domingo, 5 de setembro de 2021

Primoz Roglic vence última etapa e é tricampeão da Vuelta a España

Primoz Roglic é tricampeão da Vuelta a España - Foto: Photo Gomez Sport


Três semanas após ter vencido o contrarrelógio da etapa de abertura da Vuelta a España 2021, Primoz Roclig (Jumbo-Visma) venceu a última etapa da competição neste domingo (5) e é o campeão da 76ª edição do evento.

Primoz Roglic conquistou quatro vitórias em etapas nesta edição da Vuelta a España e confirmou seu favoritismo ao vencer pela terceira vez consecutiva na classificação geral. O esloveno agora é tricampeão da Vuelta.

Ao fim da última etapa da Vuelta a España, Roglic tinha uma vantagem de quatro minutos e 42 segundos sobre o segundo colocado, o espanhol Enric Mas (Movistar Team). Essa é a maior vantagem que o vencedor abre desde 1997, quando o suíço Alex Zülle colocou mais de cinco segundos sobre Fernando Escartín.

"É inacreditável. É louco. Às vezes você vence por muito, às vezes você vence por muito pouco, mas desde que você possa vencer, é muito bom", disse Roglic.

Ao lado do suíço Tony Rominger e dos espanhóis Alberto Contador e Roberto Heras, Roglic se torna o quarto ciclista a conquistar ao menos três títulos de campeão da Vuelta a España na história da competição.

Ranking da Vuelta a España 2021


Geral


1. PRIMOZ ROGLIC (JUMBO-VISMA): 83H 55' 29''
2. ENRIC MAS (MOVISTAR TEAM): + 00H 04' 42''
3. JACK HAIG (BAHRAIN VICTORIOUS): + 00H 07' 40''
4. ADAM YATES (INEOS GRENADIERS): + 00H 09' 06''
5. GINO MÄDER (BAHRAIN VICTORIOUS): + 00H 11' 33''
6. EGAN ARLEY BERNAL (INEOS GRENADIERS): + 00H 13' 27''
7. DAVID DE LA CRUZ (UAE TEAM EMIRATES): + 00H 18' 33''
8. SEPP KUSS (JUMBO-VISMA): + 00H 18' 55''
9. GUILLAUME MARTIN (COFIDIS): + 00H 20' 27''
10. FELIX GROSSSCHARTNER (BORA-HANSGROHE): + 00H 22' 22''

Por pontos


1. FABIO JAKOBSEN (DECEUNINCK-QUICK-STEP): 250 PTS
2. PRIMOZ ROGLIC (JUMBO-VISMA): 199 PTS
3. MAGNUS CORT NIELSEN (EF EDUCATION-NIPPO): 161 PTS
4. MATTEO TRENTIN (UAE TEAM EMIRATES): 145 PTS
5. ENRIC MAS (MOVISTAR TEAM): 120 PTS
6. ALBERTO DAINESE (TEAM DSM): 120 PTS
7. MICHAEL MATTHEWS (TEAM BIKEEXCHANGE) 114 PTS
8. ANDREA BAGIOLI (DECEUNINCK-QUICK-STEP): 101 PTS
9. EGAN ARLEY BERNAL (INEOS GRENADIERS): 96 PTS
10. ARNAUD DEMARE (GROUPAMA-FDJ): 91 PTS

Escalador/rei da montanha


1. MICHAEL STORER (TEAM DSM): 80 PTS
2. ROMAIN BARDET (TEAM DSM): 61 PTS
3. PRIMOZ ROGLIC (JUMBO-VISMA): 51 PTS
4. DAMIANO CARUSO (BAHRAIN VICTORIOUS): 33 PTS
5. RAFAL MAJKA (UAE TEAM EMIRATES): 33 PTS
6. JACK HAIG (BAHRAIN VICTORIOUS): 23 PTS
7. SEPP KUSS (JUMBO-VISMA): 19 PTS
8. ENRIC MAS (MOVISTAR TEAM): 17 PTS
9. EGAN ARLEY BERNAL (INEOS GRENADIERS): 16 PTS
10. FABIO ARU (TEAM QHUBEKA NEXTHASH): 16 PTS

Equipes


1. BAHRAIN VICTORIOUS: 252H 19' 35''
2. JUMBO-VISMA: + 00H 07' 26''
3. INEOS GRENADIERS: + 00H 32' 18''
4. UAE TEAM EMIRATES: + 01H 05' 10''
5. INTERMARCHE-WANTY-GOBERT MATERIAUX: + 01H 15' 05''
6. MOVISTAR TEAM: + 01H 17' 16''
7. AG2R CITROEN TEAM: + 01H 43' 04''
8. COFIDIS: + 02H 15' 39''
9. TREK-SEGAFREDO: + 02H 38' 20''
10. TEAM DSM: + 02H 59' 49''

Foto: Photo Gomez Sport
Leia mais...

