Mostrando postagens com marcador ciclismo de estrada. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ciclismo de estrada. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Giugiu Morgen é Campeã Brasileira de Estrada e vice no contrarrelógio



Giuliana Morgen fez sua estréia em provas de estrada de altíssimo nível durante edição do Campeonato Brasileiro de Ciclismo de Estrada que aconteceu entre os dias 21 e 24 de outubro, no Autódromo Internacional Ayrton Senna e no Jardim Botânico de Londrina, no Paraná. A petropolinata é a nova campeã brasileira no ciclismo de estrada.

Oriunda do MTB, onde faz parte da Sense Factory Racing e é especialista no Cross-Country Olímpico, Giugiu Morgen foi um dos destaques da S2 Sports. A atleta da júnior chamou bastante atenção já na quinta-feira, dia 21 de outubro, com uma apresentação excelente no contrarrelógio individual.

Prata do Contrarrelógio


Correndo com uma bike de estrada, Giugiu conquistou a segunda colocação na disputa da crono. A prova aconteceu no autódromo Internacional Ayrton Senna e, para dar quatro voltas no circuito de 3.146 Km, a atleta precisou de pouco mais do que 19 minutos - a vencedora do dia foi Ana Paula Finco.

Giugiu conquistou a prata no Contrarrelógio


"Essa foi minha primeira prova de contrarrelógio. Não tinha muita gente conhecida aqui, diferente do mountain bike onde conheço todo mundo. Larguei meio sem saber quem era da minha categoria, mas mesmo assim dei o máximo", comentou a atleta depois da prova. 

Segundo Giugiu, um dos maiores desafios foi o percurso sem subidas longas, algo que sai bastante de sua característica de especialista em escaladas.  

"Curto mais uma serra longa, mas acho que consegui me defender bem. Coloquei 39 Km/h de média durante 12 km, então acho que minhas 'canelinhas' estão funcionando bem. Mantive um ritmo constante, fazendo todas as voltas iguais, e cheguei babando. Dei meu máximo, sem mais nem menos", complementou Giugiu.

Giugiu com medalha de ouro na Resistência


No dia seguinte, durante a prova de resistência da categoria Júnior, Giugiu realmente teve a oportunidade de brilhar. Isso porque, no percurso montado no Jardim Botânico, as 20 voltas de 3 quilômetros contavam com subidas e descidas, o que permitiu que a atleta usasse as pernas e a cabeça para conquistar a medalha de ouro. 

"Comecei a prova tentando minar minhas adversárias nas subidas, onde sabia que tinha um pouco de vantagem, mas estava com as pernas machucadas da pancada constante do contrarrelógio. No meio da prova ataquei e criei uma fuga com mais uma atleta, e fomos juntas até o final", acrescentou Giugiu. 
 
"Tentei me distanciar dela antes do fim, mas não obtive sucesso, já que ela estava conseguindo me acompanhar. Entendi que minha única chance de vencer era atacar na base da última subida, e foi isso o que eu fiz. Ataquei totalmente concentrada, com todas as minhas forças e, assim, consegui ganhar", afirmou Giugiu, destacando a importância de investir em várias modalidades do ciclismo para manter a evolução.

"A versatilidade é uma coisa que faz a gente evoluir bastante, e o cenário internacional deixa isso muito claro. Eu já pratiquei várias modalidades e agora estou gostando muito do ciclismo de estrada, na verdade eu gosto de bicicleta, me sinto bem fazendo isso, então só quero evoluir a cada dia. Essa prova serviu como teste para os treinamentos que venho fazendo para o Pan Júnior de Cali e estou feliz com o resultado", finalizou a petropolitana.

Foto de destaque: Divulgação / Sense Factory Racing

Leia mais...

quarta-feira, 29 de setembro de 2021

Vídeo completo de Avancini competindo disfarçado de idoso no L'Étape Brasil é publicado

Henrique Avancini se transforma em idoso para competir no L'Étape Brasil - Foto: Fabio Piva / Red Bull Content Pool


A Cannondale Brasil divulgou o vídeo completo de Henrique Avancini (Cannondale Factory Racing) competindo no L'Étape Brasil disfarçado de idoso no dia 26 de setembro. O ciclista assumiu o personagem de um senhor 65 anos que nunca havia disputado uma prova, apesar de competir há anos.

A ação intitulada 'Além das aparências' foi promovida pelos patrocinadores Cannondale e Strava. Nela, Henrique Avancini se disfarçou de Agnaldo da Silva, um idoso fora de forma correndo em uma bicicleta clássica antiga.

O objetivo da ação foi aproximar o atleta dos fãs do ciclismo e mostrar que as pessoas podem surpreender os outros, que aparência não deve definir o próximo.

Em suas redes sociais, Henrique Avancini falou sobre a experiência divertida e por poder voltar a participar de uma prova como ciclista anônimo.

