quarta-feira, 6 de abril de 2022

Polêmica: UCI faz mudanças de última hora na pista da Copa do Mundo de MTB em Petrópolis

Martin Vidaurre na CIMTB em Petrópolis - Davi Corrêa


Às vésperas do início da Copa do Mundo de Mountain Bike, em Petrópolis (RJ), a União Ciclística Internacional (UCI) fez algumas mudanças no desenho da pista instalada no São José Bike Club e causou polêmica.

Pelas imagens divulgadas no Instagram do São José Bike Club, algumas das alterações feitas pela UCI aconteceram na Trilha da Bananeira, um dos trechos que exige bastante técnica dos bikers. Houve inclusive modificação em alguns saltos que agora têm rampas incluídas.


As mudanças na pista vão contra o que disse Simon Burney, responsável pela organização das etapas da Copa do Mundo. Em matéria publicada pelo site Bike Magazine, o britânico declarou que "os competidores nos pediram para não mudarmos nada, porque estava tudo muito legal. Para nós, esse é um ótimo cenário".

De acordo com fontes, a decisão de fazer as mudanças partiu da UCI e também das equipes inscritas para participar da Copa do Mundo em Petrópolis.

Outro ponto que está sendo modificado no XCO Henrique Avancini é a Janela do Céu. Segundo informações do São José Bike Club, eles estão "colocando terra hoje (6) naquele gap". Esse é o terceiro e último trecho de maior exigência técnica da pista da Copa do Mundo e ao que parece não terá mais o salvo, diferente do que aconteceu na CIMTB.

Competidor faz salto na pista da Copa do Mundo em Petrópolis
Competidor faz o salto na Janela do Céu durante CIMTB - Foto: Davi Corrêa

Henrique Avancini é contrário às mudanças na pista


Nas redes sociais, Henrique Avancini afirmou que não é favorável às mudanças feitas pela UCI no percurso preparado para a Copa do Mundo de MTB. De acordo com o ciclista brasileiro que foi um dos responsáveis pelo designer da pista em Petrópolis, "as mudanças adicionam muitos riscos para situações de corrida".

"Conheço o percurso que construí e, apesar de ser muito desafiador, o nível de segurança é maior do que de grande parte das pistas que corremos", declarou Avancini.

Avancini destacou que "o percurso permanece o mesmo, mas agora é possível fazer alguns saltos pedalando". 

"Apenas compartilhando informações e reforçando que não concordo com as mudanças feitas. Mais que isso, acho que agora algumas partes vão ficar mais perigosas", concluiu.

Fotos: Davi Corrêa / Foto e Bike
Leia mais...

terça-feira, 5 de abril de 2022

Nino Schurter já está em Petrópolis para Copa do Mundo de MTB

Nino Schurter ja esta em Petropolis para Copa do Mundo de MTB


O campeão mundial de mountain bike XCO já está em Petrópolis se preparando para as disputas da Copa do Mundo de MTB, que acontecem entre os dias 7 e 10 de abril. Na manhã dessa terça-feira (5), Nino Schurter pedalou no Montanha Azul Bike Park, local que fica bem perto do local das provas.

Nove vezes campeão mundial de MTB, Nino chega ao Brasil após ter disputado o Cape Epic. Na ultramaratona, o resultado ficou muito abaixo com o que todos estavam acostumados e no final a dupla da SCOTT-SRAM conseguiu apenas o 9º lugar na classificação geral.


Ainda sobre o Cape Epic, Nino Schurter e Lars Forster conseguiram apenas uma vitória e tiveram muitos problemas relacionados a furos nos pneus, fato que prejudicou bastante o desempenho da dupla.

Já no Brasil, Nino se prepara para a disputa da Copa do Mundo de MTB em Petrópolis. Após chegar na cidade, seu primeiro contato foi com as trilhas do Montanha Azul Bike Park. O campeão mundial postou um vídeo nos stories do Instagram pedalando pelo bike park.

O ciclista suíço também tirou fotos e conversou com alguns ciclistas de Petrópolis que estavam no local. Rafael França, da loja Bike Brothers Itaipava, fez um selfie no Nino Schuter e enviou ao blog Foto e Bike. Confira a imagem logo abaixo.


Foto: Bartek Wolinski / Red Bull Content Pool
Leia mais...

Copa do Mundo de MTB: "me sinto vencedor antes da primeira pedalada", diz Avancini

Henrique Avancini em sua Cannondale para Copa do Mundo de MTB no Brasil do Mundo


O dia de início da Copa do Mundo de Mountain Bike em Petrópolis (RJ) está chegando. Foram 17 longos anos de espera até que o evento retornasse ao Brasil e um dos grandes responsáveis por essa volta é o ciclista brasileiro Henrique Avancini, que não esconde sua alegria em competir no quintal de sua casa. "Essa é provavelmente a única corrida em que já me sinto vencedor antes da primeira pedalada", disse Avancini em vídeo publicado pela Shimano.

O fato da Copa do Mundo de MTB retornar ao Brasil após tanto tempo e ter como palco principal a cidade de Petrópolis está intimamente ligado ao sucesso e trabalho duro de Henrique Avancini no cenário mundial do mountain bike. Campão mundial MTB Maratona (XCM) em 2018, o ciclista petropolitano chegou a liderar o ranking de MTB da UCI.

"Deixei minha casa e andei pelo mundo até me tornar importante o suficiente para trazer o mundo até minha casa", conta Avancini. "Ter uma a Copa do Mundo no Brasil é incrível. Ter uma Copa do mundo na minha cidade, não dá para explicar".


