Mostrando postagens com marcador mtb. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador mtb. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 4 de abril de 2022

Campeão mundial sub-23, Martin Vidaurre vence XCO da CIMTB em Petrópolis

Martin Vidaurre foi o vencedor da CIMTB em Petrópolis


A prova que marcou o encerramento da Copa Internacional de Mountain Bike (RJ), em Petrópolis (RJ), foi a disputa da super elite masculina no Cross Country Olímpico (XCO). Com uma pista pesada por causa da chuva que caiu durante o dia e muita lama, os ciclistas percorreram os cerca de 4,5 km do circuito e a torcida viu o campeão mundial da sub-23, o chileno Martin Vidaurre Kossmann cruzar a linha de chegada na primeira colocação.

Em entrevista concedida após a vitória, Martin destacou a qualidade dos circuitos da CIMTB e ressaltou que gosta de correr no Brasil. O chileno também esteve presente no país no Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, e na disputa do Pan-americano de 2019 conquistou a medalha de prata. Em Petrópolis, ele venceu a prova em 1h27min47 e vibrou muito ao cruzar a linha de chegada.


"Sempre gostei de correr no Brasil, pela sua gente e pelos circuitos, que na CIMTB são sempre muito bons. Fiquei feliz de vir aqui, de poder competir. E, nada melhor do que vencer a prova", comemorou o chileno. "O circuito é excelente. A organização fez um ótimo trabalho. Foi um espetáculo nossa corrida. Aproveito para convidar a todos para virem no próximo fim de semana, porque vamos competir com força total", completou o atleta da sub-23, que competirá na Copa do Mundo de Mountain Bike no próximo sábado (9).

O vice-campeão da super elite masculina da CIMTB em Petrópolis foi o romeno Vlad Dascalu, que cruzou a linha de chegada quase um minuto após o líder. "Eu aproveitei muito durante essa corrida, as condições não estavam boas, mas foi muito legal", pontuou Vlad.

Thomas Litscher, que venceu o XCC no dia anterior, cravou o terceiro lugar na disputa do XCO e afirmou que o calor do domingo (4) aliado às condições da pista prejucaram o desempenho. "Hoje estava muito quente e as condições estavam difíceis, mas estou feliz porque estive entre os mais rápidos da prova", disse o suíço. Os franceses Maxime Marotte e Jordan Sarrou completaram o top 5.

Melhores brasileiros no XCO da CIMTB em Petrópolis


Luiz Henrique Cocuzzi foi o primeiro brasileiro a finalizar a disputa do XCO. Depois de largar na terceira fila, o ciclista da Sense Factory Racing imprimiu um ritmo forte e ocupou o terceiro lugar da competição até furar o pneu traseiro durante a passagem pelo rock garden faltando duas voltas para o final. Como a distância até o ponto de apoio era grande, Cocuzzi perder muitas posições e fechou a prova em 14º lugar, mas feliz com o desempenho.

Luiz Henrique Cocuzzi durante a CIMTB, em Petrópolis


"Foi a CIMTB mais dura que já participei e estou muito feliz com meu desempenho. Fiz junto com o meu treinador Cadu Polazzo e com a minha equipe, uma base de treinos muito forte e a cada prova que participo meu ritmo vem melhorando", disse Cocuzzi, que também ressaltou que está ansioso para fazer uma grande prova na Copa do Mundo de MTB no próximo final de semana.

Outro brasileiro que também teve um incidente durante a passagem pelo rock garden a duas voltas para fim do XCO da CIMTB foi Ulan Galinski. O atleta da Caloi Henrique Avancini Racing sofreu uma queda e não conseguiu retomar o ritmo anterior. Ulan concluiu na 16ª colocação.


Gustavo Xavier (22º), Sherman Trezza de Paiva (32º), Edson Rezende (36º) e Kennedi Sampaio (38º) completaram a lista dos melhores brasileiros na disputa do XCO da CIMTB, em Petrópolis.

Top 10 do XCO - Super Elite Masculina


1 – Martin Vidaurre (CHI) – 1h27min47  
2 – Vlad Dascalu (ROM) – 1h29min
3 – Thomas Listcher (SUI) - 1h29min16
4 – Maxime Marrote (FRA) – 1h29min28
5 – Jordan Sarrou (FRA) – 1h29min41
6 – Daivid Valero (ESP) – 1h29min42  
7 – Leandre Bouchard (CAN) – 1h30min22  
8 – Julian Schelb (ALE) – 1h30min54  
9 – Ondrei Cink (CZE) – 1h31min19  
10 – Camilo Gomez (COL) – 1h31min33

Fotos: Davi Corrêa
Leia mais...

domingo, 3 de abril de 2022

Jolanda Neff é campeã da CIMTB em Petrópolis

A suíça Jolanda Neff foi a vencedora na disputa do Cross Country Olímpico (XCO) da Copa Internacional de Mountain Bike (CIMTB) disputado neste domingo, 3 de abril, em Petrópolis (RJ). Neff, que é a atual campeã olímpica, liderou a prova desde a primeira curva do circuito e fechou a fechou a corrida após cinco voltas, registrando o tempo de 1h26min05.

Depois de Jolanda Neff, a austríaca Laura Stigger fechou em segundo seguida da britânica Evie Richards, atual campeã mundial. A distância das duas para a líder foi de quase 6 minutos. Vencedora do XCC no dia anterior, Kate Courtney, dos Estados Unidos, ficou na quarta colocação e a suíça Sina Frei completou o top 5.


Durante entrevista após vencer o XCO da CIMTB, em Petrópolis, Jolanda Neff recordou suas outras visitas a cidade serrana do estado do Rio em 2014 e 2016 e destacou que a torcida da é muito animada pelo mountain bike. Neff também falou que achou o XCO Henrique Avancini "incrível".

"A pista é incrível. É como um parque de aventuras. Uma verdadeira Disneyland. Eu me diverti demais. Eu realmente amei cada minuto aqui", comentou a Jolanda Neff que em seguida falou sobre a expectativa para a Copa do Mundo de Mountain Bike. "Pude sentir como está o calor aqui no Brasil, uma vez que eu venho de um período de inverno na Europa. Sei que temos que nos acostumar com essa adversidade, mas sei que ainda tenho uma semana para chegar a competição. Estou realmente feliz de estar aqui", finalizou.

Em sua primeira visita ao Brasil, a vice-campeã Laura Stigger, da Áustria, exaltou a possibilidade de ter uma competição acontecendo no mesmo circuito que irá receber a Copa do Mundo de Mountain Bike em alguns dias, entre 7 e 10 de abril, também no São José Bike Club.

"Definitivamente foi um bom começo para a semana de provas da Copa do Mundo. Todos sabemos que no domingo que vem será completamente diferente. O foco será outro, mas para mim é um sentimento ótimo eu ter ido bem na prova da CIMTB e ganhar confiança. Foi maravilhoso", disse Laura. A ciclista ainda destacou que ficou "impressionada com a região e com as pessoas daqui. A natureza é linda, fiquei maravilhada. Com certeza esta não será minha única vez aqui", concluiu a austríaca.