Evie Richards consegue sua primeira vitória na Copa do Mundo de MTB XCO

Evie Richards é a atual campeã mundial de MTB - Foto: Bartek Wolinski / Red Bull Content Pool


Depois do segundo lugar no XCC, Evie Richards (Trek Factory Racing) conquista sua primeira vitória na Copa do Mundo de Mountain Bike XCO com a camisa arco-íris neste domingo (5). A britânica foi a vencedora da penúltima etapa da competição em Lenzerheide, na Suíça.

"Foi uma corrida tão estranha. Todo mundo estava segurando a corrida inteira e ninguém queria se comprometer. Então eu tive que ser muito paciente", disse Evie Richards. "Há muita pressão quando você tem a camisa arco-íris, então eu realmente não pensei que minha primeira vitória na Copa do Mundo viria tão rápido", completou.

Evie Richards cruzou a linha de chegada em primeiro lugar, o que marcou sua primeira vitória em uma etapa da Copa do Mundo de Mountain Bike e também sua primeira vitória após se tornar campeã mundial de MTB.

Na etapa da Copa do Mundo de MTB em Lenzerheide, as ciclistas encontram um circuito com longas subidas e descidas técnicas com muitas raízes. Era um percurso com quase lugar nenhum para descansar durante as cinco voltas.

Rebecca McConnell (Primaflor Mondraker Xsauce) fechou a disputa na segunda colocação. Jenny Rissveds, que venceu o XCC em Lenzerheide na sexta-feira (3), terminou em terceiro lugar.

Top 5 do XCO feminino da Copa do Mundo de MTB em Lenzerheide


1. Evie Richards: 1:19:16
2. Rebecca McConnell: +0:19
3. Jenny Rissveds: +0:58
4. Loana Lecomte: +1:12
5. Sina Frei: +1:20

Foto: Bartek Wolinski / Red Bull Content Pool
Leia mais...

Victor Koretzky vence XCO da Copa do Mundo de MTB em Lenzerheide, Suíça

Victor Koretzky (KMC - Orbea) vence em Lenzerheide - Foto: Bartek Wolinski / Red Bull Content Pool


Victor Koretzky (KMC - Orbea) desbancou o favoritismo dos suíços Nino Schurter (Scott-Sram MTB Racing Team) e Mathias Flueckiger (Thömus RN Swiss Bike Team) e venceu a penúltima etapa da Copa do Mundo de Mountain Bike XCO em Lenzerheide, na Suíça, neste domingo (5). Henrique Avancini (Cannondale Factory Racing) fechou na sexta colocação.

A expectativa do público era grande para a primeira prova de Nino Schurter com a camisa arco-íris conquistada há uma semana em Val di Sole, mas o suíço fechou a disputa na segunda colocação seguido de seu compatriota (e líder da Copa do Mundo) Mathias Flueckiger.

Durante a primeira etapa do XCO, Henrique Avancini e Victor Koretzky lideram seguidos por Alan Hatherly (Cannondale Factory Racing), Nino Schurter, Titouan Carod (Absolute-Absalon - BMC) e Milan Vader (KMC - Orbea). Esse grupo chegou a abrir uma vantagem de seis segundos no final do start lap.

No início da primeira volta, Nino Schurter lançou um ataque na subida para quebrar o grupo, porém apenas Milan Vader e Titouan Carod ficaram para trás.

Flueckiger, que largou muito mal, conseguiu se recuperar rápido para entrar no grupo da frente antes do fim da primeira volta, disputando com Avancini, Koretzky, Schurter e Hatherly.

Um fato de destaque que ocorreu durante a etapa da Copa do Mundo de MTB em Lenzerheide, foi a queda de Milan Vader quando liderava o grupo perseguidor. Houve uma fila de ciclistas tentando passar, mas, como Vader bloqueou o caminho, os líderes abrira mais vantagem.

Ondrej Cink (Kross Orlen Cycling Team), que teve azar nas últimas provas sofrendo com problemas mecânicos, não teve quebra em Lenzerheide. O tcheco chegou a andar no grupo da frente e liderando a prova em alguns momentos. No fim, Cink terminou na oitava posição.

Quando os líderes do grupo da frente começaram a abrir com Nino Schurter e Mathias Flueckiger, Victor Koretzky seguiu com eles até ultrapassar os dois na última volta para consquistar a vitória.

