seguindo essa expressão que o italiano Tullio Campagnolo se inspirou para criar o Corsa, o sistema que revolucionou os câmbios no ciclismo de estrada. No século XX, a maioria das trocas de marchas eram feitas retirando a roda traseira da bicicleta e invertendo a posição, pois em cada lado da roda havia um pinhão: um pesado e outro leve.

Sistema de quick-release patenteado por Campagnolo


Dizem que certa vez Tullio Campagnolo não conseguiu retirar a roda da bicicleta numa situação de temperatura muito baixa, com neve e com as mãos congelando de frio. Motivado por isso, em 1930 ele projetou o primeiro sistema de quick-release para bicicletas, cujo exemplar está na foto acima.

Dez anos mais tarde, em 1940, Campagnolo inventou um mecanismo que utilizava o sistema de quick-release para fazer a troca de marchas sem precisar descer da bicicleta e retirar a roda. Nascia aí o Câmbio Corsa da Campagnolo, a revolução no sistema de câmbios no ciclismo de estrada.



A foto acima mostra ciclista italiano Gino Bartali, compatriota de Tullio Campagnolo, trocando de marcha com o Câmbio Corsa em um trecho de montanha íngreme durante a corrida que venceu no Tour de France de 1948.



O sistema era simples: uma haste final de metal girava uma peça e esta empurrava a corrente para o pinhão superior ou inferior. O detalhe é que para a troca acontecer o ciclista tinha que pedalar para trás.

É legal de vez em quando a gente parar para saber um pouco sobre as histórias que envolvem o esporte que admiramos. E olha que tem muita história sobre ciclismo. Aqui no blog Foto e Bike já falamos sobre Alfred Letourneur e seu grande feito com a histórica bicicleta Schwinn Paramount Red Devil. Em breve traremos nova histórias. Aguarde!
Leia mais...

quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Giugiu Morgen é Campeã Brasileira de Estrada e vice no contrarrelógio



Giuliana Morgen fez sua estréia em provas de estrada de altíssimo nível durante edição do Campeonato Brasileiro de Ciclismo de Estrada que aconteceu entre os dias 21 e 24 de outubro, no Autódromo Internacional Ayrton Senna e no Jardim Botânico de Londrina, no Paraná. A petropolinata é a nova campeã brasileira no ciclismo de estrada.

Oriunda do MTB, onde faz parte da Sense Factory Racing e é especialista no Cross-Country Olímpico, Giugiu Morgen foi um dos destaques da S2 Sports. A atleta da júnior chamou bastante atenção já na quinta-feira, dia 21 de outubro, com uma apresentação excelente no contrarrelógio individual.

Prata do Contrarrelógio


Correndo com uma bike de estrada, Giugiu conquistou a segunda colocação na disputa da crono. A prova aconteceu no autódromo Internacional Ayrton Senna e, para dar quatro voltas no circuito de 3.146 Km, a atleta precisou de pouco mais do que 19 minutos - a vencedora do dia foi Ana Paula Finco.

Giugiu conquistou a prata no Contrarrelógio


"Essa foi minha primeira prova de contrarrelógio. Não tinha muita gente conhecida aqui, diferente do mountain bike onde conheço todo mundo. Larguei meio sem saber quem era da minha categoria, mas mesmo assim dei o máximo", comentou a atleta depois da prova. 

Segundo Giugiu, um dos maiores desafios foi o percurso sem subidas longas, algo que sai bastante de sua característica de especialista em escaladas.  

"Curto mais uma serra longa, mas acho que consegui me defender bem. Coloquei 39 Km/h de média durante 12 km, então acho que minhas 'canelinhas' estão funcionando bem. Mantive um ritmo constante, fazendo todas as voltas iguais, e cheguei babando. Dei meu máximo, sem mais nem menos", complementou Giugiu.

Giugiu com medalha de ouro na Resistência


No dia seguinte, durante a prova de resistência da categoria Júnior, Giugiu realmente teve a oportunidade de brilhar. Isso porque, no percurso montado no Jardim Botânico, as 20 voltas de 3 quilômetros contavam com subidas e descidas, o que permitiu que a atleta usasse as pernas e a cabeça para conquistar a medalha de ouro. 

"Comecei a prova tentando minar minhas adversárias nas subidas, onde sabia que tinha um pouco de vantagem, mas estava com as pernas machucadas da pancada constante do contrarrelógio. No meio da prova ataquei e criei uma fuga com mais uma atleta, e fomos juntas até o final", acrescentou Giugiu. 
 
"Tentei me distanciar dela antes do fim, mas não obtive sucesso, já que ela estava conseguindo me acompanhar. Entendi que minha única chance de vencer era atacar na base da última subida, e foi isso o que eu fiz. Ataquei totalmente concentrada, com todas as minhas forças e, assim, consegui ganhar", afirmou Giugiu, destacando a importância de investir em várias modalidades do ciclismo para manter a evolução.