Assim como Laura, Evie Richards também exaltou o recebimento dos torcedores brasileiros aos ciclistas estrangeiros. "É muito bom estar aqui, sentir o calor dos fãs brasileiros, que são incríveis. É legal demais ver como as pessoas gostam do nosso esporte por aqui e eu fico muito feliz de fazer parte deste show, com tantas outras atletas fortes, e assim poder incentivar as jovens ciclistas daqui, que nos assistiram fazendo nosso trabalho", exaltou Evie.

Melhores brasileiras no XCO da CIMTB em Petrópolis


Isabella Larcerda, de Minas Gerais, foi a brasileira melhor colocada no resultado final do XCO da CIMTB em Petrópolis. A brasileira fechou na 11ª posição com o tempo de 1h36min38. "Não deu lugar no pódio, mas eu lutei até o último minuto. Estava muito perto da canadense Jenn Jackson na última volta, faltou bem pouco. Porém, preferi não me arriscar tanto, porque o objetivo maior está em chegar bem na Copa do Mundo", destacou.

Isabella Lacerda comemora com a torcida na CIMTB em Petrópolis
Isabella Lacerda comemora com torcida da CIMTB, em Petrópolis - Foto: Davi Corrêa

Outras brasileiras que se destacaram na prova foram Raíza Goulão (13ª posição), Sabrina Silva (20ª), Aline Simões (24ª) e Stefanye Silva (30ª). 

Também teve destaque ciclista de Petrópolis, Giuliana Morgen, da Sense Factory Racing. Giugiu concluiu a prova 24ª colocação em seu primeiro ano disputando as provas de MTB na super elite.

Top 10 do XCO - Super Elite Feminina


1 - Jolanda Neff (SUI) - 1h26min08
2 - Laura Stiger (AUT) - 1h32min10
3 - Evie Richards (GBR) - 1h32min33
4 - Kate Courtney (EUA) - 1h33min24
5 - Sina Frei (SUI) - 1h33min42
6 - Rocío Martinez (ESP) - 1h34min17
7 - Yana Belomoina (UCR) - 1h34min28
8 - Anne Tauber (HOL) - 1h34min36
9 - Daniela Campuzano (MEX) - 1h36min10
10 - Jennifer Jackson (CAN) - 1h36min23

Fotos: Davi Corrêa / Foto e Bike
Leia mais...

sábado, 2 de abril de 2022

Karen Olímpio está fora da CIMTB em Petrópolis

Karen Olímpio fora da CIMTB em Petrópolis


Karen Olímpio está fora Copa Internacional de Mountain Bike (CIMTB) que está acontecendo em Petrópolis (RJ) durante o fim de semana de 1º a 3 de abril. A informação foi confirmada pela Audax Bike, equipe da ciclista.

O comunicado da Audax Bike revelou que durante a disputa do Short Track (XCC) da CIMTB, Karen Olímpio "sofreu um impacto na área pélvica" após finalizar o salto do trecho mais técnico do circuito, a Janela do Céu.


Karen "foi levada imediatamente ao hospital, realizou exames, foi encaminhada ao centro cirúrgico e encontra-se estável. Vai precisar ficar afastada das competições por algum tempo, vamos ficar na torcida para que a recuperação seja breve", afirmou o comunicado da Audax Bike.

Guilherme Müller, colega de equipe de Karen Olímpio, publicou mensagem no Instagram torcendo pela "breve recuperação" da parceira de time. "Conte conosco", disse o ciclista.

Sobre o salto mais técnico da CIMTB em Petrópolis


No primeiro e segundo dia da CIMTB, em Petrópolis, alguns ciclistas caíram após finalizarem o salto do trecho mais técnico do XCO Henrique Avancini. Trata-se de uma descida bem inclinada com salto no final.

Ciclista em salto técnico no XCO Henrique Avancini
Ciclista executando o trecho mais difícil da CIMTB em Petrópolis - Foto: Davi Corrêa
Pedro Cury, do pedal.com.br, registrou a sequência do tombo do ciclista norte-americano Riley Amos (Trek Factory Racing). As fotos podem ser vistas no Instagram do site. Uma ciclista do Lar Cocuzzi, que o blog Foto e Bike não conseguiu identificar - também caiu nesse trecho e precisou de atendimento médico.

Foto de destaque: Reprodução / Audax Bike
Leia mais...

Kate Courtney e Thomas Litscher vencem XCC na CIMTB em Petrópolis

Kate Courtney na CIMTB em Petrópolis


A Copa Internacional de Mountain Bike (CIMTB) coroou os primeiros vencedores da super elite na manhã desse sábado durante a etapa de abertura, em Petrópolis (RJ). Os grandes campeões do Short Track (XCC) foram Kate Courtney, dos Estados Unidos, e Thomas Litscher, da Suíça.

Pódio feminino do São José Bike Club viu as estadunidenses conquistarem o top 3, com Kate na liderança seguida por Gwendalyn Gibson, e em terceiro lugar, Ruth Holcomb. As canadenses Maghalie Rochette e Emilly Jhonston completaram o top 5 da prova.


A estadunidense Kate Courtney, que completou a disputa em 21 minutos e 35 segundos, contou que está animada para a Copa do Mundo de MTB que será realizada na próxima semana. “Será uma competição, de fato, difícil, mas  amo fazer isso e essa é melhor sensação do mundo", disse Kate. “A Copa Internacional de Mountain Bike é um evento de ciclismo enorme, com várias pessoas que amam bike, andam e assistem muito animados torcendo por nós ciclistas”, concluiu.  

A brasileira melhor colocada no XCC da etapa de abertura da CIMTB em Petrópolis foi a mineira de Itaúna, Isabella Lacerda, ao concluir na sexta colocação. “Essa experiência na CIMTB e a que teremos na Copa do Mundo serão fundamentais. Poder estar brigando de igual pra igual com as melhores do mundo é algo que eu queria muito”, disse. 

Sobre a pista XCO Henrique Avancini, Isabella destacou que “está um show, o verdadeiro mountain bike, a pilotagem faixa preta mesmo”, completou a brasileira.

Super elite masculina


Cerca de 15 minutos após o término da disputa feminina do Short Track, foi a vez dos homens darem o seu show para o público presente no São José Bike Club. Após completarem 7 voltas em 20 minutos e 15 segundos, o campeão foi o suíço Thomas Litscher. Ele esteve sempre entre os protagonistas durante toda a prova, disputando do começo ao fim a vitória do XCC. Na volta final, guardou energia para atacar nos últimos metros e venceu com menos de 3 segundos de vantagem para o alemão Julian Schelb.

Thomas Litscher na CIMTB em Petrópolis
Thomas Litscher vence XCC da CIMTB em Petrópolis - Foto: Davi Corrêa / Foto e Bike


“A volta era muito intensa, repleta de subidas. Um percurso difícil e técnico. Vocês fizeram uma pista alucinante”, avaliou o vencedor. “Eu me sentia bem o tempo inteiro e, na última volta, eu tinha que tentar. Se você não tentar, você não vence”, avaliou o vencedor. “Estou muito feliz. É uma atmosfera incrível  Neste domingo (3), será mais difícil ainda”, finalizou.