Schurter, que estava em terceiro, usou uma manobra parecida com a que vez sobre Mathias Flueckiger no Campeonato Mundial de MTB, em Val di Sole e pulou para a segunda colocação. Nas imagens da transmissão, Flueckiger pareceu ter balançado a cabeça em sinal reprovação à manobra de Nino, mas não houve incidentes.

Brasileiros na penúltima etapa da Copa do Mundo XCO, em Lenzerheide


Além de Henrique Avancini, que completou a prova na sexta colocação, além de ter vencido o XCC na sexta-feira (3), estiveram presentes outros quatro brasileiros.

Luiz Henrique Cocuzzi fechou na 38º posição. Os outros três ciclistas brasileiros são da equipe Caloi Henrique Avanini Racing: Ulan Galinski foi o 42º, Guilherme Gotardelo Müller fechou em 52º e Edson Rezende ficou em 78º.

Top 5 do XCO masculino da Copa do Mundo de MTB em Lenzerheide


1. Victor Koretzky: 1:18:23
2. Nino Schurter: +0:02
3. Mathias Flueckiger: +0:09
4. Alan Hatherly: +0:18
5. Titouan Carod: +0:31

Foto: Bartek Wolinski / Red Bull Content Pool
Leia mais...

sábado, 4 de setembro de 2021

Clément Champoussin vence 20ª e penúltima etapa da Vuelta a España 2021

Clément Champoussin vence 20ª e penúltima etapa da Vuelta a España 2021 - Foto: Photo Gomez Sport / La Vuelta


O francês Clément Champoussin (AG2R CITROËN Team) venceu a 20ª etapa da Vuelta a España neste sábado (4). O estágio, que foi o penúltimo da competição, teve largada em Sanxenxo e chegada em Mos. Castro de Herville, com 202,2 quilômetros de distância.

A 20ª etapa da Vuelta a España foi última de montanha desta edição. Nela, Clément Champoussin conquistou sua primeira vitória em Grandes Voltas fechando a prova com o tempo de 5:21:50, seis segundos na frente do atual líder da competição.

Após a prova, Primoz Roglic (Jumbo-Visma) mantém a camisa vermelha liderando a classifição geral com mais de dois minutos de vantagem sobre o espanhol Enric Mas (Movistar Team). Michael Storer (Team DSM) permanece com a camisa branca com bolinhas, rei da montanha.

Melhores momentos da 20ª etapa da Vuelta a España 2021



A última etapa da Vuelta a España 2021 acontece neste domingo (5) e deve coroar Primoz Roglic como campeão, ele que é o vencedor das duas edições anteriores e o primeiro na lista dos favoritos à vitória elaborada pelo blog Foto e Bike.

A 21ª etapa da Vuelta a España será de contrarrelógio com largada em Padrón e chegada em Santiago de Compostela, com 33,8 quilômetros de distância.

Foto: Photo Gomez Sport / La Vuelta
Leia mais...

Sherman Trezza e Hercília Najara vencem o XCC da 1ª etapa da CIMTB Michelin

Pódio do XCC da CIMTB com Sherman Trezza - Foto: Divulgação / CIMTB


Sherman Trezza e Hercília Najara venceram o Short Track da 1ª etapa da Copa Internacional Michelin de Mountain Bike (CIMTB Michelin), na manhã deste sábado, 4 de setembro. Sherman havia ganhado o primeiro evento da modalidade realizado pela CIMTB, em 2010, e agora, 11 anos depois, reviveu a emoção da vitória. Hercília liderou desde a primeira volta e dominou a competição. A Super Elite, nas categorias masculina e feminina, volta às pistas amanhã, para disputar o XCO, principal prova da categoria.

“É uma emoção muito grande voltar a vencer na Copa Internacional 10 anos depois. E eu gostaria de ressaltar a importância do evento para a formação dos atletas da base. Eu não seria o atleta que sou hoje sem essa vitória em 2010 e sem ter passado pelas experiências que o evento proporcionou para mim e outros atletas”, avaliou Sherman.

Hercília destacou a qualidade da pista e a preparação especial para esta etapa. “Eu me preparei muito para esta etapa da Copa Internacional. Treinei bastante na pista e agora que  comecei bem, quero manter o foco para o XCO amanhã e para as outras etapas, de Araxá e Taubaté”, destacou.

Prova Feminina


Logo na largada, Hercília, Letícia Cândido, Isabella Lacerda e Aline Simões abriram vantagem em cima das concorrentes e formaram um pequeno grupo que ficou junto por algumas voltas. Karen Olímpio, atual campeã geral da CIMTB Michelin, ficou isolada alguns segundo atrás do grupo líder.