"A versatilidade é uma coisa que faz a gente evoluir bastante, e o cenário internacional deixa isso muito claro. Eu já pratiquei várias modalidades e agora estou gostando muito do ciclismo de estrada, na verdade eu gosto de bicicleta, me sinto bem fazendo isso, então só quero evoluir a cada dia. Essa prova serviu como teste para os treinamentos que venho fazendo para o Pan Júnior de Cali e estou feliz com o resultado", finalizou a petropolitana.

Foto de destaque: Divulgação / Sense Factory Racing

Leia mais...

quarta-feira, 29 de setembro de 2021

Vídeo completo de Avancini competindo disfarçado de idoso no L'Étape Brasil é publicado

Henrique Avancini se transforma em idoso para competir no L'Étape Brasil - Foto: Fabio Piva / Red Bull Content Pool


A Cannondale Brasil divulgou o vídeo completo de Henrique Avancini (Cannondale Factory Racing) competindo no L'Étape Brasil disfarçado de idoso no dia 26 de setembro. O ciclista assumiu o personagem de um senhor 65 anos que nunca havia disputado uma prova, apesar de competir há anos.

A ação intitulada 'Além das aparências' foi promovida pelos patrocinadores Cannondale e Strava. Nela, Henrique Avancini se disfarçou de Agnaldo da Silva, um idoso fora de forma correndo em uma bicicleta clássica antiga.

O objetivo da ação foi aproximar o atleta dos fãs do ciclismo e mostrar que as pessoas podem surpreender os outros, que aparência não deve definir o próximo.

Em suas redes sociais, Henrique Avancini falou sobre a experiência divertida e por poder voltar a participar de uma prova como ciclista anônimo.

"Além de gerar entretenimento e reflexão, confesso que foi uma experiência muito marcante pra mim estar num evento de ciclismo e ser um anônimo", disse o atleta da Cannondale Factory Racing.

Avancini também informou que fará uma live às 18h30 desta quarta-feira (29 de setembro), no Instagram da Cannondale Brasil, para contar algumas curiosidades e falar sobre o projeto 'Além das aparências'.

Confira o vídeo do Avancini disfarçado de Sr. Agnaldo



Foto: Fabio Piva / Red Bull Content Pool
Leia mais...

segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Henrique Avancini participa do L'Étape Brasil caracterizado como idoso de 65 anos

Henrique Avancini caracterizado de idoso no L'Étape Brasil - Foto: Fabio Piva / Red Bull Content Pool


Henrique Avancini participou do L'Étape Brasil caracterizado de idoso neste domingo, 26 de setembro. A ação foi promovida pelos patrocinadores Cannondale e Strava nesta que foi a quara edição da competição.

Assumindo o personagem Agnaldo da Silva, um idoso de 65 anos e fora de forma, Henrique Avancini participou como atleta amador e sem o peso de ser reconhecido por todos os ciclistas e fãs.

"Foi uma experiência incrível ser um atleta anônimo numa prova de ciclismo e acompanhar as reações dos atletas e público", disse Avancini.

Ao fim da prova, o locutor revelou a verdadeira identidade do senhor ao apresentar o atleta Henrique Avancini, maior nome da história do ciclismo brasileiro e que recentemente foi o primeiro atleta do país ao alcançar o posto de vice-campeão mundial de mountain bike.

Intitulada 'Além das aparências', a ação teve como objetivo aproximar o atleta dos fãs do ciclismo. Assim como mostrar que as pessoas podem surpreender os outros, que aparência não deve definir o próximo. Além de estar com o físico de um idoso fora de forma, Avancini competiu a prova com uma bicicleta clássica antiga. O personagem que encarou, Agnaldo da Silva, tinha como objetivo aparentar 65 anos e nunca ter competido uma prova, apesar de praticar o ciclismo há anos.

Na manhã desta segunda-feira (27), Henrique Avancini falou sobre como foi intepretar o Agnaldo da Silva e também expressou pesar pelo falecimento do ciclista Fredy Tejada, que se acidentou durante o L´Étape.

"Foi muito legal interpretar Sr. Agnaldo da Silva e fizemos muitos conteúdos de vídeos e fotos. Ontem resolvemos segurar a comunicação em respeito à família e amigos do ciclista Freddy Tejada (sic). Meus sentimentos", declarou Avancini.


Foto: Fabio Piva / Red Bull Content Pool
Leia mais...
 
Copyright © 2018-2022 Foto e Bike • Direitos reservados | Escreva-nos: blogfotoebike@gmail.com
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top