O canadense Gunnar Holmgren completou o top 3. Niklas Scheil (ALE) e Léandre Bouchard (CAN) fecharam o top 5 da disputa masculina da Super Elite do XCC da CIMTB, em Petrópolis. 

A segunda colocação foi bastante comemorada pelo alemão Julian Schelb, que já esteve no Brasil em outras oportunidades em sua carreira. Schelb comemorou voltar ao país e não poupou elogios para a organização da prova. “Quando ouvi que teríamos uma Copa do Mundo no Brasil, eu disse ‘tenho que ir’. Estou aqui com meu parceiro de equipe, o Niklas, e está sendo super legal. As pessoas daqui são muito amigáveis. A meu ver este é o melhor percurso de Copa do Mundo que eu pedalo desde que iniciei minha carreira, em 2009. Super divertida a pista, com um público super legal. Uma energia incrível”, comentou o alemão.


Gustavo Xavier, de Piedade (SP), foi o melhor brasileiro classificado após as sete voltas da competição. O atleta finalizou na nona colocação, com o tempo de 20 minutos e 50 segundos, sendo o melhor colocado entre os integrantes da categoria sub-23. 

“Prova super intensa. Decidi correr nos 45 minutos do segundo tempo, porque cheguei a Petrópolis com a imunidade um pouco baixa. Estava guardando energia para o XCO de domingo, mas resolvi testar meu corpo nesse Short Track. Andei com o pelotão principal na primeira metade, sofri um pouco e preferi tirar o pé. Vamos, que amanhã tem mais”, disse Xavier.

Top 10 da Super Elite feminina no XCC


1° Kate Courtney (EUA) - 21:35.777
2° Gwendalyn Gibson (EUA) - 21:46.984
3° Ruth Holcomb (EUA) - 21:55.265
4° Maghalie Rochette (CAN) - 21:59.326
5° Emilly Jhonston (CAN) - 22:33.756
6° Isabella Lacerda (BRA) - 22:43.570
7° Daniela Campuzano (MEX) - 22:47.267
8° Cindy Montambault (CAN) - 22:48.342
9° Giuliana Morgen (BRA) - 23:15.118
10° Laurie Arseneault (CAN) - 23:15.441

Top 10 da Super Elite masculina no XCC


1° Thomas Litscher (SUI) - 20:15.419
2° Julian Schelb  (ALE) - 20:18.068
3° Gunnar Holmgren  (CAN) - 20:21.201
4° Niklas Schehl  (ALE) - 20:22.083
5° Léandre Bouchard  (CAN) - 20:24.429
6° Ondrei Cink (CZE) - 20:28.262
7° Ben Oliver (NZE) - 20:29.686
8° Maxime Loret (FRA) - 20:35.580
9° Gustavo Xavier (BRA) - 20:50.316
10° Quinton Disera (CAN) - 20:52.807

Fotos: Ney Evangelista e Davi Corrêa
Leia mais...

sexta-feira, 1 de abril de 2022

Abertura da CIMTB reúne mais de 100 ciclistas estrangeiros em Petrópolis

Largada da CIMTB em Petrópolis 2019


Enfim chegou o grande dia: a partir desta sexta-feira (1º), a cidade de Petrópolis (RJ) escreve um novo capítulo em sua história e também na história do ciclismo mundial. Com a realização da Copa Internacional Michelin de Mountain Bike (CIMTB), entre os dias 1º e 3, a cidade dá um importante passo para a retomada de sua economia e da autoestima de sua população. 

A organização do evento divulgou que serão mais de 800 ciclistas pedalando pelas trilhas do São José Bike Club, com a confirmação de mais de 100 estrangeiros, vindos de 35 países. O local também conta com estandes de várias marcas para o público visitante aproveitar.


"Temos 200 ciclistas inscritos só nas categorias super elite feminina e masculina, que contemplam atletas da elite e da sub-23 em cada gênero. A Copa Internacional Michelin de Mountain Bike é de fato um marco na história do ciclismo latino-americano, não só por ter esse grande número de ciclistas vindos de diversas partes do mundo, já aquecendo o turismo e economia da região, mas também por anteceder em uma semana a Copa do Mundo Mercedes-Benz de Mountain Bike. Ou seja, quem quer conhecer a pista e já ir se acostumando ao seu traçado e pegar ritmo de prova, vai encontrar o cenário perfeito", destaca Rogério Bernardes, organizador do evento.

Entre as ciclistas inscritas na super elite feminina, nove delas são de fora do País. Além de Isabella Lacerda, Karen Olimpio, Raiza Goulão, Giugiu Morgen, entre outras, estão inscritas ciclistas de destaque como a britânica Evie Richards, número 2 do ranking mundial, as suíças Sina Frei e Jolanda Neff (4ª e 7ª do ranking), a holandesa Anne Tauber (10ª), a estoniana Janika Loiv (12ª), a francesa Lena Gerault (14ª), a austríaca Laura Stigger (15ª), a ucraniana Yana Belomoina (16ª) e a espanhola Rocío Alba (20ª).

Entre os homens, o número de representantes do top 20 é maior. Para disputar a vitória da etapa contra os brasileiros Luiz Cocuzzi, José Gabriel Marques, Guilherme Muller, Ulan Galinksi, entre outros, serão dez estrangeiros na corrida: o tcheco Ondrej Cink, top 3 do mundo, o francês Jordan Sarrou (5º do ranking), o romeno Vlad Dascalu (6º), o neozelandês Anthon Cooper (9º), o polonês Bartolomiej Wawak (10º), o espanhol David Serrano (14º), o francês Maxime Marotte (15º), o chileno Martin Vidaurre (16º), o letão Martins Blums (17º) e o italiano Luca Braidot (19º).

A pista de ambas competições


A etapa de Petrópolis será disputada no XCO Henrique Avancini. A pista, que será palco da CIMTB Michelin e também da Copa do Mundo Mercedes-Benz de MTB, conta com percurso de 4,5 km e, aproximadamente, 200 metros de altimetria acumulada por volta. Desde o início de janeiro, a equipe da CIMTB Michelin trabalha diariamente no local, fazendo melhorias e acertos técnicos no seu traçado com novos trechos, pontes etc. Para ver mais detalhes da pista, acesse nossa publicação com os detalhes da pista da CIMTB e Copa do Mundo de MTB em Petrópolis.

Programação da CIMTB em Petrópolis


A programação da super elite na Copa Internacional Michelin de Mountain Bike terá início com treinos na sexta (1), sendo no sábado (2) a realização do Short Track (XCC). Enquanto as mulheres competem às 9h, os homens vão à pista logo em seguida, às 9h40. Já no domingo (3), será a vez do Cross Country Olímpico (XCO), com largada feminina às 12h e a largada masculina às 14h. Veja a programação completa em https://cimtb.com.br/a-copa/programacao/.