O brasileiro teve um cuidado muito especial na elaboração do circuito XCO Henrique Avancini, localizado no São José Bike Club. Ele e seu pai, Ruy Avancini, se empenharam muito na criação e manutenção da pista. Durante as disputas da Copa Internacional de Mountain Bike (CIMTB), o ciclista da Canondale Factory Racing chegou a se flagrado por Bruno Canella (canal De Bike na Montanha) um ponto específico da pista observando a performance dos competidores.

"Eu e meu pai passamos pelo menos uma vez por dia para analisar e ver como está a pista. Uma vez por semana fico cerca de meio dia trabalhando no percurso", conta Avancini o carinho e cuidado com a pista.

Durante a visita técnica ao local das provas, Simon Burney, responsável da UCI por todos os detalhes da Copa do Mundo de MTB, destacou que Henrique Avancini "está muito orgulhoso da pista e da área toda, onde ele vai querer fazer um bom show para o público. Ele terá que lidar com a pressão da torcida. Mas acho que ele vai aproveitar a ocasião para se apresentar muito bem".

Henrique Avancini fala sobre expectativa para a Copa do Mundo


Em vídeo publicado pela Shimano em 4 de abril, Henrique Avancini fala sobre a preparação da pista para a Copa do Mundo de MTB em Petrópolis e também sobre sua expectativa para a competição de nível mundial no quintal de sua casa. Confira a íntegra logo abaixo.


Copa do Mundo de MTB em Petrópolis


As disputas da Copa do Mundo de MTB vão começar no dia na sexta-feira (8 de abril) com a disputa do Short Track (XCC). Às 16h30 acontece a largada feminina e às 17h15 será a vez dos homens. O segundo dia de provas será no domingo, com as provas principais sendo XCO feminino às 11h20 e o masculino às 14h35.

A programação completa com os horários da pista XCO Henrique Avancini pode ser encontrada nessa publicação aqui no blog Foto e Bike.

Foto: Fabio Piva / Red Bull Content Pool
Leia mais...

segunda-feira, 4 de abril de 2022

XR Spherical: mais novo capacete da Bell para MTB e estrada

Novo capacete Bell XR Spherical


Um novo capacete de ciclismo chega ao mercado por meio da Bell, uma das grandes marcas do mundo no quesito de segurança para a cabeça. A marca norte-americana revolucionou mais uma vez o mercado de ciclismo e trouxe um novo capacete: o inovador XR Spherical. 

Menos de um mês após divulgar as novas cores e grafismos dos capacetes Crest, Super 3R, Super Air R e Super DH, a anuncia o XR Spherical que chega ao Brasil através da Isapa.


O novo lançamento promete ser um dos capacetes mais versáteis do mundo. Voltado para a mais alta performance, tanto no ciclismo de estrada, no gravel ou no MTB, o capacete Bell XR Spherical oferece alta tecnologia e é extremamente leve.

“O Bell XR Spherical é um capacete que veio para revolucionar o que já existe no mercado, tanto de design quanto de construção e tecnologia. O grande diferencial dele é a ampla cobertura da cabeça e alta proteção para quem sai da estrada e vai para a terra e vice-versa. Ou seja, é aquela solução curinga, bem versátil: atende as necessidades de quem pratica ciclismo de estrada, gravel e até competições de XCO”, avalia Gilberto Alves Nunes, analista de produtos da Isapa.

Bell XR Spherical tem tecnologia de sobra

 
Com tamanha versatilidade, o Bell XR Spherical se destaca, ainda, pela tecnologia aplicada. Bastante leve, pesando cerca de 285 gramas, é extremamente bem ventilado e conta com o mais alto nível de proteção integrado: a tecnologia exclusiva da Bell, a Spherical by MIPS. 

O sistema MIPS que equipa o Bell XR Spherical é um dos sistemas de proteção mais avançados e modernos do mundo: em uma eventual colisão, ele dissipa o impacto, protegendo o cérebro, pois permite que a estrutura externa gire em torno da estrutura interna. O mesmo sistema também está presente nos capacetes Super 3R e Super Air R, ambos também da Bell.

Parte de trás do capacete Bell XR Spherical


Contando com as principais certificações de construção do mais alto nível de exigência, como a CPSC e CE, o capacete Bell XR Spherical foi construído a partir do processo Fusion In-Mold, cuja espuma EPS é injetada e moldada diretamente no casco. Ele é constituído, basicamente, de um capacete dentro do outro, cada um com uma densidade diferente, para justamente elevar o nível de segurança e de absorção de impacto, além de conferir menos peso.  

Ainda é possível observar um detalhe bem importante: um porta-óculos integrado de borracha que garante alta aderência para que o seu óculos de ciclismo não escorregue.

Ventilação e conforto do Bell XR Spherical


Sobre o sistema de ventilação do XR Spherical, são 18 aberturas com grandes canais ligando as entradas dianteiras às saídas na parte de trás. Dessa forma, um alto e contínuo fluxo de ar é garantido para manter a temperatura baixa.


Outro fator que traz um conforto é o sistema Sweat Guide, ou guia do suor. De forma resumida, o formato do próprio capacete e do seu forro é capaz de direcionar todas as gotas de suor ou água da chuva para pingar fora da testa, evitando escorrer pelo rosto e nos óculos.

Outras especificações técnicas do Bell XR Spherical

 
- Sistema de ventilação Overbrow Ventilation®: aberturas sobre as sobrancelhas que mantém o frescor e refrigeração de forma constante, mesmo em dias quentes. 

- Sistema de ajuste Float Fit Race®: design minimalista e muito leve que oferece ajuste preciso e mais confortável. A regulagem pode ser feita com apenas uma mão de forma milimétrica.

Lateral do capacete Bell XR Spherical branco


- Sistema No-Twist Tri-Glides: as alças também são simples de ajustar, sem que haja qualquer tipo de torção. Assim, fica muito mais fácil de vestir o capacete.