"Além de gerar entretenimento e reflexão, confesso que foi uma experiência muito marcante pra mim estar num evento de ciclismo e ser um anônimo", disse o atleta da Cannondale Factory Racing.

Avancini também informou que fará uma live às 18h30 desta quarta-feira (29 de setembro), no Instagram da Cannondale Brasil, para contar algumas curiosidades e falar sobre o projeto 'Além das aparências'.

Confira o vídeo do Avancini disfarçado de Sr. Agnaldo



Foto: Fabio Piva / Red Bull Content Pool
Leia mais...

segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Henrique Avancini participa do L'Étape Brasil caracterizado como idoso de 65 anos

Henrique Avancini caracterizado de idoso no L'Étape Brasil - Foto: Fabio Piva / Red Bull Content Pool


Henrique Avancini participou do L'Étape Brasil caracterizado de idoso neste domingo, 26 de setembro. A ação foi promovida pelos patrocinadores Cannondale e Strava nesta que foi a quara edição da competição.

Assumindo o personagem Agnaldo da Silva, um idoso de 65 anos e fora de forma, Henrique Avancini participou como atleta amador e sem o peso de ser reconhecido por todos os ciclistas e fãs.

"Foi uma experiência incrível ser um atleta anônimo numa prova de ciclismo e acompanhar as reações dos atletas e público", disse Avancini.

Ao fim da prova, o locutor revelou a verdadeira identidade do senhor ao apresentar o atleta Henrique Avancini, maior nome da história do ciclismo brasileiro e que recentemente foi o primeiro atleta do país ao alcançar o posto de vice-campeão mundial de mountain bike.

Intitulada 'Além das aparências', a ação teve como objetivo aproximar o atleta dos fãs do ciclismo. Assim como mostrar que as pessoas podem surpreender os outros, que aparência não deve definir o próximo. Além de estar com o físico de um idoso fora de forma, Avancini competiu a prova com uma bicicleta clássica antiga. O personagem que encarou, Agnaldo da Silva, tinha como objetivo aparentar 65 anos e nunca ter competido uma prova, apesar de praticar o ciclismo há anos.

Na manhã desta segunda-feira (27), Henrique Avancini falou sobre como foi intepretar o Agnaldo da Silva e também expressou pesar pelo falecimento do ciclista Fredy Tejada, que se acidentou durante o L´Étape.

"Foi muito legal interpretar Sr. Agnaldo da Silva e fizemos muitos conteúdos de vídeos e fotos. Ontem resolvemos segurar a comunicação em respeito à família e amigos do ciclista Freddy Tejada (sic). Meus sentimentos", declarou Avancini.


Foto: Fabio Piva / Red Bull Content Pool
Leia mais...

Fredy Tejada morre aos 65 anos após acidente no L'Étape Brasil

Fredy Tejada durante competição em 2015 - Foto: Fredy Tejada / Arquivo Pessoal


O ciclista Fredy Tejada (65 anos) morreu neste domingo (26) após um acidente durante o L'Étape Brasil, em Campos do Jordão, interior de São Paulo. Tejada envolveu em um acidente com outros ciclistas durante o trecho de descida na Serra Nova.

Pedro Tejada, que é filho de Fredy, falou sobre o acidente nas redes sociais. Ele relata largou no L'Étape Brasil ao lado de seu pai, mas "infelizmente, dessa vez o destino fez ele subir uma estrada diferente".

"Meu pai se envolveu num acidente com outros ciclistas descendo a Serra Nova e, como resultado da queda, teve um traumatismo craniano gravíssimo. Ele foi atendido e transportado de helicóptero ao hospital mas, depois de horas de luta dele e da equipe médica, nos deixou as 19:45 (sic) do dia 26 de setembro de 2021", disse Pedro Tejada.

"O que mais nos conforta nesse momento é que ele nos deixou fazendo o que mais amava", continuou Pedro.

Amigo de Fredy Tejada, o ciclista e bike fitter Cleber Anderson também falou sobre a perda em suas redes sociais.

"Deus vai receber um cara muito gente fina como foi por toda a vida, e entre nós ficará eternizado por sua calma e simpatia com a imagem de um esportista fantástico" publicou Cleber Anderson.

Henrique Avancini, que participou da prova do L'Étape Brasil caracterizado como idoso como parte de uma ação promocional, publicou um story em rede social onde informou que, "resolvemos segurar a comunicação (da ação promocional) em respeito à família e amigos do ciclista Freddy Tejada (sic). Meus sentimentos", declarou.

Em nota ao blog Olhar Olímpico, a organização do L'Étape Brasil lamentou a morte de Fredy Tejada e manifestou solidariedade à família.

"A organização do L'Étape Brasil by Tour de France lamenta o ocorrido e presta profundas condolências à família de Freddy, uma pessoa querida por todos e um dos fidelis (atletas que competiram em todas as edições) da prova. Freddy era um apaixonado pelo ciclismo. Nossa única preocupação nesse momento de dor é confortar a família", disse a organização ao Olhar Olímpico.