Foto: Davi Corrêa / Foto e Bike
Leia mais...

quinta-feira, 31 de março de 2022

Conheça detalhes da pista da CIMTB e Copa do Mundo de MTB em Petrópolis

Ciclista da Sense no XCO Henrique Avancini, em Petrópolis


A abertura da Copa Internacional Michelin de Mountain Bike (CIMTB) acontece nessa sexta-feira, 1º de abril, em Petrópolis (RJ) e o XCO Henrique Avancini está praticamente pronto para receber os melhores ciclistas do mundo. 

Até o momento, são mais de 800 inscritos vindos de mais de 35 países - para a primeira de quatro etapas da competição na atual temporada, marcada para o período entre 1º e 3 de abril. Desse total, cerca de 100 estrangeiros ciclistas são estrangeiros.


A pista XCO Henrique Avancini, que será palco da CIMTB e também da Copa do Mundo de Mountain Bike, conta com percurso de 4,5 km e, aproximadamente, 200 metros de altimetria acumulada por volta. Desde o início de janeiro, a equipe da CIMTB vem trabalhando diariamente no local, fazendo melhorias e acertos técnicos no seu traçado com novos trechos, pontes etc.

Os detalhes do XCO Henrique Avancini


O primeiro trecho que chama atenção na pista que será usada nas etapas de abertura da CIMTB e da Copa do Mundo de MTB, em Petrópolis, é o Rock Garden, cerca de 300 metros depois da largada. Nele, tanto a linha principal quanto a alternativa estarão abertas para ambas as categorias. Após 1 km da largada, os ciclistas chegam no platô, onde há uma série de desafios interessantes. O primeiro deles é o Drop do Tronco, metros antes da área de apoio. Aqui, ambas as linhas também estão liberadas para todos os competidores em todas as largadas.

Após a primeira passagem pelo platô, os atletas chegam no primeiro trecho mais técnico, em que a linha principal está aberta apenas nas largadas das elites masculina e feminina (12h00 e 14h00 de domingo) e também para as e-bikes: o duplo apelidado de Kamikaze. 


Ao voltarem ao platô, os atletas chegam na Montanha de Pedras, que tem o Transfer, o duplo do "De Ladinho", a Pedra Escondida e o Drop da Lage. Todos esses trechos contam com ambas as linhas liberadas para todos os participantes.

Saindo da Montanha de Pedras, os ciclistas passam pela área apelidada de Floresta Atlântica, que tem como entretenimento o Drop do Caolho, e, em seguida, mais um trecho que exige bastante técnica dos bikers: a Trilha da Bananeira. Lá, mais uma vez, apenas elites e e-bikes passam pelo percurso principal, enquanto as demais categorias estarão apenas com a trilha alternativa aberta. 

No quilômetro final, o terceiro e último trecho de maior exigência técnica, a Janela do Céu, que outra vez apenas os mais experientes poderão passar pedalando. Após a última subida, os atletas chegam a descida final do "Lançador", para mergulharem na reta de chegada.

Foto: Ney Evangelista / CIMTB
Leia mais...

terça-feira, 29 de março de 2022

Michelin vai dar desconto na compra de pneus durante CIMTB em Petrópolis

Largada da CIMTB 2019 em Petrópolis


Os participantes da Copa Internacional Michelin de Mountain Bike podem viajar para Petrópolis/RJ, onde será realizada a primeira de quatro etapas da competição em 2022, entre os dias 1º e 3 de abril, com a certeza de que lá encontrarão à venda os melhores produtos do mercado de bicicletas. 

No estande da Michelin, em Petrópolis, quem adquirir qualquer pneu das gamas Competition ou Racing Line ganhará 50% de desconto na segunda unidade comprada. Além disso, a montagem é gratuita no local e haverá brindes como bonés e squeezes da marca para quem fizer compras desses e de outros produtos. 


“A CIMTB Michelin tem em seu calendário, provas realizadas em circuitos que desafiam os competidores, pelo alto nível técnico de construção e também pela escolha de trilhas. Por isso, é importante eles competirem com equipamento que potencializa a performance deles, caso dos pneus da Michelin nas gamas Competition e Racing Line", comenta Rogério Bernardes, organizador da Copa Internacional Michelin de MTB.

A CIMTB contará com quatro etapas em 2022. Além da prova em Petrópolis, haverá as disputas de Araxá/MG, em junho, Taubaté/SP, em agosto, e Congonhas/MG, em setembro. A equipe técnica do evento será responsável ainda por organizar, também em Petrópolis, a Copa do Mundo Mercedes-Benz de Mountain Bike, entre os dias 7 e 10 de abril, no mesmo local que sedia o evento uma semana antes.

Mais atrações da Michelin


Além de ter as principais novidades do mercado em seu estande, a Michelin  terá mais espaços de ativação de sua marca no evento. Um deles será a Pista de Test-Ride Michelin, onde as principais marcas estarão disponibilizando seus modelos de bicicletas para os visitantes testarem.

Atrações da marca Levorin


Haverá ainda, no São José Bike Club, local que sedia o evento, o Pump-Track Levorin, onde os pequenos atletas poderão se aventurar nas primeiras pedalas com maior radicalidade no mountain bike. Vale destacar também que a Levorin vai lançar as suas novas gamas de pneus para BMX no evento.

XCO Henrique Avancini


A etapa de Petrópolis será disputada no XCO Henrique Avancini. A pista, que será palco da CIMTB Michelin e também da Copa do Mundo Mercedes-Benz de MTB, conta com percurso de 4,5 km e, aproximadamente, 240 metros de altimetria acumulada por volta. Desde o início de janeiro, a equipe da CIMTB Michelin trabalha diariamente no local, fazendo melhorias e acertos técnicos no seu traçado com novos trechos, pontes etc. Para ver mais detalhes da pista, acesse site da CIMTB ou também esse texto do blog Foto e Bike para ver algumas curiosidades sobre o local.

Programação da CIMTB para Petrópolis


A programação da super elite na Copa Internacional Michelin de Mountain Bike terá início com treinos na sexta (1), sendo no sábado (2) a realização do Short Track (XCC). Enquanto as mulheres competem às 9h, os homens vão à pista logo em seguida, às 9h40. Já no domingo (3), será a vez do Cross Country Olímpico (XCO), com largada feminina às 12h e a largada masculina às 14h. A programação completa pode ser encontrada no site da CIMTB.

Foto: Ney Evangelista / CIMTB
Leia mais...

segunda-feira, 28 de março de 2022

Haley Batten e Sofia Gomez Villafane são campeãs do Cape Epic 2022

Haley Batten e Sofia Gomez Villafane (NinetyOne-Songo-Specialized) campeãs do Cape Epic 2022


A dupla Haley Batten e Sofia Gomez Villafane (NinetyOne-Songo-Specialized) é a grande campeã da disputa feminina do Cape Epic 2022 após 8 dias de competição. Conforme destacado pelo blog Foto e Bike, somente um erro muito grande poderia tirar o título delas.