- Sistema de fechamento Fid-Lock: com encaixe magnético, mais prático e fácil de ser utilizado, além de ser mais seguro. Basta encostar que ele trava. Para destravar, é só acionar o botão de segurança.
 
- Sistema de tratamento antimicrobiano e bactericida com o forro Ionic Plus, altamente avançado e durável.

O capacete Bell XR Spherical está disponível em 3 cores: cinza, branco/preto e Azul fosco. O lançamento do capacete chega nos próximos dias nas melhores lojas e bike shops do país, com distribuição exclusiva da Isapa. Seu valor sugerido de venda é a partir de R$ 1.819,00.
Leia mais...

Criadores de conteúdo são destaque na estratégia de marketing de empresas de ciclismo, revela pesquisa

Ciclista-da-Caloi-Henrique-Avancini-Racing


Um levantamento feito pela Aliança Bike com mais de 110 empresas revelou que 48,35% delas realizam alguma ação de marketing junto aos criadores de conteúdo, como patrocínio ou apoio com produtos para ciclismo. Os números ainda apontam o destaque desse tipo de mídia que representa cerca e 14% dos resultados em vendas.

Especificamente entre lojistas, o percentual de estabelecimentos que investem em criadores de conteúdo é de pouco mais de 35%. Já entre fabricantes, montadoras ou importadoras de bicicletas que investem neste tipo de mídia representam o dobro: 72%.


O levantamento feito pela Aliança Bike também solicitou até cinco indicações de criadores de conteúdo às empresas que realizam investimento nesse tipo de mídia. Entre os mais de 50 criadores indicados, os canais Pra quem Pedala, Canal de Bike e Pedaleria foram os principais nomes.

Top 8 criadores de conteúdo sobre ciclismo


O relatório desenvolvido pela Aliança Bike junto às empresas aponta os criadores de conteúdo como responsáveis por 14% das respostas de conversão em vendas. A pesquisa também revelou o top 8 dos criadores de conteúdo sobre ciclismo mais citados pelas empresas.

1- Pra Quem Pedala
2- Canal de bike
3- Pedaleria
4- Brou Bruto Drews
5- Pedal.com.br
6- Segredos do MTB
7- Bike é Legal
8- Power Link Bike

Foto: Davi Corrêa
Leia mais...

Campeão mundial sub-23, Martin Vidaurre vence XCO da CIMTB em Petrópolis

Martin Vidaurre foi o vencedor da CIMTB em Petrópolis


A prova que marcou o encerramento da Copa Internacional de Mountain Bike (RJ), em Petrópolis (RJ), foi a disputa da super elite masculina no Cross Country Olímpico (XCO). Com uma pista pesada por causa da chuva que caiu durante o dia e muita lama, os ciclistas percorreram os cerca de 4,5 km do circuito e a torcida viu o campeão mundial da sub-23, o chileno Martin Vidaurre Kossmann cruzar a linha de chegada na primeira colocação.

Em entrevista concedida após a vitória, Martin destacou a qualidade dos circuitos da CIMTB e ressaltou que gosta de correr no Brasil. O chileno também esteve presente no país no Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, e na disputa do Pan-americano de 2019 conquistou a medalha de prata. Em Petrópolis, ele venceu a prova em 1h27min47 e vibrou muito ao cruzar a linha de chegada.


"Sempre gostei de correr no Brasil, pela sua gente e pelos circuitos, que na CIMTB são sempre muito bons. Fiquei feliz de vir aqui, de poder competir. E, nada melhor do que vencer a prova", comemorou o chileno. "O circuito é excelente. A organização fez um ótimo trabalho. Foi um espetáculo nossa corrida. Aproveito para convidar a todos para virem no próximo fim de semana, porque vamos competir com força total", completou o atleta da sub-23, que competirá na Copa do Mundo de Mountain Bike no próximo sábado (9).

O vice-campeão da super elite masculina da CIMTB em Petrópolis foi o romeno Vlad Dascalu, que cruzou a linha de chegada quase um minuto após o líder. "Eu aproveitei muito durante essa corrida, as condições não estavam boas, mas foi muito legal", pontuou Vlad.

Thomas Litscher, que venceu o XCC no dia anterior, cravou o terceiro lugar na disputa do XCO e afirmou que o calor do domingo (4) aliado às condições da pista prejucaram o desempenho. "Hoje estava muito quente e as condições estavam difíceis, mas estou feliz porque estive entre os mais rápidos da prova", disse o suíço. Os franceses Maxime Marotte e Jordan Sarrou completaram o top 5.

Melhores brasileiros no XCO da CIMTB em Petrópolis


Luiz Henrique Cocuzzi foi o primeiro brasileiro a finalizar a disputa do XCO. Depois de largar na terceira fila, o ciclista da Sense Factory Racing imprimiu um ritmo forte e ocupou o terceiro lugar da competição até furar o pneu traseiro durante a passagem pelo rock garden faltando duas voltas para o final. Como a distância até o ponto de apoio era grande, Cocuzzi perder muitas posições e fechou a prova em 14º lugar, mas feliz com o desempenho.

Luiz Henrique Cocuzzi durante a CIMTB, em Petrópolis


"Foi a CIMTB mais dura que já participei e estou muito feliz com meu desempenho. Fiz junto com o meu treinador Cadu Polazzo e com a minha equipe, uma base de treinos muito forte e a cada prova que participo meu ritmo vem melhorando", disse Cocuzzi, que também ressaltou que está ansioso para fazer uma grande prova na Copa do Mundo de MTB no próximo final de semana.