Em algumas voltas, Hercília conseguiu se desgarrar de Letícia, Isabella e Alinne para assumir a ponta sozinha e não largar até o final. O segundo grupo também se desfez em pouco tempo. Isabella conseguiu se distanciar de Letícia e Alinne e se manteve na vice-posição até a bandeirada. Após se distanciar de Aline, Letícia tirou o pé para economizar energia nas últimas voltas, com a cabeça já no XCO de amanhã, e administrou a 3ª posição do pódio.

Karen, que correu sozinha praticamente por toda a prova atrás das líderes, conseguiu alcançar Aline na 5ª volta e terminar na 4ª posição, à frente de Aline, que perdeu potência no final da prova e fechou o pódio na 5ª colocação.

Prova Masculina


A largada da categoria masculina foi explosiva. José Gabriel assumiu a liderança, com Mario Couto e Kennedi Sampaio logo atrás, formando um grupo que trabalhou junto, se distanciando de Shermann nas primeiras voltas. Na 5ª volta, quando José Gabriel parecia se destacar dos outros dois do pelotão líder, sofreu um acidente em um afunilamento da pista, perdendo várias posições.

Com a frente da corrida desorganizada, Sherman, que estava logo atrás, conseguiu se aproximar da ponteira e se segurar com eles até a penúltima volta, quando atacou e não obteve resposta à altura dos outros dois. Ele fez a última volta sozinho para cruzar a linha na 1ª posição. Logo atrás dele, Mário Couto resistiu aos ataques finais de Kennedi e contra atacou na última volta e ficou na 2ª colocação. Kennedi Ficou em 3º, à frente de Pedro Hillo, 4º e Halysson Ferreira, 5º, que chegaram logo em seguida.

Foto: Divulgação / CIMTB
Leia mais...

sexta-feira, 3 de setembro de 2021

Henrique Avancini vence Short Track da 5ª etapa da Copa do Mundo de MTB

Henrique Avancini vence Short Track da 5ª etapa da Copa do Mundo de MTB - Foto: Captura de tela / Red Bull TV


O brasileiro Henrique Avancini é o vencedor do Short Track (XCC) da quinta etapa da Copa do Mundo de Mundo de Mountain Bike. A prova aconteceu nesta sexta-feira (3) em Lenzerheide, na Suíça, após a pausa para os Jogos Olímpicos e o Campeonato Mundial de MTB.

Ciclista da Cannondale Factory Racing, Henrique Avancini liderou durante a maior parte do tempo, ele que é o atual vice-campeão do mundo. O brasileiro imprimiu ritmo forte nas primeiras voltas da competição trazendo Anton Cooper e outros bikers no pelotão.

Após a primeira metade houve grande alternância na liderança e Avancini permanceu entre os primeiros. Na última volta, o brasileiro ultrapassou Mathias Flueckger e assumiu definitivamente a ponta para conquistar sua quarta vitória em XCC da Copa do Mundo de MTB.

Jenny Rissveds vence XCC feminino


Na Elite Feminina, Jenny Rissveds fechou à frente de Evie Richards e da atual campeã olímpica de cross-country (XCO), Jolanda Neff. Sina Frei, que conquistou a primeira camisa arco-íris do XCC no Campeonato mundial, não ficou no top 3.

No Campeonato Mundial de XCC, Jenny Rissveds foi a oitava colocada. Ela cruzou a linha de chegada em Val di Sole 37 segundos atrás de Sina Frei.

Top 5 do XCC masculino da Copa do Mundo de MTB em Lenzerheide


1. Henrique Avancini: 19:58
2. Mathias Flueckiger: +0:01
3. Victor Koretzky: +0:01
4. Alan Hatherly: +0:02
5. Nino Schurter: +0:06

Top 5 do XCC feminino da Copa do Mundo de MTB em Lenzerheide


1. Jenny Rissveds: 20:34
2. Evie Richards: +0:02
3. Jolanda Neff: +0:16
4. Anne Tauber: +0:22
5. Loana Lecomte: +0:31

Foto: Captura de tela / Red Bull TV
Leia mais...

Magnus Cort vence 19ª etapa da Vuelta a España e conquista sua terceira vitória nesta edição

Magnus Cort vence uma etapa da Vuelta a España 2021 pela terceira vez - Foto: Photo Gomez Sport / La Vuelta


Pela terceira vez nesta edição da Vuelta a España, Magnus Cort Nielsen (EF Education Nippo) consegue vencer uma etapa. Foi o que aconteceu nesta sexta-feira (3) no décimo nono estágio da competição.

Após uma batalha de 191,5 quilômetros entre Tapia e Monforte de Lemos, o dinamarquês Magnus Cort Nielsen levou a melhor sobre o português Rui Oliveira (UEA Team Emirates) e o americano Quinn Simmons (Trek-Segafredo) no sprint final.