Haley Batten e Sofia Gomez desbancaram Pauline Ferrand Prevot e Robyn de Groot (BMC MTB Racing), cotadas como favoritas para vencer o Cape Epic 2022.

Na grande final da disputa feminina do Cape Epic, Candice Lill e Mariske Strauss (Faces Rola) chegaram na frente seguidas pelas grandes campeãs, Haley Batten e Sofia Gomez. Em terceiro chegaram a dupla da BMC, com Pauline Ferrand Prevot e Robyn de Groot.


"Tivemos uma boa semana. Não cometemos muitos erros e não deu muito errado para nós. Mesmo em nossos dias mais fracos, fomos fortes o suficiente para limitar qualquer dano. Foi difícil lá fora. Este evento é muito difícil. Estou muito orgulhosa do nosso esforço. Toda a equipe foi incrível. Todos fizeram sua parte para nos colocar em primeiro lugar", disse Haley Batten.

"Sabíamos que a liderança geral era grande, então podíamos apenas chegar ao final e aproveitar os últimos quilômetros do que tem sido uma semana especial de mountain bike", completou Sofia Gomez.

Top 5 final feminino do Cape Epic 2022


1. NinetyOne-Songo-Specialized - Haley BATTEN/Sofia GOMEZ VILLAFANE 33:41.11,7
2. Faces Rola - Candice LILL/Mariske STRAUSS +12.32,0
3. BMC MTB Racing - Pauline FERRAND PRÉVOT/Robyn DE GROOT +47.06,0
4. Private Client Holdings - Mari RABIE/Hayley PREEN +1:24.14,0
5. Symbtech ZA - Ariane LÜTHI/Amy WAKEFIELD +1:52.25,1

Foto: Divulgação / Cape Epic
Leia mais...

Georg Egger e Lukas Baum são campeões do Cape Epic 2022 com reviravolta incrível

Georg Egger e Lukas Baum (Speed Company Racing) vence Cape Epic 2022


Conforme antecipado pelo blog Foto e Bike no último sábado, a disputa pelo título de campeões do Cape Epic 2022 na categoria masculina estava em aberto após a penúltima etapa. A ultramaratona foi definida apenas na grande final e houve reviravolta.

Andreas Seewald e Martin Stosek (Canyon Northwave MTB) lideraram a classificação geral da competição até o início da última etapa. Porém, na grande final, Georg Egger e Lukas Baum (Speed Company Racing) chegaram na frente e ainda assumiram o posto de campeões do Cape Epic 2022.


Georg Egger e Lukas Baum fizeram história ao reivindicar o título de campeões na última etapa. Nas edições anteriores do Cape Epic nunca a liderança da corrida havia mudado de mãos no último momento. Após oito dias, a Speed Company Racing conquistou a camisa amarela de líderes no último momento.

Depois de Egger e Baum, Nino Schurter e Lars Forster (SCOTT-SRAM) foram completaram a última etapa do Cape Epic 2022 na segunda colocação seguidos por Maxime Marotte e Keegan Swenson (Santa Cruz) em terceiro. Andreas Seewald e Martin Stosek chegaram apenas na quinta colocação.

"Estou muito emocionado agora. Isso é apenas andar de bicicleta com meu melhor amigo e valeu a pena de uma ótima maneira", disse Lukas Baum.

"Não tínhamos verificações de tempo, não tínhamos como saber o que estava acontecendo, não sabíamos que estávamos na liderança geral. Não sabíamos nada. Na verdade, foi melhor assim, porque se soubéssemos que estávamos na liderança, provavelmente teríamos cometido um erro", acrescentou Georg Egger.

Top 5 final masculino do Cape Epic 2022


1. Speed Company Racing - Georg EGGER/Lukas BAUM 27:44.06,9
2. Canyon Northwave MTB - Andreas SEEWALD/Martin +3.02,4
3. Toyota-NinetyOne-Specialized - Matthew BEERS/Christopher BLEVINS +10.38,5
4. BUFF-MEGAMO - Hans BECKING/José DIAS +30.00,1
5. Bulls - Urs HUBER/Simon SCHNELLER +42.47,3

Foto: Divulgação / Cape Epic
Leia mais...

sábado, 26 de março de 2022

Penúltima etapa do Cape Epic: indefinição na disputa masculina e entre as mulheres é possível prever resultado

Fabian Rabensteiner e Wout Alleman (Wilier-Pirelli) vencem etapa 6 Cape Epic


A penúltima etapa do Cape Epic 2022 aconteceu neste sábado, 26 de março, e após o prólogo e mais 6 estágios, os campeões da categoria masculina ainda não estão definidos. Já na disputa feminina, apenas um erro muito grande tira o título de Haley Batten e Sofia Gomez Villafane (NinetyOne-Songo-Specialized).

Na etapa 6 do Cape Epic 2022, o ciclistas percorreram 76 km pela região de Stellenbosch. Com 2700 metros de altimetria, essa foi a etapa com mais single tracks dessa edição.

A disputa masculina teve novos vencedores na etapa 6 e foi uma dupla para quem muitos não estavam prestando atenção. Fabian Rabensteiner e Wout Alleman (Wilier-Pirelli) fizeram uma corrida absolutamente impecável e venceram a etapa 6 do Cape Epic. Eles chegaram com 00:01:15.4 de vantagem para os segundos colocados, George Egger e Lucas Baum (Speed Company Racing).


Outro destaque da etapa 6 do Cape Epic na categoria masculina foi a dupla da Wilier-Pirelli Factory com Cameron Orr e Daniel Geismayr. Eles foram os terceiros colocados na disputa de hoje e chegaram 00:03:50.5 atrás dos líderes.

Atuais líderes na classificação geral, Andreas Seewald e Martin Stosek (Canyon Northwave MTB) chegaram na 5ª colocação mantiveram a camisa amarela do Cape Epic.

Sem chances de título, Nino Schurter se diverte


Nino Schurter e Lars Forster (SCOTT-SRAM) chegaram para o Cape Epic 2022 como grandes favoritos, mas até então só conseguiram vencer a etapa 2 da competição. A dupla teve vários problemas de furos de pneu durante a prova e ainda houve uma queda forte na etapa 5.

Durante a disputa da etapa 6, Nino aproveitou para se divertir com Christopher Blevins (Toyota-NinetyOne-Specialized) em um trecho de single track. Ambos fizeram várias manobras diante das câmeras: uma verdadeira demonstração de habilidade e domínio das bikes.