Outro brasileiro que também teve um incidente durante a passagem pelo rock garden a duas voltas para fim do XCO da CIMTB foi Ulan Galinski. O atleta da Caloi Henrique Avancini Racing sofreu uma queda e não conseguiu retomar o ritmo anterior. Ulan concluiu na 16ª colocação.


Gustavo Xavier (22º), Sherman Trezza de Paiva (32º), Edson Rezende (36º) e Kennedi Sampaio (38º) completaram a lista dos melhores brasileiros na disputa do XCO da CIMTB, em Petrópolis.

Top 10 do XCO - Super Elite Masculina


1 – Martin Vidaurre (CHI) – 1h27min47  
2 – Vlad Dascalu (ROM) – 1h29min
3 – Thomas Listcher (SUI) - 1h29min16
4 – Maxime Marrote (FRA) – 1h29min28
5 – Jordan Sarrou (FRA) – 1h29min41
6 – Daivid Valero (ESP) – 1h29min42  
7 – Leandre Bouchard (CAN) – 1h30min22  
8 – Julian Schelb (ALE) – 1h30min54  
9 – Ondrei Cink (CZE) – 1h31min19  
10 – Camilo Gomez (COL) – 1h31min33

Fotos: Davi Corrêa
Leia mais...

domingo, 3 de abril de 2022

Jolanda Neff é campeã da CIMTB em Petrópolis

A suíça Jolanda Neff foi a vencedora na disputa do Cross Country Olímpico (XCO) da Copa Internacional de Mountain Bike (CIMTB) disputado neste domingo, 3 de abril, em Petrópolis (RJ). Neff, que é a atual campeã olímpica, liderou a prova desde a primeira curva do circuito e fechou a fechou a corrida após cinco voltas, registrando o tempo de 1h26min05.

Depois de Jolanda Neff, a austríaca Laura Stigger fechou em segundo seguida da britânica Evie Richards, atual campeã mundial. A distância das duas para a líder foi de quase 6 minutos. Vencedora do XCC no dia anterior, Kate Courtney, dos Estados Unidos, ficou na quarta colocação e a suíça Sina Frei completou o top 5.


Durante entrevista após vencer o XCO da CIMTB, em Petrópolis, Jolanda Neff recordou suas outras visitas a cidade serrana do estado do Rio em 2014 e 2016 e destacou que a torcida da é muito animada pelo mountain bike. Neff também falou que achou o XCO Henrique Avancini "incrível".

"A pista é incrível. É como um parque de aventuras. Uma verdadeira Disneyland. Eu me diverti demais. Eu realmente amei cada minuto aqui", comentou a Jolanda Neff que em seguida falou sobre a expectativa para a Copa do Mundo de Mountain Bike. "Pude sentir como está o calor aqui no Brasil, uma vez que eu venho de um período de inverno na Europa. Sei que temos que nos acostumar com essa adversidade, mas sei que ainda tenho uma semana para chegar a competição. Estou realmente feliz de estar aqui", finalizou.

Em sua primeira visita ao Brasil, a vice-campeã Laura Stigger, da Áustria, exaltou a possibilidade de ter uma competição acontecendo no mesmo circuito que irá receber a Copa do Mundo de Mountain Bike em alguns dias, entre 7 e 10 de abril, também no São José Bike Club.

"Definitivamente foi um bom começo para a semana de provas da Copa do Mundo. Todos sabemos que no domingo que vem será completamente diferente. O foco será outro, mas para mim é um sentimento ótimo eu ter ido bem na prova da CIMTB e ganhar confiança. Foi maravilhoso", disse Laura. A ciclista ainda destacou que ficou "impressionada com a região e com as pessoas daqui. A natureza é linda, fiquei maravilhada. Com certeza esta não será minha única vez aqui", concluiu a austríaca.


Assim como Laura, Evie Richards também exaltou o recebimento dos torcedores brasileiros aos ciclistas estrangeiros. "É muito bom estar aqui, sentir o calor dos fãs brasileiros, que são incríveis. É legal demais ver como as pessoas gostam do nosso esporte por aqui e eu fico muito feliz de fazer parte deste show, com tantas outras atletas fortes, e assim poder incentivar as jovens ciclistas daqui, que nos assistiram fazendo nosso trabalho", exaltou Evie.

Melhores brasileiras no XCO da CIMTB em Petrópolis


Isabella Larcerda, de Minas Gerais, foi a brasileira melhor colocada no resultado final do XCO da CIMTB em Petrópolis. A brasileira fechou na 11ª posição com o tempo de 1h36min38. "Não deu lugar no pódio, mas eu lutei até o último minuto. Estava muito perto da canadense Jenn Jackson na última volta, faltou bem pouco. Porém, preferi não me arriscar tanto, porque o objetivo maior está em chegar bem na Copa do Mundo", destacou.

Isabella Lacerda comemora com a torcida na CIMTB em Petrópolis
Isabella Lacerda comemora com torcida da CIMTB, em Petrópolis - Foto: Davi Corrêa

Outras brasileiras que se destacaram na prova foram Raíza Goulão (13ª posição), Sabrina Silva (20ª), Aline Simões (24ª) e Stefanye Silva (30ª). 

Também teve destaque ciclista de Petrópolis, Giuliana Morgen, da Sense Factory Racing. Giugiu concluiu a prova 24ª colocação em seu primeiro ano disputando as provas de MTB na super elite.