Foto: Fredy Tejada / Arquivo Pessoal
Leia mais...

segunda-feira, 13 de setembro de 2021

Victor Koretzky muda para KTM nas próximas temporadas e terá provas de estrada na agenda



Atual líder do ranking UCI de mountain bike cross-country (XCO), Victor Koretzky vai competir com uma nova equipe nas próximas duas temporadas (2022 e 2023). A nova casa do francês será a B&B HOTELS p/b KTM.

A notícia foi veiculada pela B&B HOTELS p/b KTM nas redes sociais e compartilhada por Koretzky. O vídeo é curto e sugere que nas próximas temporadas o francês também participará de provas no ciclismo de estrada.

A B&B HOTELS p/b KTM, que também é francesa, se apressou em anunciar a apresentação de Victor Koretzky. Sobre o ciclismo de estrada, o atual número 1 do ranking UCI XCO disse que "sempre foi um sonho" e que mal pode "esperar para partir em uma aventura".

"Nas categorias de base não lutei muito na estrada, mas consegui bons resultados. Sei que terei que ajustar meu treinamento para ir bem na parte final as corridas, que às vezes podem durar mais de cinco horas, mas isso não me assusta. Vou me adaptar, pode demorar um pouco, mas estou confiante", disse Koretzky. 



"Se ainda ainda tenho que me por à prova para corridas de estrada, acho que estou em condição física. Outros ciclistas demonstraram que as corridas de estrada e de MTB podem valer a pena. Sei o que posso fazer e mal posso esperar para partir em uma aventura", completou o francês.

Victor Koretzky deve competir no próximo fim de semana na última etapa da Copa do Mundo de MTB, em Snowshoe.

Foto: Bartek Wolinski / Red Bull Content Pool
Leia mais...

Mathieu van der Poel retorna às competições e vence a Antwerp Port Classic



Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix) começou a testar a lesão nas costas na Antwerp Port Classic e se saiu bem ficando com a vitória da competição após o sprint sobre Taco van der Hoorn (Intermarché-Wanty-Gobert), que fechou em segundo. A prova aconteceu no domingo, 12 de setembro.

Van der Poel machucou estava com as costas lesionadas desde maio deste ano e tudo piorou após seu tombo nas Olimpíadas de Tóquio na prova de mountain bike cross-country. Ele ficou foram de várias competições importantes e, inclusive, não participou do Mundial de MTB em Val di Sole.

"É bom vencer. Perdi alguns eventos importantes, mas estou feliz por estar de volta", disse Van der Poel. 

"As costas deram alguns problemas na hora final [da prova], mas não me incomodaram. Estou aliviado", declarou.

Sobre sua participação na Paris–Roubaix e no Mundial de Ciclismo de Estrada, Mathieu van der Poel ainda não deixou claro se participará ou não.

"Tenho que esperar para ver como reajo, mas esta corrida não é como Roubaix ou Mundial. Vamos decidir esta semana", disse Van der Poel.
Leia mais...

Jailson Diniz é bicampeão da Road Santander Brasil Ride em Pardinho (SP)

Jailson Diniz foi campeão em 2019 e repediu o feito em 2021 - Foto: Mario Jordany / Santander Brasil Ride


Neste domingo, 12 de setembro, Jailson Diniz faturou o bicampeonato da oitava edição da Road Santander Brasil Ride, prova de ciclismo de estrada eleita uma das dez melhores da América do Sul no gênero. A prova foi realizada em Pardinho (SP) e em ambas as disputas (masculina e feminina) da prova principal, os vencedores foram definidos no sprint final. Na prova feminina, o título ficou com Lais Saes, ciclista que já havia sido campeã do Warm Up Pro do Festival Santander Brasil Ride em 2017.

Ciclista profissional há 17 anos, Jailson Diniz competiu pela quarta vez a Road Santander Brasil Ride, repetindo o excelente resultado de dois anos atrás. 

"Bem no início já estava na ponta, mas procurei manter um ritmo sem forçar tanto. Ficamos em um bloco de quase dez ciclistas. Após a segunda subida, escapei e fui sozinho até o primeiro retorno, quando vi que os adversários estavam fortes e preferi esperá-los", disse Jailson, de 33 anos.

"Estivemos juntos boa parte do tempo, houve outros ataques e andei mais 15 quilômetros sozinho, para pedalar junto com o Michel Amador. O pelotão veio, chegou na gente e daí para frente sabia que a decisão ficaria para o sprint final", comentou o campeão.

"Estou muito feliz. Foram três meses intensos de treinamento e investimento, como viagens de training camp. Foi muito gratificante repetir essa vitória aqui", finalizou o ciclista nascido em Jurema (PE), mas que mora na capital paulista.