Classificação geral masculina após 6ª etapa do Cape Epic


1. Canyon Northwave MTB - Andreas SEEWALD/Martin STOSEK 24:54:46.6
2. Speed Company Racing - Georg EGGER/Lukas BAUM 24:57:32.2 +00:02:45.5
3. Toyota-NinetyOne-Specialized - Matthew BEERS/Christopher BLEVINS 25:02:26.7 +00:07:40.0
4. BUFF-MEGAMO - Hans BECKING/José DIAS 25:15:01.0 +00:20:14.3
5. Bulls - Urs HUBER/Simon SCHNELLER 25:25:23.9 +00:30:37.3
6. Wilier-Pirelli - Fabian RABENSTEINER/Wout ALLEMAN 25:39:52.6 +00:45:06.0
7. Imbuko {Type} DEV - Pieter DU TOIT/Marco JOUBERT 25:41:53.6 +00:47:07.0
8. Wilier-Pirelli Factory - Cameron ORR/Daniel GEISMAYR 25:43:52.2 +00:49:05.6
9. SCOTT-SRAM - Nino SCHURTER/Lars FORSTER 25:54:45.4 +00:59:58.7
10. Trek-Vaude - Sascha WEBER/Jaco VENTER 26:05:07.0 +01:10:20.3

Haley Batten e Sofia Gomes estão com a mão no título


A dupla da NinetyOne-Songo-Specialized venceu mais uma etapa do Cape Epic e ampliaram ainda mais a vantagem na classificação geral. Agora só um erro muito grande de Haley Batten e Sofia Gomes Villafane pode tirar o título delas.

Haley Batten e Sofia Gomez Villafane (NinetyOne-Songo-Specialized) vencem mais uma


Candice Lill e Mariske Strauss (Faces Rola) fecharam a etapa 6 do Cape Epic 2022 na segunda colocação, apenas +00:00:39.7 atrás das primeiras colocadas. Pauline Ferrand Prevot e Robyn de Groot (BMC MTB Racing), que era cotadas como favoritas ao título, fecharam a etapa na terceira posição.

Classificação geral feminina após 6ª etapa do Cape Epic


1. NinetyOne-Songo-Specialized - Haley BATTEN/Sofia GOMEZ VILLAFANE 30:13:51.1
2. Faces Rola - Candice LILL/Mariske STRAUSS 30:30:20.8 +00:16:29.7 
3. BMC MTB Racing - Pauline FERRAND PRÉVOT/Robyn DE GROOT 30:52:01.8 +00:38:10.7
4. Private Client Holdings - Mari RABIE/Hayley PREEN 31:26:04.0 +01:12:12.9
5. Symbtech ZA - Ariane LÜTHI/Amy WAKEFIELD 31:30:08.1 +01:16:16.9
6. PARTNERS GROUP SK - Janka KESEG STEVKOVA/Martina KRAHULCOVA 33:58:25.9 +03:44:34.8
7. Liv Racing - Serena GORDON/Crystal ANTHONY 34:14:27.1 +04:00:35.9
8.  Wintergreen-Abus (BB) - Elrika HARMZEN-PRETORIUS/Lehane OOSTHUIZEN 36:17:24.0 +06:03:32.8
9. Bicycling Sweden - Ingrid KJELLSTRÖM/Marika WAGNER 37:32:17.3 +07:18:26.2
10. CM.com - Katerina SLEGROVA/Tarryn POVEY 39:49:22.4 +09:35:31.3

Informações sobre a grande final do Cape Epic 2022


Após 8 dias de corrida, a etapa do Cape Epic final será novamente em Val de Vie, nas tradicionais trilhas por fazendas e campos de pólo, além dos já conhecidos single track.

Informações da etapa final do Cape Epic 2022


Os ciclistas vão percorrer um trajeto de 68 km entre Stellenbosch E Val de Vie. O trecho vai ter 2000 metros de altimetria.

Fotos: Divulgação / Cape Epic
Leia mais...

sexta-feira, 25 de março de 2022

Cape Epic 2022: Marco Joubert e Pieter du Toit conseguem primeira vitória

Marco Joubert e Pieter du Toit (Imbuko {Type} DEV)


Marco Joubert e Pieter du Toit (Imbuko {Type} DEV) venceram a etapa 5 do Cape Epic 2022. E foi a primeira vitória da dupla sul-africana nessa edição da competição. Na disputa feminina, Sofia Gómez Villafane e Haley Batten (NinetyOne-Songo-Specialized) foram as vencedoras.

A etapa 5 do Cape Epic um estágio de deslocamento. Nela os ciclistas sairam de Greyton com destino a Stellenbosch. O percurso contou com 115 km de distância com 2400 metros de altimetria, tendo o Rusty Gate está como uma das escaladas mais reverenciadas da ultramaratona.

Durante a prova, Nino Schurter e Lars Forster (SCOTT-SRAM) chegaram a puxar o pelotão nos quilômetros iniciais, mas foi só isso. Forster sofreu uma queda e os dois não conseguiram muito depois disso. A dupla SCOTT-SRAM fechou a etapa 5 na 12ª colocação, pouco mais de 15 minutos atrás dos líderes. Esse resultado coloca os dois suíços longe de qualquer chance de título no Cape Epic desse ano.


Enquanto o azar segue firme com Nino e Forster, Marco Joubert e Pieter du Toit (Imbuko {Type} DEV) lideram sozinhos os últimos 45 km da etapa 5 do Cape Epic e venceram a etapa com o tempo de 04:04:45.7. Andreas Seewald e Martin Stosek (Canyon Northwave MTB) terminaram em segundo com 2:06 atrás dos líderes. Matt Beers e Christopher Blevins (Toyota-NinetyOne-Specialized), que venceram a etapa anterior, terminaram em terceiro.

Após a prova, os líderes na classificação geral masculina ainda são Andreas Seewald e Martin Stosek. Matt Beers e Christopher Blevins assumiram o segundo lugar deixando Georg Egger e Lukas Baum e (Speed Company Racing) em terceiro.

Classificação geral masculina após 5ª etapa do Cape Epic


1. Canyon Northwave MTB - Andreas SEEWALD/Martin STOSEK 21:33:09.2
2. Toyota-NinetyOne-Specialized - Matthew BEERS/Christopher BLEVINS 21:40:03.7 +00:06:54.4
3. Speed Company Racing - Georg EGGER/Lukas BAUM 21:40:11.8 +00:07:02.5
4. BUFF-MEGAMO - Hans BECKING/José DIAS 21:53:53.8 +00:20:44.6
5. Bulls - Urs HUBER/Simon SCHNELLER 22:00:32.8 +00:27:23.5
6. Imbuko {Type} DEV - Pieter DU TOIT/Marco JOUBERT 22:11:06.3 +00:37:57.0
7. SCOTT-SRAM - Nino SCHURTER/Lars FORSTER 22:19:56.9 +00:46:47.6
8. Wilier-Pirelli Factory - Cameron ORR/Daniel GEISMAYR 22:23:47.7 +00:50:38.4
9. Wilier-Pirelli - Fabian RABENSTEINER/Wout ALLEMAN 22:23:56.8 +00:50:47.5
10. Santa Cruz - Maxime MAROTTE/Keegan SWENSON 22:26:14.5 +00:53:05.2

Líderes da classificação feminina voltam a vencer


Sofia Gómez Villafane e Haley Batten (NinetyOne-Songo-Specialized) venceram a Etapa 5 na categoria feminina. A dupla permanece na liderança da classificação geral do Cape Epic 2022.