Top 10 do XCO - Super Elite Feminina


1 - Jolanda Neff (SUI) - 1h26min08
2 - Laura Stiger (AUT) - 1h32min10
3 - Evie Richards (GBR) - 1h32min33
4 - Kate Courtney (EUA) - 1h33min24
5 - Sina Frei (SUI) - 1h33min42
6 - Rocío Martinez (ESP) - 1h34min17
7 - Yana Belomoina (UCR) - 1h34min28
8 - Anne Tauber (HOL) - 1h34min36
9 - Daniela Campuzano (MEX) - 1h36min10
10 - Jennifer Jackson (CAN) - 1h36min23

Fotos: Davi Corrêa / Foto e Bike
Leia mais...

sábado, 2 de abril de 2022

Karen Olímpio está fora da CIMTB em Petrópolis

Karen Olímpio fora da CIMTB em Petrópolis


Karen Olímpio está fora Copa Internacional de Mountain Bike (CIMTB) que está acontecendo em Petrópolis (RJ) durante o fim de semana de 1º a 3 de abril. A informação foi confirmada pela Audax Bike, equipe da ciclista.

O comunicado da Audax Bike revelou que durante a disputa do Short Track (XCC) da CIMTB, Karen Olímpio "sofreu um impacto na área pélvica" após finalizar o salto do trecho mais técnico do circuito, a Janela do Céu.


Karen "foi levada imediatamente ao hospital, realizou exames, foi encaminhada ao centro cirúrgico e encontra-se estável. Vai precisar ficar afastada das competições por algum tempo, vamos ficar na torcida para que a recuperação seja breve", afirmou o comunicado da Audax Bike.

Guilherme Müller, colega de equipe de Karen Olímpio, publicou mensagem no Instagram torcendo pela "breve recuperação" da parceira de time. "Conte conosco", disse o ciclista.

Sobre o salto mais técnico da CIMTB em Petrópolis


No primeiro e segundo dia da CIMTB, em Petrópolis, alguns ciclistas caíram após finalizarem o salto do trecho mais técnico do XCO Henrique Avancini. Trata-se de uma descida bem inclinada com salto no final.

Ciclista em salto técnico no XCO Henrique Avancini
Ciclista executando o trecho mais difícil da CIMTB em Petrópolis - Foto: Davi Corrêa
Pedro Cury, do pedal.com.br, registrou a sequência do tombo do ciclista norte-americano Riley Amos (Trek Factory Racing). As fotos podem ser vistas no Instagram do site. Uma ciclista do Lar Cocuzzi, que o blog Foto e Bike não conseguiu identificar - também caiu nesse trecho e precisou de atendimento médico.

Foto de destaque: Reprodução / Audax Bike
Leia mais...

Kate Courtney e Thomas Litscher vencem XCC na CIMTB em Petrópolis

Kate Courtney na CIMTB em Petrópolis


A Copa Internacional de Mountain Bike (CIMTB) coroou os primeiros vencedores da super elite na manhã desse sábado durante a etapa de abertura, em Petrópolis (RJ). Os grandes campeões do Short Track (XCC) foram Kate Courtney, dos Estados Unidos, e Thomas Litscher, da Suíça.

Pódio feminino do São José Bike Club viu as estadunidenses conquistarem o top 3, com Kate na liderança seguida por Gwendalyn Gibson, e em terceiro lugar, Ruth Holcomb. As canadenses Maghalie Rochette e Emilly Jhonston completaram o top 5 da prova.


A estadunidense Kate Courtney, que completou a disputa em 21 minutos e 35 segundos, contou que está animada para a Copa do Mundo de MTB que será realizada na próxima semana. “Será uma competição, de fato, difícil, mas  amo fazer isso e essa é melhor sensação do mundo", disse Kate. “A Copa Internacional de Mountain Bike é um evento de ciclismo enorme, com várias pessoas que amam bike, andam e assistem muito animados torcendo por nós ciclistas”, concluiu.  

A brasileira melhor colocada no XCC da etapa de abertura da CIMTB em Petrópolis foi a mineira de Itaúna, Isabella Lacerda, ao concluir na sexta colocação. “Essa experiência na CIMTB e a que teremos na Copa do Mundo serão fundamentais. Poder estar brigando de igual pra igual com as melhores do mundo é algo que eu queria muito”, disse. 

Sobre a pista XCO Henrique Avancini, Isabella destacou que “está um show, o verdadeiro mountain bike, a pilotagem faixa preta mesmo”, completou a brasileira.

Super elite masculina


Cerca de 15 minutos após o término da disputa feminina do Short Track, foi a vez dos homens darem o seu show para o público presente no São José Bike Club. Após completarem 7 voltas em 20 minutos e 15 segundos, o campeão foi o suíço Thomas Litscher. Ele esteve sempre entre os protagonistas durante toda a prova, disputando do começo ao fim a vitória do XCC. Na volta final, guardou energia para atacar nos últimos metros e venceu com menos de 3 segundos de vantagem para o alemão Julian Schelb.

Thomas Litscher na CIMTB em Petrópolis
Thomas Litscher vence XCC da CIMTB em Petrópolis - Foto: Davi Corrêa / Foto e Bike


“A volta era muito intensa, repleta de subidas. Um percurso difícil e técnico. Vocês fizeram uma pista alucinante”, avaliou o vencedor. “Eu me sentia bem o tempo inteiro e, na última volta, eu tinha que tentar. Se você não tentar, você não vence”, avaliou o vencedor. “Estou muito feliz. É uma atmosfera incrível  Neste domingo (3), será mais difícil ainda”, finalizou.

O canadense Gunnar Holmgren completou o top 3. Niklas Scheil (ALE) e Léandre Bouchard (CAN) fecharam o top 5 da disputa masculina da Super Elite do XCC da CIMTB, em Petrópolis. 