Contando com Magnus Cort, seis ciclistas completaram a décima nona etapa da Vuelta a España com o tempo de 4:24:54.

Após a décima nona etapa da Vuelta a España, Primoz Roglic (Jumbo-Visma) permance com a camisa vermelha mantendo dois minutos e meio de vantagem sobre Enric Mas (Movistar Team).

Último quilômetro da 19ª etapa da Vuelta a España 2021



A 20ª etapa da Vuelta a España acontece neste sábado (4). Será a penúltima etapa da competição e vai ser de montanha, com largada em Sanxenxo e chegada em Mos. Castro de Herville.

Foto: Photo Gomez Sport / La Vuelta
Leia mais...

Lauro Chaman e André Grizante encerram participação brasileira nas Paralimpíadas de Tóquio

Lauro Chaman e André Grizante na prova de Resistência nas Paralimpíadas - Foto: JB Benavent / CBC


Lauro Chaman e André Grizante encerram a participação brasileira no paraciclismo nesta na noite dessa quinta-feira (2), no horário de Brasília. Os participaram da prova de Resistência na categoria MC4-5 pelos Jogos Paralímpicos de Tóquio.

Sob forte chuva e ainda se recuperando da queda que sofreu no Contrarrelógio, Lauro Chaman completou os 92,4 quilômetros da prova em 2h17min11, ficando a um minuto e 51 segundos da medalha de bronze, que foi para o neerlandês Daniel Gebru. André Grizante fechou a disputa na 17ª colocação.

A medalha de ouro foi para o francês Kevin le Cunff que dominou a parte final da prova e fechou com o tempo de 2h14min49. Yehor Dementiev, da Ucrânia, garantiu a medalha de prata mesmo tendo sofrido queda no começo da disputa.

Encerrando a participação nas Paralimpíadas de Tóquio, Lauro Chaman agradeceu ao Comitê Paralímpico Brasileiro e lamentou que a medalha não tenha chegado.

"Primeiramente eu gostaria de agradecer a confederação e o Comitê Paralímpico Brasileiro por tudo que fazem pelo paraciclismo. Fizemos uma preparação intensa para os Jogos, com todo o suporte necessário para chegar aqui em ótimas condições, então eu queria muito ter conquistado uma medalha, entreguei tudo nas provas, mas nem sempre as coisas acontecem do jeito que imaginamos", declarou Lauro.

"O circuito foi muito duro, favorecia os atletas que sobem bem, mas de qualquer forma eu sempre procurei estar na frente, fazendo parte das fugas e revezando nas primeiras posições para manter o grupo principal selecionado. Infelizmente no final, em um momento decisivo, onde já estávamos apenas em quatro atletas, eu acabei não conseguindo responder aos ataques dos meus adversários e terminei fora do pódio. Mas eu estou muito grato pela oportunidade e feliz também pela torcida de todos", completou Lauro.

Foto: JB Benavent / CBC
Leia mais...

quinta-feira, 2 de setembro de 2021

Miguel Ángel López vence etapa rainha da Vuelta a España 2021

Miguel Ángel López vence décima oitava etapa da Vuelta a España - Foto: Photo Gomez Sport / La Vuelta


O colombiano Miguel Ángel López (Movistar Team) venceu a décima oitava etapa da Vuelta a España nesta quinta-feira (2) chegando à frente dos rivais em Altu d'El Gamoniteiru. Essa foi a etapa rainha da competição.

A etapa rainha da Vuelta a España teve 4500 metros de elevação e Miguel Ángel López atacou dentro dos últimos 4 quilômetros da etapa rainha da La Vuelta 2021 em uma para garantir a vitória individual sobre Primoz Roglic (Jumbo-Visma) e Enric Mas (Movistar Team).

Roglic permace com a camisa vermelha e, após a décima oitava etapa, ampliou sua vantagem para Enric Mas com mais oito segundos. Já o francês Romain Bardet perdeu a camisa branca com bolinhas para o australiano Michael Storer.

Melhores momentos da 18ª etapa da Vuelta a España



Após dois estágios seguidos de montanha, a décima nona etapa da Vuelta a España acontece na sexta-feira (3) com largada em Tapia e chegada em Monforte de Lemos, com 191,2 quilômetros de distância.

Faltam só mais três etapas: quem você acha que vai ganhar a Vuelta a España em 2021?

Foto: Photo Gomez Sport / La Vuelta
Leia mais...