Jailson Diniz venceu a prova ao completar 90 quilômetros em 2h27min52seg381, seguido muito de perto por Vicente Zippinotti (2h27min52seg421), Guilherme Couto (2h27min52s).

Foto: Mario Jordany / Santander Brasil Ride
Leia mais...

quinta-feira, 9 de setembro de 2021

Campeão brasileiro, Vitor Zucco decide abandonar ciclismo competitivo

Vitor Zucco vai deixar ciclismo competitivo - Foto: Luis Claudio Antunes / CBC


Campeão brasileiro de ciclismo de estrada, Vitor Zucco (23 anos) anunciou no dia 8 de setembro que vai deixar o ciclismo competitivo em 2022. O jovem é tido como uma grande revelação do ciclismo do Brasil e sua declaração foi recebida com surpresa.

"Não cheguei até aonde queria e sonhava em chegar. Mais (sic) só tenho a agradecer pelas oportunidades e tudo que tenho vivido", disse Zucco em uma de suas redes sociais ao anunciar o encerramento de sua carreira no ciclismo competitivo.

Desde 2020 Vitor Zucco compete pela equipe irlandesa EvoPro Cycling e ele tinha como um de seus principais objetivos buscar pontos UCI para conquistar um lugar na categoria Pro Continental, segunda divisão do ciclismo mundial.

"Competir já não me satisfaz como uma vez me satisfazia. Estou saindo do esporte com a cabeça erguida e feliz", disse Vitor que ainda agradeceu pelo apoio.


Foto: Luis Claudio Antunes / CBC
Leia mais...

quarta-feira, 8 de setembro de 2021

Vinicius Rangel vence Vuelta a Salamanca 2021

Vinicius Rangel vence Vuelta a Salamanca em 2021 - Foto: ALDia / Divulgação


O ciclismo brasileiro voltou a mostrar sua força na Estrada durante a tradicional Vuelta a Salamanca, realizada para as categorias Elite e Sub23 entre os dias 5 e 7 de setembro, na Espanha. A competição teve Vinicius Rangel, da equipe Telco.m/On Clima, dominando a disputa com superioridade e garantindo o título da 49ª edição depois de conquistar duas vitórias por etapas.

A “Vuelta a Salamanca” como é originalmente conhecida na Espanha, reuniu ciclistas de vários países distribuídos em 20 equipes. A competição é voltada principalmente para revelar jovens promessas do ciclismo, tendo sido vencida por grandes nomes do esporte, como o espanhol Miguel Indurain, pentacampeão do Tour de France. Atualmente é muito utilizada como vitrine para as principais equipes profissionais.

Na terceira e última etapa, disputada nesta terça, os ciclistas percorreram 170 quilômetros entre Doñinos e Salamanca. Vinicius Rangel largou com a liderança geral da competição e bastava apenas terminar no grupo principal para garantir a primeira colocação geral, mas o brasileiro não escondeu a sua superioridade e ficou com a vitória da etapa após vencer o sprint do pequeno grupo de dez atletas que restaram na ponta da competição.

“Ainda não caiu a ficha, essa é a verdade. Chegamos com muita vontade de vencer, mas é uma competição com muitas equipes importantes, de alto nível, então é difícil terminar com a vitória. O trabalho que temos feito é fantástico, e tanto ontem como hoje eu me senti muito bem para brigar nas primeiras competições. A chegada era em uma pequena subida e isso contribuiu para que eu conseguisse finalizar com a primeira colocação. Estou muito feliz e mais uma vez preciso agradecer a minha equipe e todos os envolvidos nesse processo”, destacou Vinicius.

Com os resultados acumulados, Vinicius Rangel conquistou o segundo título consecutivo de voltas ciclísticas, em menos de 10 dias, mostrando estar em sua melhor fase. Em Salamanca, ele conquistou a vitória geral, sendo também campeão da classificação de regularidade e melhor atleta da classificação Sub23. Na segunda colocação geral, a 1min08s, terminou Daniel Zea (Telco.m/On Clima), da Colômbia, seguido pelo espanhol Fernando Tercero (Eolo/Kometa), a 1min40s.

O Brasil ainda comemorou a primeira colocação geral da classificação de metas volantes com Igor Molina (Previley Conforma Cycling Team), que terminou a primeira etapa na segunda colocação e completou a volta na 44º posição na classificação geral.

Foto: ALDia / Divulgação
Leia mais...

domingo, 5 de setembro de 2021

Vinicius Rangel é campeão da Vuelta a Cantabria 2021

Vinícius Rangel é campeão da Vuelta a Cantabria 2021 - Foto: Fotos Carreras


Depois de um trabalho em equipe impecável, o brasileiro Vinicius Rangel soube administrar muito bem a liderança e consolidou a vitória geral da Vuelta a Cantabria 2021 neste sábado (4/9), após conquistar a quinta colocação na terceira e última etapa disputada entre Puente Viesgo e Cuevas del Monte Castillo com 148km.