A segunda colocação foi bastante comemorada pelo alemão Julian Schelb, que já esteve no Brasil em outras oportunidades em sua carreira. Schelb comemorou voltar ao país e não poupou elogios para a organização da prova. “Quando ouvi que teríamos uma Copa do Mundo no Brasil, eu disse ‘tenho que ir’. Estou aqui com meu parceiro de equipe, o Niklas, e está sendo super legal. As pessoas daqui são muito amigáveis. A meu ver este é o melhor percurso de Copa do Mundo que eu pedalo desde que iniciei minha carreira, em 2009. Super divertida a pista, com um público super legal. Uma energia incrível”, comentou o alemão.


Gustavo Xavier, de Piedade (SP), foi o melhor brasileiro classificado após as sete voltas da competição. O atleta finalizou na nona colocação, com o tempo de 20 minutos e 50 segundos, sendo o melhor colocado entre os integrantes da categoria sub-23. 

“Prova super intensa. Decidi correr nos 45 minutos do segundo tempo, porque cheguei a Petrópolis com a imunidade um pouco baixa. Estava guardando energia para o XCO de domingo, mas resolvi testar meu corpo nesse Short Track. Andei com o pelotão principal na primeira metade, sofri um pouco e preferi tirar o pé. Vamos, que amanhã tem mais”, disse Xavier.

Top 10 da Super Elite feminina no XCC


1° Kate Courtney (EUA) - 21:35.777
2° Gwendalyn Gibson (EUA) - 21:46.984
3° Ruth Holcomb (EUA) - 21:55.265
4° Maghalie Rochette (CAN) - 21:59.326
5° Emilly Jhonston (CAN) - 22:33.756
6° Isabella Lacerda (BRA) - 22:43.570
7° Daniela Campuzano (MEX) - 22:47.267
8° Cindy Montambault (CAN) - 22:48.342
9° Giuliana Morgen (BRA) - 23:15.118
10° Laurie Arseneault (CAN) - 23:15.441

Top 10 da Super Elite masculina no XCC


1° Thomas Litscher (SUI) - 20:15.419
2° Julian Schelb  (ALE) - 20:18.068
3° Gunnar Holmgren  (CAN) - 20:21.201
4° Niklas Schehl  (ALE) - 20:22.083
5° Léandre Bouchard  (CAN) - 20:24.429
6° Ondrei Cink (CZE) - 20:28.262
7° Ben Oliver (NZE) - 20:29.686
8° Maxime Loret (FRA) - 20:35.580
9° Gustavo Xavier (BRA) - 20:50.316
10° Quinton Disera (CAN) - 20:52.807

Fotos: Ney Evangelista e Davi Corrêa
Leia mais...

sexta-feira, 1 de abril de 2022

Abertura da CIMTB reúne mais de 100 ciclistas estrangeiros em Petrópolis

Largada da CIMTB em Petrópolis 2019


Enfim chegou o grande dia: a partir desta sexta-feira (1º), a cidade de Petrópolis (RJ) escreve um novo capítulo em sua história e também na história do ciclismo mundial. Com a realização da Copa Internacional Michelin de Mountain Bike (CIMTB), entre os dias 1º e 3, a cidade dá um importante passo para a retomada de sua economia e da autoestima de sua população. 

A organização do evento divulgou que serão mais de 800 ciclistas pedalando pelas trilhas do São José Bike Club, com a confirmação de mais de 100 estrangeiros, vindos de 35 países. O local também conta com estandes de várias marcas para o público visitante aproveitar.


"Temos 200 ciclistas inscritos só nas categorias super elite feminina e masculina, que contemplam atletas da elite e da sub-23 em cada gênero. A Copa Internacional Michelin de Mountain Bike é de fato um marco na história do ciclismo latino-americano, não só por ter esse grande número de ciclistas vindos de diversas partes do mundo, já aquecendo o turismo e economia da região, mas também por anteceder em uma semana a Copa do Mundo Mercedes-Benz de Mountain Bike. Ou seja, quem quer conhecer a pista e já ir se acostumando ao seu traçado e pegar ritmo de prova, vai encontrar o cenário perfeito", destaca Rogério Bernardes, organizador do evento.

Entre as ciclistas inscritas na super elite feminina, nove delas são de fora do País. Além de Isabella Lacerda, Karen Olimpio, Raiza Goulão, Giugiu Morgen, entre outras, estão inscritas ciclistas de destaque como a britânica Evie Richards, número 2 do ranking mundial, as suíças Sina Frei e Jolanda Neff (4ª e 7ª do ranking), a holandesa Anne Tauber (10ª), a estoniana Janika Loiv (12ª), a francesa Lena Gerault (14ª), a austríaca Laura Stigger (15ª), a ucraniana Yana Belomoina (16ª) e a espanhola Rocío Alba (20ª).

Entre os homens, o número de representantes do top 20 é maior. Para disputar a vitória da etapa contra os brasileiros Luiz Cocuzzi, José Gabriel Marques, Guilherme Muller, Ulan Galinksi, entre outros, serão dez estrangeiros na corrida: o tcheco Ondrej Cink, top 3 do mundo, o francês Jordan Sarrou (5º do ranking), o romeno Vlad Dascalu (6º), o neozelandês Anthon Cooper (9º), o polonês Bartolomiej Wawak (10º), o espanhol David Serrano (14º), o francês Maxime Marotte (15º), o chileno Martin Vidaurre (16º), o letão Martins Blums (17º) e o italiano Luca Braidot (19º).

A pista de ambas competições


A etapa de Petrópolis será disputada no XCO Henrique Avancini. A pista, que será palco da CIMTB Michelin e também da Copa do Mundo Mercedes-Benz de MTB, conta com percurso de 4,5 km e, aproximadamente, 200 metros de altimetria acumulada por volta. Desde o início de janeiro, a equipe da CIMTB Michelin trabalha diariamente no local, fazendo melhorias e acertos técnicos no seu traçado com novos trechos, pontes etc. Para ver mais detalhes da pista, acesse nossa publicação com os detalhes da pista da CIMTB e Copa do Mundo de MTB em Petrópolis.