Ciclista de 17 anos morre atropelado no Rio

Ciclista Carlos Eduardo Gomes Sampaio morreu atropelado no Rio - Foto: Tatiana Campbell / Super Rádio Tupi


Na manhã desta quinta-feira, 2 de setembro, o ciclista Carlos Eduardo Gomes Sampaio morreu após ser atingido por um ônibus por volta das 6h no Méier, Zona Norte do Rio de Janeiro. O jovem tinha apenas 17 anos.

De acordo com testemunhas, Carlos Eduardo estava se deslocando para o trabalho com sua bicicleta quando foi atingido por um ônibus. Ele teria batido com a cabeça no chão e morreu no local após não resistir aos ferimentos.

Segundo relatos, Carlos trabalhava há pouco mais de um mês em uma loja de pão de queijo situada no Méier. Em entrevista à Super Rádio Tupi, Nathã Silva, amigo de infância de Carlos e seu colega de trabalho falou sobre o ocorrido.

"Éramos amigos de trabalho, trabalhávamos juntos. O Carlos era uma pessoa pura de coração, totalmente gentil. Ele tinha apenas 17 anos. O que mais me deixa triste é não saber como confortar a mãe dele. A gente pega no serviço 5h30, geralmente ele sempre é o primeiro a chegar, quando eu cheguei estranhei ele não estar lá. Éramos amigos desde pequenos, ele vai deixar muita saudade", disse Nathã.

A mãe de Carlos esteve no local do acidente durante a perícia efetuada pela Polícia Civil. Ele era filho único.

Ainda não se sabe se o motorista do ônibus viu ou não Carlos com sua bicicleta antes de atingir o jovem. O condutor foi levado para a delegacia da região para prestar os primeiros esclarecimentos.

Foto: Tatiana Campbell / Super Rádio Tupi
Leia mais...

Carlos Soares e Ana Raquel encerram participação nas Paralimpíadas de Tóquio

Carlos Soares na prova de resistência em Tóquio - Foto: JB Benavent / CBC


Sob chuva, os brasileiros Carlos Soares e Ana Raquel participaram da sua última competição de paraciclismo nos Jogos Paralímpicos de Tóquio nesta quarta-feira (1º). Ambos disputaram a prova de resistência.

Carlos Soares, que é estreante em Paralimpíadas e tem 26 anos, fechou sua participação em Tóquio na 31ª colocação. Ele participou da prova de resistência na categoria MC1-3 e considerou o resultado importante para sua evolução nos próximos ciclos.

"Eu termino a minha participação com muita motivação e gratidão pela oportunidade que a seleção brasileira me proporcionou de representar o Brasil aqui em Tóquio, na minha primeira Paralimpíada. Só de sair do interior do Goiás e estar aqui, disputando contra os melhores do mundo já me deixa muito emocionado. Poder falar para a minha família que estou representando o nosso país nos Jogos é uma sensação indescritível", declarou Carlos.

Confirmando que seu resultado nas provas em que participou nas Paralimpíadas foram abaixo do esperado, Carlos Soares destacou o nível alto dos demais competidores evidenciado pelas diversas quebras de recordes. "Agora é continuar trabalhando duro para seguir progredindo e honrando cada vez mais essa confiança depositada pela CBC", completou.

Na prova de resistência masculina os britânicos Benjamin Watson e Finlay Graham, primeiro e segundo, comemoraram a dobradinha na categoria MC1-3. A medalha de bronze ficou com o francês Alexandre Leaute.

Ana Raquel competindo a prova de resistência - Foto: Carlos Soares na prova de resistência em Tóquio - Foto: JB Benavent / CBC
Ana Raquel durante nas Paralimpíadas - Foto: JB Benavent / CBC


Entre as mulheres, na WC4-5, a brasileira Ana Raquel finalizou na 14ª colocação. A medalha de ouro foi conquistada pela alemã Sarah Storey, seguida pela sua compatriota Crystal Lane, com a prata, e a francesa Marie Patouillet, fechando o pódio com o bronze.

O paraciclismo brasileiro encerra a sua participação em Tóquio na noite desta quinta-feira (2), com os atletas Lauro Chaman e André Grizante brigando por medalhas nas categorias C4-5, a partir das 21h30, horário de Brasília.

Foto de destaque: JB Benavent / CBC
Leia mais...

quarta-feira, 1 de setembro de 2021

Strava torna ferramenta de localização gratuita em sua plataforma



O Strava anunciou nesta terça-feira (31 de agosto) que o Beacon - sistema de compartilhamento de localização em tempo real da plataforma - agora está disponível de forma gratuita para todos os usuários. A decisão do Strava foi tomada para zelar pela segurança dos atletas.