“Foi uma corrida difícil. Consegui defender a liderança e o trabalho da minha equipe foi impecável. Quero dedicar essa vitória para eles e todos da comissão técnica, massagistas e mecânicos. Devido ao trabalho dos meus companheiros, eu consegui passar pelas subidas de forma confortável e chegar bem posicionado com o grupo principal na etapa final. Tenho muito orgulho de representar o Brasil no topo do pódio”, destacou Vinicius Rangel.

Assim como na classificação geral individual, Vinicius Rangel também conquistou a vitória na classificação por pontos e no ranking de melhor atleta Sub-23.

Sem tempo para comemorar, o próximo objetivo do brasileiro começa já neste domingo, com a participação na 49ª edição da Vuelta a Salamanca, também na Espanha, que acontece entre os dias 5 e 7 de setembro.

Foto: Fotos Carreras
Leia mais...

Primoz Roglic vence última etapa e é tricampeão da Vuelta a España

Primoz Roglic é tricampeão da Vuelta a España - Foto: Photo Gomez Sport


Três semanas após ter vencido o contrarrelógio da etapa de abertura da Vuelta a España 2021, Primoz Roclig (Jumbo-Visma) venceu a última etapa da competição neste domingo (5) e é o campeão da 76ª edição do evento.

Primoz Roglic conquistou quatro vitórias em etapas nesta edição da Vuelta a España e confirmou seu favoritismo ao vencer pela terceira vez consecutiva na classificação geral. O esloveno agora é tricampeão da Vuelta.

Ao fim da última etapa da Vuelta a España, Roglic tinha uma vantagem de quatro minutos e 42 segundos sobre o segundo colocado, o espanhol Enric Mas (Movistar Team). Essa é a maior vantagem que o vencedor abre desde 1997, quando o suíço Alex Zülle colocou mais de cinco segundos sobre Fernando Escartín.

"É inacreditável. É louco. Às vezes você vence por muito, às vezes você vence por muito pouco, mas desde que você possa vencer, é muito bom", disse Roglic.

Ao lado do suíço Tony Rominger e dos espanhóis Alberto Contador e Roberto Heras, Roglic se torna o quarto ciclista a conquistar ao menos três títulos de campeão da Vuelta a España na história da competição.

Ranking da Vuelta a España 2021


Geral


1. PRIMOZ ROGLIC (JUMBO-VISMA): 83H 55' 29''
2. ENRIC MAS (MOVISTAR TEAM): + 00H 04' 42''
3. JACK HAIG (BAHRAIN VICTORIOUS): + 00H 07' 40''
4. ADAM YATES (INEOS GRENADIERS): + 00H 09' 06''
5. GINO MÄDER (BAHRAIN VICTORIOUS): + 00H 11' 33''
6. EGAN ARLEY BERNAL (INEOS GRENADIERS): + 00H 13' 27''
7. DAVID DE LA CRUZ (UAE TEAM EMIRATES): + 00H 18' 33''
8. SEPP KUSS (JUMBO-VISMA): + 00H 18' 55''
9. GUILLAUME MARTIN (COFIDIS): + 00H 20' 27''
10. FELIX GROSSSCHARTNER (BORA-HANSGROHE): + 00H 22' 22''

Por pontos


1. FABIO JAKOBSEN (DECEUNINCK-QUICK-STEP): 250 PTS
2. PRIMOZ ROGLIC (JUMBO-VISMA): 199 PTS
3. MAGNUS CORT NIELSEN (EF EDUCATION-NIPPO): 161 PTS
4. MATTEO TRENTIN (UAE TEAM EMIRATES): 145 PTS
5. ENRIC MAS (MOVISTAR TEAM): 120 PTS
6. ALBERTO DAINESE (TEAM DSM): 120 PTS
7. MICHAEL MATTHEWS (TEAM BIKEEXCHANGE) 114 PTS
8. ANDREA BAGIOLI (DECEUNINCK-QUICK-STEP): 101 PTS
9. EGAN ARLEY BERNAL (INEOS GRENADIERS): 96 PTS
10. ARNAUD DEMARE (GROUPAMA-FDJ): 91 PTS

Escalador/rei da montanha


1. MICHAEL STORER (TEAM DSM): 80 PTS
2. ROMAIN BARDET (TEAM DSM): 61 PTS
3. PRIMOZ ROGLIC (JUMBO-VISMA): 51 PTS
4. DAMIANO CARUSO (BAHRAIN VICTORIOUS): 33 PTS
5. RAFAL MAJKA (UAE TEAM EMIRATES): 33 PTS
6. JACK HAIG (BAHRAIN VICTORIOUS): 23 PTS
7. SEPP KUSS (JUMBO-VISMA): 19 PTS
8. ENRIC MAS (MOVISTAR TEAM): 17 PTS
9. EGAN ARLEY BERNAL (INEOS GRENADIERS): 16 PTS
10. FABIO ARU (TEAM QHUBEKA NEXTHASH): 16 PTS