Programação da CIMTB em Petrópolis


A programação da super elite na Copa Internacional Michelin de Mountain Bike terá início com treinos na sexta (1), sendo no sábado (2) a realização do Short Track (XCC). Enquanto as mulheres competem às 9h, os homens vão à pista logo em seguida, às 9h40. Já no domingo (3), será a vez do Cross Country Olímpico (XCO), com largada feminina às 12h e a largada masculina às 14h. Veja a programação completa em https://cimtb.com.br/a-copa/programacao/.

Foto: Davi Corrêa / Foto e Bike
Leia mais...

quinta-feira, 31 de março de 2022

BMC fecha parceria com equipe Red Bull de Fórmula 1

Bicicleta da BMC no box da Red Bull Racing


A marca de bicicletas premium BMC Switzerland agora é parceira oficial da equipe Red Bull Racing. A notícia da parceria foi divulgada na quarta-feira, 30 de março, e tem a transferência de tecnologia da Fórmula 1 para o ciclismo como um dos objetivos.

A relação da BMC com a Fórmula 1 não é novidade. Desde 2018, a marca de bicicletas trabalha com a Red Bull Advanced Technologies (divisão de engenharia da Red Bull Racing) para explorar áreas onde a experiência da maior categoria do automobilismo poderia ser aplicada ao ciclismo de alto rendimento.


Na busca pelo aprimoramento no desempenho, a BMC começou a trabalhar com a equipe de engenharia da Red Bull Advanced Technologies com foco inicial na ciência e aerodinâmica. O resultado foi a criação de diversos protótipos de bicicletas que chegaram a ser modelos de produção.

Como parceira oficial da Red Bull Racing, a BMC está estreitando seu relacionamento com a equipe de automobilismo. Agora ela também será responsável por fornecer bicicletas para deslocamento pela fábrica da Red Bull, no Reino Unido. Também os pilotos Max Verstappen e Sergio Perez vão contar com bikes da BMC para fazer o reconhecimento dos circuitos antes dos GP de Fórmula 1.

"Trabalhamos em estreita colaboração com a BMC há quase quatro anos e a aplicação das tecnologias da Fórmula 1 ao ciclismo de desempenho rendeu alguns resultados impressionantes. Agora, estamos aproveitando esse sucesso para abranger uma nova parceria que aumentará a visibilidade, aumentará o engajamento e conectará os fãs do ciclismo e do esporte a motor de maneiras novas e empolgantes", destaca o CEO e chefe de equipe da Oracle Red Bull Racing, Christian Horner.

"Levar o que tem sido uma colaboração de alta tecnologia contínua e inspiradora entre a BMC e a Red Bull Racing para o próximo nível, nos permite elevar nosso desempenho e capacidades de engenharia e, finalmente, inspirar nossos fãs e ciclistas a 'Criar velocidade'. Estamos ansiosos para a temporada emocionante que está por vir", ressaltou o CEO da BMC Switzerland, David Zurcher.

Foto: Red Bull Racing / Red Bull Content Pool
Leia mais...

Conheça detalhes da pista da CIMTB e Copa do Mundo de MTB em Petrópolis

Ciclista da Sense no XCO Henrique Avancini, em Petrópolis


A abertura da Copa Internacional Michelin de Mountain Bike (CIMTB) acontece nessa sexta-feira, 1º de abril, em Petrópolis (RJ) e o XCO Henrique Avancini está praticamente pronto para receber os melhores ciclistas do mundo. 

Até o momento, são mais de 800 inscritos vindos de mais de 35 países - para a primeira de quatro etapas da competição na atual temporada, marcada para o período entre 1º e 3 de abril. Desse total, cerca de 100 estrangeiros ciclistas são estrangeiros.


A pista XCO Henrique Avancini, que será palco da CIMTB e também da Copa do Mundo de Mountain Bike, conta com percurso de 4,5 km e, aproximadamente, 200 metros de altimetria acumulada por volta. Desde o início de janeiro, a equipe da CIMTB vem trabalhando diariamente no local, fazendo melhorias e acertos técnicos no seu traçado com novos trechos, pontes etc.

Os detalhes do XCO Henrique Avancini


O primeiro trecho que chama atenção na pista que será usada nas etapas de abertura da CIMTB e da Copa do Mundo de MTB, em Petrópolis, é o Rock Garden, cerca de 300 metros depois da largada. Nele, tanto a linha principal quanto a alternativa estarão abertas para ambas as categorias. Após 1 km da largada, os ciclistas chegam no platô, onde há uma série de desafios interessantes. O primeiro deles é o Drop do Tronco, metros antes da área de apoio. Aqui, ambas as linhas também estão liberadas para todos os competidores em todas as largadas.

Após a primeira passagem pelo platô, os atletas chegam no primeiro trecho mais técnico, em que a linha principal está aberta apenas nas largadas das elites masculina e feminina (12h00 e 14h00 de domingo) e também para as e-bikes: o duplo apelidado de Kamikaze. 


Ao voltarem ao platô, os atletas chegam na Montanha de Pedras, que tem o Transfer, o duplo do "De Ladinho", a Pedra Escondida e o Drop da Lage. Todos esses trechos contam com ambas as linhas liberadas para todos os participantes.

Saindo da Montanha de Pedras, os ciclistas passam pela área apelidada de Floresta Atlântica, que tem como entretenimento o Drop do Caolho, e, em seguida, mais um trecho que exige bastante técnica dos bikers: a Trilha da Bananeira. Lá, mais uma vez, apenas elites e e-bikes passam pelo percurso principal, enquanto as demais categorias estarão apenas com a trilha alternativa aberta. 