"Para aumentar a segurança e a tranquilidade dos nossos atletas, decidimos tornar o Beacon disponível para todos, sejam assinantes Strava ou não. A partir de hoje, qualquer atleta do mundo pode usar o Beacon gratuitamente quando gravar uma atividade com o seu smartphone", diz o Strava em comunicado publicado em seu site.

Agora, ao registrar uma atividade no Strava, o usuário pode compartilhar sua localização em tempo real com até três pessoas. Essas pessoas escolhidas poderão monitorar atleta aonde ele estiver até que conclua a atividade.

"Se você usa um smartwatch ou um ciclocomputador para registrar suas atividades e não é assinante, você ainda pode usar o Beacon simultaneamente em seu celular gratuitamente", afirma o Strava.

Usuário utilizando o Beacon no Strava - Foto: Strava / Divulgação


A opção do Strava em tornar o Beacon grátis a todos os usuários da plataforma veio em boa hora, visto que ultimamente a grande muitas partes da rede social voltada aos atletas precisa de assinatura.

"Esperamos que esta mudança permita que você possa aproveitar ainda mais os momentos dedicados ao esporte e que ela garanta a você e aos seus amigos e familiares mais tranquilidade enquanto você está treinando", conclui o Strava no comunicado feito em seu site.

Foto: Strava / Divulgação
Leia mais...

Primoz Roglic retoma camisa vermelha na Vuelta a España após 17ª etapa

Primoz Roglic vence 17ª etapa da Vuelta a España -  Foto: Photo Gomez Sport / La Vuelta


Primoz Roglic (Jumbo-Visma) à lideraça geral da Vuelta a España após vencer a décima sétima etapa da competição nesta quarta-feira (1º). O esloveno agora tem dois minutos e 22 segundos de vantagem sobre Enric Mas (Movistar Team).

A décima sétima etapa da Vuelta a España teve largada em Unquera e chegada em Lagos de Covadonga, com 185,8 quilômetros de distância e foi de montanha. Durante a corrida, Roglic foi o único a seguir Egan Bernal (Ineos Grenadiers) quando o colombiano atacou a 61 quilômetros do fim.

Na briga com Bernal, Roglic levou a melhor e venceu pela terceira vez nesta edição da Vuelta a España completando a prova em 4:34:45, um minuto e 35 segundos à frente do pelotão.

Odd Christian Eiking (Intermarche-Wanty-Gobert Materiaux), que estava com a camisa vermelha desde a etapa 10 da Vuelta a España, agora caiu para a décima primeira posição, sete minutos e 59 segundos atrás do novo líder, Primoz Roglic.

Romain Bardet (DSM Team) permanece com a camisa branca com bolinhas, de rei da montanha, após a décima sétima etapa da Vuelta.

Melhores momentos da 17ª etapa da Vuelta a España



A décima oitava etapa da Vuelta a España acontece nesta quinta-feira (2) e também é de montanha. A largada será em Salas e chegada em Altu d'El Gamoniteiru com 162,6 quilômetros de extensão.

Foto: Photo Gomez Sport / La Vuelta
Leia mais...

Jady Malavazzi termina em 13º lugar na resistência dos Jogos Paralímpicos

Jady Malavazzi fica em 13º na resistência dos Jogos Paralímpicos - Foto: JB Benavent / CBC


Na madrugada desta quarta-feira (1º), no horário de Brasília, a ciclista Jady Malavazzi foi a 13ª colocada na prova de resistência do Paraciclismo de Estrada, após percorrer 26,4km no circuito montado no Autódromo Fuji Speedway, localizado na cidade de Shizuoka, aos pés do Monte Fuji.

A prova foi dominada pela holandesa Jennette Jansen, que completou o percurso com o tempo de 56min15seg e garantiu a medalha de ouro. A alemã Annika Zeyen marcou 56min21seg e levou a prata. A medalha de bronze ficou com Alicia Dana, dos EUA, registrando 56min24seg.

A equipe brasileira volta a competir na prova de resistência na noite desta quarta-feira, a partir das 21h30, com os atletas Carlos Soares (C1-3) e Ana Raquel (C4-5).

Foto: JB Benavent / CBC
Leia mais...

terça-feira, 31 de agosto de 2021

No dia de seu aniversário Fabio Jakobsen vence 16ª etapa da Vuelta a España

Fabio Jakobsen venceu 16ª etapa da Vuelta a España - Foto: Photo Gomez Sport / La Vuelta


Fabio Jakobsen (Deceuninck-Quick-Step Cycling Team) venceu a etapa 16 da Vuelta a España 2021 nesta terça-feira (31), data de seu aniversário. Atual camisa verde da competição, essa é a terceira vitória do ciclista nesta edição de La Veulta.