Equipes


1. BAHRAIN VICTORIOUS: 252H 19' 35''
2. JUMBO-VISMA: + 00H 07' 26''
3. INEOS GRENADIERS: + 00H 32' 18''
4. UAE TEAM EMIRATES: + 01H 05' 10''
5. INTERMARCHE-WANTY-GOBERT MATERIAUX: + 01H 15' 05''
6. MOVISTAR TEAM: + 01H 17' 16''
7. AG2R CITROEN TEAM: + 01H 43' 04''
8. COFIDIS: + 02H 15' 39''
9. TREK-SEGAFREDO: + 02H 38' 20''
10. TEAM DSM: + 02H 59' 49''

Foto: Photo Gomez Sport
Leia mais...

sábado, 4 de setembro de 2021

Clément Champoussin vence 20ª e penúltima etapa da Vuelta a España 2021

Clément Champoussin vence 20ª e penúltima etapa da Vuelta a España 2021 - Foto: Photo Gomez Sport / La Vuelta


O francês Clément Champoussin (AG2R CITROËN Team) venceu a 20ª etapa da Vuelta a España neste sábado (4). O estágio, que foi o penúltimo da competição, teve largada em Sanxenxo e chegada em Mos. Castro de Herville, com 202,2 quilômetros de distância.

A 20ª etapa da Vuelta a España foi última de montanha desta edição. Nela, Clément Champoussin conquistou sua primeira vitória em Grandes Voltas fechando a prova com o tempo de 5:21:50, seis segundos na frente do atual líder da competição.

Após a prova, Primoz Roglic (Jumbo-Visma) mantém a camisa vermelha liderando a classifição geral com mais de dois minutos de vantagem sobre o espanhol Enric Mas (Movistar Team). Michael Storer (Team DSM) permanece com a camisa branca com bolinhas, rei da montanha.

Melhores momentos da 20ª etapa da Vuelta a España 2021



A última etapa da Vuelta a España 2021 acontece neste domingo (5) e deve coroar Primoz Roglic como campeão, ele que é o vencedor das duas edições anteriores e o primeiro na lista dos favoritos à vitória elaborada pelo blog Foto e Bike.

A 21ª etapa da Vuelta a España será de contrarrelógio com largada em Padrón e chegada em Santiago de Compostela, com 33,8 quilômetros de distância.

Foto: Photo Gomez Sport / La Vuelta
Leia mais...

sexta-feira, 3 de setembro de 2021

Magnus Cort vence 19ª etapa da Vuelta a España e conquista sua terceira vitória nesta edição

Magnus Cort vence uma etapa da Vuelta a España 2021 pela terceira vez - Foto: Photo Gomez Sport / La Vuelta


Pela terceira vez nesta edição da Vuelta a España, Magnus Cort Nielsen (EF Education Nippo) consegue vencer uma etapa. Foi o que aconteceu nesta sexta-feira (3) no décimo nono estágio da competição.

Após uma batalha de 191,5 quilômetros entre Tapia e Monforte de Lemos, o dinamarquês Magnus Cort Nielsen levou a melhor sobre o português Rui Oliveira (UEA Team Emirates) e o americano Quinn Simmons (Trek-Segafredo) no sprint final.

Contando com Magnus Cort, seis ciclistas completaram a décima nona etapa da Vuelta a España com o tempo de 4:24:54.

Após a décima nona etapa da Vuelta a España, Primoz Roglic (Jumbo-Visma) permance com a camisa vermelha mantendo dois minutos e meio de vantagem sobre Enric Mas (Movistar Team).

Último quilômetro da 19ª etapa da Vuelta a España 2021



A 20ª etapa da Vuelta a España acontece neste sábado (4). Será a penúltima etapa da competição e vai ser de montanha, com largada em Sanxenxo e chegada em Mos. Castro de Herville.

Foto: Photo Gomez Sport / La Vuelta
Leia mais...

quinta-feira, 2 de setembro de 2021

Miguel Ángel López vence etapa rainha da Vuelta a España 2021

Miguel Ángel López vence décima oitava etapa da Vuelta a España - Foto: Photo Gomez Sport / La Vuelta


O colombiano Miguel Ángel López (Movistar Team) venceu a décima oitava etapa da Vuelta a España nesta quinta-feira (2) chegando à frente dos rivais em Altu d'El Gamoniteiru. Essa foi a etapa rainha da competição.

A etapa rainha da Vuelta a España teve 4500 metros de elevação e Miguel Ángel López atacou dentro dos últimos 4 quilômetros da etapa rainha da La Vuelta 2021 em uma para garantir a vitória individual sobre Primoz Roglic (Jumbo-Visma) e Enric Mas (Movistar Team).