No quilômetro final, o terceiro e último trecho de maior exigência técnica, a Janela do Céu, que outra vez apenas os mais experientes poderão passar pedalando. Após a última subida, os atletas chegam a descida final do "Lançador", para mergulharem na reta de chegada.

Foto: Ney Evangelista / CIMTB
Leia mais...

quarta-feira, 30 de março de 2022

Novos pneus da Levorin para BMX chegam ao mercado

Pneus Levorin Master Grip e Master Race para BMX


Atenta ao aumento da prática do BMX e ao crescimento do número de parques dedicados à essa disciplina do ciclismo, a Levorin mais uma vez revoluciona o mercado nacional com novos pneus para atender aos bikers do BMX racing e freestyle.

Com mais de 75 anos no mercado brasileiro de produtos para motos e bikes, a Levorin lança a partir de abril, os dois novos pneus: LEVORIN Master Grip, indicado para a categoria de manobras urbanas freestyle e LEVORIN Master Race, ideal para corridas.


O pneu LEVORIN Master Grip tem maior aderência nas pistas secas e molhadas, rápida resposta e ultrarresistência devido a seu composto de fibras sintéticas, podendo suportar os fortes impactos e altas cargas da categoria.

Tecnologias do pneu Levorin Master Grip


O pneu Levorin Master Grip é composto por três tecnologias que proporcionam aderência, eficiência nas respostas e maior segurança ao ciclista do BMX

Tecnologias do LEVORIN Master Grip


Entre as tecnologias empregadas nos pneus Levorin Master Grip, é possível destacar:

1) Single Rubber Compound: um composto exclusivo de borracha que garante excepcional aderência

2) Três layers, construção de múltiplas camadas cruzadas e sobrepostas que permite respostas rápidas aos comandos dos pilotos em suas manobras radicais.
 
3) Attached Cord, tecido composto com fibras sintéticas de alta resistência, que forma uma estrutura reforçada, proporcionando maior segurança e proteção sob uso intenso.

Já o pneu LEVORIN Master Race oferece máxima velocidade mesmo com pressões acima de 80 libras e rápida resposta. Tal como o Master Grip, ele também apresenta três tecnologias, mas diferentes do anterior.

Tecnologias do LEVORIN Master Race


Tecnologias do pneu Levorin Master Race


1) Tubular Shape, que está relacionada com a agilidade em retas e curvas
 
2) Três layers, que entrega rápidas respostas aos comandos dos pilotos

3) Polyester Shield, que promove proteção antiabrasiva.

Os pneus Levorin Master Grip e Master Race estarão disponíveis no mercado a partir de abril. 

Fotos: Divulgação
Leia mais...

Fox tem nova distribuição exclusiva no Brasil

Bicicleta MTB com suspensão dianteira da FOX


Referência no mundo do ciclismo, o grupo Fox Factory Inc, responsável pelas marcas Fox, Raceface, Easton e Marzocchi, tem uma nova distribuição no Brasil. Trata-se de uma parceria entre a Escola Park Tool e a distribuidora Corsa Bike Parts. 

A medida vai democratizar o acesso à capacitação dos produtos e também facilitar o suporte comercial e assistência técnica, beneficiando ciclistas, lojistas e profissionais de mecânica de bikes.


“Acredito que essa tenha sido a solução ideal para beneficiar todas as pontas do mercado, facilitando o acesso ao conhecimento das tecnologias Fox e também aos produtos  das outras três marcas. No final disso, quem ganha é cada ciclista que tem uma experiência ainda melhor, com profissionais preparados e autorizados para atender às necessidades”, explica Henrique Zompero, fundador e diretor de ensino da Escola Park Tool.

Responsável pela parte comercial da parceria no país, a importadora Corsa Bike Parts passa a ser a distribuidora oficial dos produtos Fox, Raceface, Easton e Marzocchi. Com isso, o acesso a produtos e peças de reposição será facilitado e muito mais prático de chegar até mecânicos, lojistas credenciados e, consequentemente, ciclistas, que terão o atendimento mais ágil, de forma oficial e segura.

Com um peso importante para a valorização do mercado de ciclismo e também das marcas que agora contam com representantes no país, a parceria é estratégica: a Escola Park Tool promove a capacitação de profissionais, enquanto a Corsa Bike Parts faz a distribuição das peças e atendimento pós-venda.


De forma muito prática, todas as vendas desses produtos serão feitas pelo portal B2B da Corsa Bike Parts, assim como já é feito com produtos Magura. Exclusivo para lojistas, basta ter o CNPJ ativo para realizar o cadastro no portal.

Capacitação do mercado de bicicletas


Com a nova parceria, a partir de agora a Escola Park Tool é o único centro de capacitação habilitado a promover cursos sobre os produtos e tecnologias das marcas. A grade de ensino será ampliada com cursos e módulos exclusivos de formação e atualização sobre os principais produtos, componentes e tecnologias da Fox. Assim como já acontece com outras marcas.

Se pelo aspecto da formação profissional já é uma grande notícia, uma vez que os novos cursos vão preparar e habilitar mecânicos para oferecerem a assistência técnica credenciada dos produtos, qualificando o atendimento e serviço, a outra novidade diz respeito mais ao setor comercial, do acesso e facilidade para comprar produtos e peças de reposição.

Já os cursos de capacitação profissional estarão disponíveis no site da Escola Park Tool.

Foto: Divulgação
Leia mais...
 
Copyright © 2018-2022 Foto e Bike • Direitos reservados | Escreva-nos: blogfotoebike@gmail.com
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top