A décima sexta etapa da Vuelta a España teve a largada em Laredo e chegada em Santa Cruz de Bezana, com 180 quilômetros de distância.

O final da décima sexta etapa da Vuelta foi decidido no sprint final onde Fabio Jakobsen levou a melhor sobre o belga Jordi Meeus (Bora-Hansgrohe) e o italiano Matteo Trentin (UAE Team Emirates). 

Após a etapa, nada muda na classificação geral e Odd Christian Eiking (Intermarche-Wanty-Gobert Materiaux) permanece com a camisa vermelha mantendo vantagem de 54 segundos para Guillaume Martin (Cofidis).

Melhores momentos da 16ª etapa da Vuelta a España



A próxima etapa será de montanha nesta quarta-feira (1º de setembro), com largada em Unquera e chegada em Lagos de Covadonga, com 185,8 quilômetros de distância.

Foto: Photo Gomez Sport / La Vuelta
Leia mais...

GPS Atrio Iron é bom? Principais características, pontos positivos e negativos

Review do GPS Atrio Iron: é bom ou não?


Quem pedala sempre procura por um ciclocomputador com GPS para bicicletas que facilite a visualização da velocidade, tempo de pedalada, distância percorrida e mais algumas coisas interessantes de se ver durante um pedal. O Atrio Iron é uma das opções que podem ser levadas em conta para quem procura esse tipo de produto.

Para monitorar essas estatísticas, há várias opções de GPS para bicicletas disponíveis, mas hoje vamos fazer um breve review do GPS Atrio Iron e falar se ele atende bem o monitoramento dos principais recursos que a maioria dos bikers quer ver enquanto pedala.

Principais características do GPS Ario Iron


O ponto principal que podemos destacar é que dá para fazer upload das atividades gravadas com o GPS Atrio Iron direto no Strava e também em outras plataformas utilizadas. Outro fator que influencia de forma positiva é o preço: varia entre 300 e 360 reais, sendo um dos valores mais baixos do mercado, sem perder a qualidade.

Com design simples, o GPS Atrio Iron é fácil de ser utilizado e conta com três telas para disponibilizar informações ao ciclista. As telas estão dispostas da seguinte forma:

Primeira tela

• Velocidade em tempo real
• Horário atual
• Distância percorrida
• Altitude atual (em relação ao nível do mar)

Segunda tela

• Velocidade média
• Tempo de pedalada
• Odometro total
• Percentual de inclinação

Terceira tela

• Velocidade máxima atingida na pedalada
• Data atual
• Temperatura
• Estimativa de consumo calórico

Uma pena é mostrar o ganho de altimetria. Assim você só fica sabendo o quando subiu quando termina o pedal e sobe a atividade no Strava.

As dimensões dele também são tranquilas. O GPS Atrio Iron tem 4,6 cm de largura, 7,1 cm de comprimento e 2,2 cm de altura. A tela tem 30 x 38 mm. À prova d’água, ele está na categoria IPX7, o que significa que suporta jatos d'água poderosos.

Duração da bateria do GPS Atrio Iron


O fabricante informa que o GPS Atrio Iron tem autonomia de 22 horas de funcionamento proporcionadas pela bateria de lítio de alta duração e recarregável via cabo USB. O GPS também tem capacidade para armazenar até 90 horas de atividades realizadas.



O Atrio Iron ainda conta com iluminação de tela automática, que acende ao anoitecer e apaga ao amanhecer.

Pontos positivos do GPS Atrio Iron


• Baixo custo para aquisição em relação aos outros disponíveis no mercado
• GPS simples e fácil de mexer
• Permite a sincronização das atividades no Strava
• Tem bateria de longa duração
• Recarrega via USB
• Tela com bom tamanho e fácil visualização das informações
• Baixo custo de compra
• Fácil de fixar no guidão da bike
• Não precisa de sensor na roda da bicicleta
• Boa precisão do GPS
• Proteção à prova d’água nível IPX6

Pontos negativos do GPS Atrio Iron


• Não tem bluetooth
• A sincronização com o Strava é manual com USB (por meio de arquivo)
• Disposição dos dados (poderia ser melhor distribuído)
• Não mostra ganho de altimetria
• Não aceita potencímetro, frequencímetro e sensor de cadência
• Não gera rotas para o ciclista seguir durante o pedal
• Backlight automática não pode ser desligada manualmente

Indicações de locais para compra do GPS Atrio Iron


O GPS Atrio Iron pode ser comprado com dentro da faixa de valores informados aqui no blog Foto e Bike no site da Decathlon.
Leia mais...
 
Copyright © 2021 Foto e Bike • Direitos reservados | Escreva-nos: blogfotoebike@gmail.com
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top