Roglic permace com a camisa vermelha e, após a décima oitava etapa, ampliou sua vantagem para Enric Mas com mais oito segundos. Já o francês Romain Bardet perdeu a camisa branca com bolinhas para o australiano Michael Storer.

Melhores momentos da 18ª etapa da Vuelta a España



Após dois estágios seguidos de montanha, a décima nona etapa da Vuelta a España acontece na sexta-feira (3) com largada em Tapia e chegada em Monforte de Lemos, com 191,2 quilômetros de distância.

Faltam só mais três etapas: quem você acha que vai ganhar a Vuelta a España em 2021?

Foto: Photo Gomez Sport / La Vuelta
Leia mais...

Carlos Soares e Ana Raquel encerram participação nas Paralimpíadas de Tóquio

Carlos Soares na prova de resistência em Tóquio - Foto: JB Benavent / CBC


Sob chuva, os brasileiros Carlos Soares e Ana Raquel participaram da sua última competição de paraciclismo nos Jogos Paralímpicos de Tóquio nesta quarta-feira (1º). Ambos disputaram a prova de resistência.

Carlos Soares, que é estreante em Paralimpíadas e tem 26 anos, fechou sua participação em Tóquio na 31ª colocação. Ele participou da prova de resistência na categoria MC1-3 e considerou o resultado importante para sua evolução nos próximos ciclos.

"Eu termino a minha participação com muita motivação e gratidão pela oportunidade que a seleção brasileira me proporcionou de representar o Brasil aqui em Tóquio, na minha primeira Paralimpíada. Só de sair do interior do Goiás e estar aqui, disputando contra os melhores do mundo já me deixa muito emocionado. Poder falar para a minha família que estou representando o nosso país nos Jogos é uma sensação indescritível", declarou Carlos.

Confirmando que seu resultado nas provas em que participou nas Paralimpíadas foram abaixo do esperado, Carlos Soares destacou o nível alto dos demais competidores evidenciado pelas diversas quebras de recordes. "Agora é continuar trabalhando duro para seguir progredindo e honrando cada vez mais essa confiança depositada pela CBC", completou.

Na prova de resistência masculina os britânicos Benjamin Watson e Finlay Graham, primeiro e segundo, comemoraram a dobradinha na categoria MC1-3. A medalha de bronze ficou com o francês Alexandre Leaute.

Ana Raquel competindo a prova de resistência - Foto: Carlos Soares na prova de resistência em Tóquio - Foto: JB Benavent / CBC
Ana Raquel durante nas Paralimpíadas - Foto: JB Benavent / CBC


Entre as mulheres, na WC4-5, a brasileira Ana Raquel finalizou na 14ª colocação. A medalha de ouro foi conquistada pela alemã Sarah Storey, seguida pela sua compatriota Crystal Lane, com a prata, e a francesa Marie Patouillet, fechando o pódio com o bronze.

O paraciclismo brasileiro encerra a sua participação em Tóquio na noite desta quinta-feira (2), com os atletas Lauro Chaman e André Grizante brigando por medalhas nas categorias C4-5, a partir das 21h30, horário de Brasília.

Foto de destaque: JB Benavent / CBC
Leia mais...

quarta-feira, 1 de setembro de 2021

Primoz Roglic retoma camisa vermelha na Vuelta a España após 17ª etapa

Primoz Roglic vence 17ª etapa da Vuelta a España -  Foto: Photo Gomez Sport / La Vuelta


Primoz Roglic (Jumbo-Visma) à lideraça geral da Vuelta a España após vencer a décima sétima etapa da competição nesta quarta-feira (1º). O esloveno agora tem dois minutos e 22 segundos de vantagem sobre Enric Mas (Movistar Team).

A décima sétima etapa da Vuelta a España teve largada em Unquera e chegada em Lagos de Covadonga, com 185,8 quilômetros de distância e foi de montanha. Durante a corrida, Roglic foi o único a seguir Egan Bernal (Ineos Grenadiers) quando o colombiano atacou a 61 quilômetros do fim.

Na briga com Bernal, Roglic levou a melhor e venceu pela terceira vez nesta edição da Vuelta a España completando a prova em 4:34:45, um minuto e 35 segundos à frente do pelotão.

Odd Christian Eiking (Intermarche-Wanty-Gobert Materiaux), que estava com a camisa vermelha desde a etapa 10 da Vuelta a España, agora caiu para a décima primeira posição, sete minutos e 59 segundos atrás do novo líder, Primoz Roglic.

Romain Bardet (DSM Team) permanece com a camisa branca com bolinhas, de rei da montanha, após a décima sétima etapa da Vuelta.

Melhores momentos da 17ª etapa da Vuelta a España



A décima oitava etapa da Vuelta a España acontece nesta quinta-feira (2) e também é de montanha. A largada será em Salas e chegada em Altu d'El Gamoniteiru com 162,6 quilômetros de extensão.