Sofia Gómez Villafane e Haley Batten (NinetyOne-Songo-Specialized)


"No papel, aquele percurso parecia bastante difícil, mas, por alguma razão, fomos muito rápidas desde o início", disse Sofia Gomez Villafane. "Nós não conhecemos as trilhas tão bem assim, então durante todo o tempo tivemos que pensar onde como faríamos nossos movimentos e nossos ataques", completou.

Candice Lill e Mariske Strauss (Faces Rola) chegaram na segunda colocação com 04:53:13.8, apenas 00:00:05.7 atrás das líderes. Mari Rabie e Hayley Preen (Private Client Holdings) completaram o pódio da etapa 5 do Cape Epic chegando 00:08:52.0 depois das primeiras colocadas.

Classificação geral feminina após 5ª etapa do Cape Epic


1. NinetyOne-Songo-Specialized - Haley BATTEN/Sofia GOMEZ VILLAFANE 26:12:46.3
2. Faces Rola - Candice LILL/Mariske STRAUSS 26:28:36.2 +00:15:49.9
3. BMC MTB Racing - Pauline FERRAND PRÉVOT/Robyn DE GROOT 26:39:45.4 +00:26:59.1
4. Symbtech ZA - Ariane LÜTHI/Amy WAKEFIELD 26:59:28.0 +00:46:41.7
5. Private Client Holdings - Mari RABIE/Hayley PREEN 27:11:02.3 +00:58:16.0
6. PARTNERS GROUP SK - Janka KESEG STEVKOVA/Martina KRAHULCOVA 29:22:16.1 +03:09:29.8
7. Liv Racing - Serena GORDON/Crystal ANTHONY 29:43:30.2 +03:30:43.9
8. Wintergreen-Abus (BB) - Elrika HARMZEN-PRETORIUS/Lehane OOSTHUIZEN 31:04:41.9 +04:51:55.6
9. Bicycling Sweden - Ingrid KJELLSTRÖM/Marika WAGNER 32:04:23.6 +05:51:37.3
10. CM.com - Katerina SLEGROVA/Tarryn POVEY 33:45:38.0 +07:32:51.7

Informações sobre a etapa 6 do Cape Epic 2022


Informações da etapa 6 do Cape Epic 2022


A etapa 6 do Cape Epic 2022 acontece no sábado, 26 de março. Nela os ciclistas percorrer 76 km pela região de Stellenbosch. Com 2700 metros de altimetria, essa será a etapa com mais single tracks dessa edição.

Foto: Divulgação / Cape Epic
Leia mais...

quinta-feira, 24 de março de 2022

Cape Epic: Matt Beers e Christopher Blevins vencem etapa 4 de forma brilhante

Pódio da etapa 4 do Cape Epic 2022


Matt Beers e Christopher Blevins (Toyota-NinetyOne-Specialized) venceram a etapa 4 do Cape Epic com um sprint tático e involuntariamente brilhante no final dos 82 km de prova.

Faltando 5 km para o fim, Beers forçou deixando Blevins para trás junto com Lucas Baum e Georg Egger (Speed Company Racing) e Martin Stosek (Canyon Northwave MTB). O outro ciclista da Canyon Northwave MTB, Andreas Seewald foi junto com Beers até a linha de chegada. Com a linha de chegada à vista, Beers diminuiu a velocidade enquanto olhava para trás em busca de Christopher Blevins.
 

Blevins estava preso atrás da dupla da Speed ​​Company Racing, mas sincronizou seu ataque perfeitamente na grama e se afastou dramaticamente a um quilômetro do final.

Com essa arrancada, Blevins quebrou Baum e Egger, com Martin Stosek do Canyon Northwave MTB também incapaz de igualar o rítimo que o norte americano imprimiu para fechar a prova. Beers cruzou a linha com lentidão à frente de Seewald, mas Blevins veio correndo na curva final para garantir que a Toyota-NinetyOne-Specialized ficasse no lugar mais alto do pódio.

"Isso foi perfeitamente executado", disse Blevins. "Gostaria que pudéssemos dizer que planejamos isso, mas Matt apenas saiu com Andreas. Eu estava lambendo meus lábios porque sabia que um sprint estava chegando e esse é meu ponto forte. Eu cronometrei bem e me afastei dos caras", completou.

Classificação geral masculina após 4ª etapa do Cape Epic


1. Canyon Northwave MTB - Andreas SEEWALD/Martin STOSEK 17:26:17.4
2. Speed Company Racing - Georg EGGER/Lukas BAUM 17:31:05.6 +00:04:48.1
3. Toyota-NinetyOne-Specialized - Matthew BEERS/Christopher BLEVINS 17:33:07.5 +00:06:50.0
4. BUFF-MEGAMO - Hans BECKING/José DIAS 17:37:57.4 +00:11:39.9 
5. Bulls - Urs HUBER/Simon SCHNELLER 17:52:21.8 +00:26:04.3
6. SCOTT-SRAM - Nino SCHURTER/Lars FORSTER 17:59:52.3 +00:33:34.8
7. Wilier-Pirelli Factory - Cameron ORR/Daniel GEISMAYR 18:05:18.8 +00:39:01.3
8. Santa Cruz - Maxime MAROTTE/Keegan SWENSON 18:05:35.7 +00:39:18.2
9. Imbuko - Pieter DU TOIT/Marco JOUBERT 18:06:20.6 +00:40:03.1
10. Wilier-Pirelli - Fabian RABENSTEINER/Wout ALLEMAN 18:08:39.7 +00:42:22.2

Terceira vitória de Pauline Ferrand Prevot e Robyn de Groot


A BMC MTB Racing alcançou a terceira vitória nessa edição do Cape Epic. Após terem vencido o prólogo e a etapa 2, Pauline Ferrand Prevot e Robyn de Groot levaram completaram a etapa 4 na primeira colocação.

Pauline Ferrand Prevot e Robyn de Groot etapa 4 do Cape Epic 2022


Com o resultado, a dupla da BMC MTB Racing volta para a segunda colocação na classificação geral e diminuem a diferença para as líderes Haley Batten e Sofia Gomez Villafane (NinetyOne-Songo-Specialized).

No final da etapa 4, o pódio feminino do Cape Epic teve Pauline Ferrand Prevot e Robyn de Groot na primeira colocação, Haley Batten e Sofia Gomez Villafane em segundo. Candice Lill e Mariske Strauss (Faces Rola) tiveram um furo no pneu e tiveram que forçar muito para fechar em terceiro lugar.