Foto: Photo Gomez Sport / La Vuelta
Leia mais...

Jady Malavazzi termina em 13º lugar na resistência dos Jogos Paralímpicos

Jady Malavazzi fica em 13º na resistência dos Jogos Paralímpicos - Foto: JB Benavent / CBC


Na madrugada desta quarta-feira (1º), no horário de Brasília, a ciclista Jady Malavazzi foi a 13ª colocada na prova de resistência do Paraciclismo de Estrada, após percorrer 26,4km no circuito montado no Autódromo Fuji Speedway, localizado na cidade de Shizuoka, aos pés do Monte Fuji.

A prova foi dominada pela holandesa Jennette Jansen, que completou o percurso com o tempo de 56min15seg e garantiu a medalha de ouro. A alemã Annika Zeyen marcou 56min21seg e levou a prata. A medalha de bronze ficou com Alicia Dana, dos EUA, registrando 56min24seg.

A equipe brasileira volta a competir na prova de resistência na noite desta quarta-feira, a partir das 21h30, com os atletas Carlos Soares (C1-3) e Ana Raquel (C4-5).

Foto: JB Benavent / CBC
Leia mais...

terça-feira, 31 de agosto de 2021

No dia de seu aniversário Fabio Jakobsen vence 16ª etapa da Vuelta a España

Fabio Jakobsen venceu 16ª etapa da Vuelta a España - Foto: Photo Gomez Sport / La Vuelta


Fabio Jakobsen (Deceuninck-Quick-Step Cycling Team) venceu a etapa 16 da Vuelta a España 2021 nesta terça-feira (31), data de seu aniversário. Atual camisa verde da competição, essa é a terceira vitória do ciclista nesta edição de La Veulta.

A décima sexta etapa da Vuelta a España teve a largada em Laredo e chegada em Santa Cruz de Bezana, com 180 quilômetros de distância.

O final da décima sexta etapa da Vuelta foi decidido no sprint final onde Fabio Jakobsen levou a melhor sobre o belga Jordi Meeus (Bora-Hansgrohe) e o italiano Matteo Trentin (UAE Team Emirates). 

Após a etapa, nada muda na classificação geral e Odd Christian Eiking (Intermarche-Wanty-Gobert Materiaux) permanece com a camisa vermelha mantendo vantagem de 54 segundos para Guillaume Martin (Cofidis).

Melhores momentos da 16ª etapa da Vuelta a España



A próxima etapa será de montanha nesta quarta-feira (1º de setembro), com largada em Unquera e chegada em Lagos de Covadonga, com 185,8 quilômetros de distância.

Foto: Photo Gomez Sport / La Vuelta
Leia mais...

Lauro Chaman a sete segundos do bronze no Contrarrelógio das Paralimpíadas de Tóquio

Lauro Chaman sofreu queda e não conseguiu medalha no Contrarrelógio das Paralimpíadas de Tóquio - Foto: JB Benavent / CBC


O brasileiro Lauro Chaman, duas vezes medalhista paralímpico na Rio2016, entrou na prova de Contrarrelógio, realizada na madrugada desta terça (31/8), brigando por medalha. Em todas as parciais ele aparecia entre os primeiros colocados, chegando a liderar a prova nos quilômetros finais, quando caiu na curva e viu o pódio escapar por poucos segundos nas Paralimpíadas de Tóquio.

Apesar de não sair da prova com medalha, Lauro Chaman deixou uma grande lição de superação e persistência. Levantou, sacudiu a poeira e seguiu pedalando forte para completar os 32 quilômetros do percurso na quarta colocação com 43min44seg37, ficando a apenas sete segundos da medalha de bronze.

O neerlandês Daniel Gebru garantiu a medalha de ouro com 42min46seg45. A prata ficou com o ucraniano Yehor Dementyev, campeão na Rio 2016, que marcou 43min19seg11, e o bronze foi para o australiano Alistair Donohoe com 43min36seg80.

Nas demais categorias, os brasileiros competiram na noite de segunda e madrugada de terça, no Brasil, e comemoraram os resultados de André Grizante, nono colocado na C4, Carlos Soares, oitavo colocado na C1, Ana Raquel, nona colocada na C5, e Jady Malavazzi, sétima colocada na H1-3.

Na madrugada desta quarta-feira (1/9), a partir das 0h20, Jady Malavazzi volta a competir, desta vez na prova de resistência. Ana Raquel e Carlos Soares, competem às 21h30. Fechando a participação do paraciclismo brasileiro em Tóquio, Lauro Chaman e André Grizante encaram o desafio de resistência na quinta (2/9), às 21h30, sempre no horário de Brasília.

Foto: JB Benavent / CBC
Leia mais...
 
Copyright © 2021 Foto e Bike • Direitos reservados | Escreva-nos: blogfotoebike@gmail.com
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top