Classificação geral feminina após 4ª etapa do Cape Epic


1. NinetyOne-Songo-Specialized - Haley BATTEN/Sofia GOMEZ VILLAFANE 21:19:38.2
2. BMC MTB Racing - Pauline FERRAND PRÉVOT/Robyn DE GROOT 21:30:44.9 +00:11:06.7
3. Faces Rola - Candice LILL/Mariske STRAUSS 21:35:22.4 +00:15:44.2
4. Symbtech ZA - Ariane LÜTHI/Amy WAKEFIELD 21:46:37.1 +00:26:58.8
5. Private Client Holdings - Mari RABIE/Hayley PREEN 22:09:02.2 +00:49:24.0
6. PARTNERS GROUP SK - Janka KESEG STEVKOVA/Martina KRAHULCOVA 23:48:55.4 +02:29:17.2
7. Liv Factory Racing - Sarah HILL/Kaysee ARMSTRONG 24:02:38.0 +02:42:59.8
8. Liv Racing - Serena GORDON/Crystal ANTHONY 24:10:13.8 +02:50:35.6
9. Wintergreen-Abus (BB) - Elrika HARMZEN-PRETORIUS/Lehane OOSTHUIZEN 25:16:56.5 +03:57:18.2
10. Bicycling Sweden - Ingrid KJELLSTRÖM/Marika WAGNER 25:51:47.1 +04:32:08.9

Informações sobre a etapa 5 do Cape Epic 2022


Na etapa 5 do Cape Epic 2022 os ciclistas vão percorrer trilhas saindo de Elandskloof, Greyton e chegando em Stellenbosch. Serão 115 km de distância com 2400 metros de altimetria, tendo o Rusty Gate está como uma das escaladas mais reverenciadas da ultramaratona.

Informações da etapa 5 do Cape Epic 2022


Essa será a segunda etapa mais longa do Cape Epic 2022, atrás apenas da etapa 2 que foi vencida por Nino Schurter e Lars Forster e teve 123 km.

Saindo de Elandskloof, o Rusty Gate é o primeiro desafio, seguido por quilômetros ondulados ao longo das margens da represa Theewaterskloof. A subida a leste de Franschhoek Pass fornece a seção de asfalto mais longa da corrida e ainda há a descida final do dia para Stellenbosch.

Fotos: Divulgação / Cape Epic
Leia mais...

Taça Brasil em São Paulo tem vitória dupla da Sense Factory Racing na Super Elite

Luiz Henrique Cocuzz na Taça Brasil de XCO 2022, em São Paulo


A etapa de São Paulo da Taça Brasil de XCO 2022 aconteceu entre os dias 19 e 20 de março, conforme previsto no calendário de MTB. O evento ocorreu debaixo de muita chuva e foi palco de vitória para Luiz Cocuzzi e Giugiu Morgen, ambos da Sense Factory Racing. Rubinho Valeriano e Mário Couto, outros dois atletas da equipe, também tiveram um ótimo desempenho.

Localizada no bairro de Parelheiros, na zona sul de São Paulo, a pista de cross country olímpico do Lar Nossa Senhora Aparecida é conhecida por sua altimetria desafiadora e também pelo percurso altamente técnico, ainda mais depois que a chuva caiu sem parar por algumas horas.


A pista que já foi palco do Campeonato Brasileiro de XCO em 2018 também sediou a terceira etapa da Taça Brasil de XCO 2022, competição que contou pontuação para o Ranking da UCI e também para o Ranking Nacional.

Na Super Elite Masculino, a equipe saiu vencedora com o piloto Luiz Henrique Cocuzzi. Além disso, Mário Couto ficou em terceiro, com Rubinho Valeriano fechando na quarta colocação. O time ainda comemorou a primeira vitória de Giugiu Morgen na Super Elite, em seu primeiro ano de Sub-23. 

Cocuzzi com vitória em casa


A temporada 2022 de Luiz Cocuzzi começou com o pé direito, com o atleta vencendo a primeira etapa da Taça Brasil de XCO no dia 20 de Fevereiro, em Curitiba.

Cocuzzi vence Taça Brasil de XCO em SP


Agora, correndo em casa, o piloto, que faz sua temporada de estreia na Sense Factory Racing obteve mais um ótimo resultado, justamente na pista que ele treina com frequência e ajudou a construir, na instituição que pertence à sua família: o Lar Nossa Senhora Aparecida. 

“Taça Brasil em casa, e nós fizemos o dever de casa. A pista hoje estava muito desafiadora, com muita lama, e foi a primeira vez que usei os pneus Michelin Mud, que fizeram a diferença. Toda a equipe conseguiu rodar muito bem!”, explicou Luiz Cocuzzi. 

“Estou muito feliz com o resultado, com o trem da Sense ficando todo no pódio”, complementou o atleta. 


Nesta temporada, o objetivo de Cocuzzi é acumular pontos no ranking UCI, correndo provas de destaque dentro e fora do Brasil. Com os pontos, ele pode disputar a vaga em provas de short track da Copa do Mundo de MTB XCO, e também largar melhor posicionado nas disputas da série.

Giugiu conquista sua primeira vitória na Super Elite


Correndo sua primeira temporada na Sub-23, e portanto agora integrando a Super Elite, Giugiu Morgen sofreu um pouco para encontrar o ritmo nas primeiras provas do ano. Porém, mantendo a postura persistente de costume, a petropolitana, que corre pela Sense Factory Racing desde a juvenil parece estar reencontrando a boa forma, depois de muito treino e dedicação.  

Giugiu conquista primeira vitória na Super Elite


Usando as pernas e a experiência acumulada ao longo dos anos, Giugiu andou muito bem em sua nova categoria, sendo a mais rápida no duro e enlameado percurso. 

“Graças a Deus consegui ganhar essa prova, já que fazia um tempo que eu não vinha me sentindo bem, e acho que agora encaixei um pouco o ritmo da temporada”, explicou Giugiu. 

“Foi uma prova muito muito técnica, que exigiu cabeça acima de tudo. Saber correr, saber onde acelerar e onde não pode acelerar até o fim, não pode afogar. Em alguns lugares você tem que escolher a linha exatamente certa”, relatou a atleta. 

“Mas, no fim consegui essa vitória, e espero manter esse ritmo para o restante da temporada”, finalizou Giugiu.

Mário Couto e Rubinho Valeriano fechando o trem da Sense


Reforçando a importância do apoio aos atletas e o equipamento utilizado, os pilotos Mário Couto e Rubinho Valeriano fecharam a terceira etapa da Taça Brasil em terceiro e quarto lugar, respectivamente.

“Estou muito feliz com a prova! A pista estava bem desafiadora e com certeza o equipamento hoje fez a diferença. Os pneus Mud da Michelin fizeram total diferença, e como vocês podem ver fizemos o Top-4, e por isso estou muito feliz com a prova”, enfatizou Mário Couto. 


“Foi show demais, a pista estava desafiadora, e tivemos que tomar cuidado com o equipamento”, reforçou Rubinho Valeriano. 

“Estou muito feliz com meu rendimento, terminando P4. Obrigado a todos das equipes S2 Sports MTB pela força e obrigado à todos pela torcida. Vamos seguir firme e forte, pois semana que vem tem mais”, complementou o experiente atleta.

Na próxima semana, no dia 27 de março, o time completo da Sense Factory Racing estará em Itabirito, Minas Gerais, para correr a primeira etapa da Internacional Estrada Real 2022 - a disputa do XCO conta pontuação HC, uma das mais importantes da UCI.

Fotos: Marcio / Alisson / Sense Factory Racing / Divulgação
Leia mais...
 
Copyright © 2018-2022 Foto e Bike • Direitos reservados | Escreva-nos: blogfotoebike@gmail.com
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top