Mostrando postagens com marcador bmx. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador bmx. Mostrar todas as postagens

domingo, 1 de agosto de 2021

Charlotte Worthington e Austin Logan são campeões olímpicos do BMX Freestyle nos Jogos de Tóquio

Austin Logan durante prova do BMX Freestyle em Tóquio 2020 / Foto: Australian Olympics


Os primeiros medalhistas do BMX Freestyle em Olimpíadas foram conhecidos na noite de sábado, 31 de julho, nos Jogos Olímpicos de Tóquio. A inglesa Charlotte Worthington e o australiano Austin Logan foram os campeões. O Brasil não teve representantes nessa modalidade.

Sem acreditar ter ganhado a medalha de ouro, Charlotte Worthington comparou o feito a um sonho e afirmou esperava há tempos por esse dia.

"Estou nas nuvens. Ainda estou sentada aqui, esperando para acordar. Tenho pensado neste dia nos últimos três ou quatro anos. Estou literalmente esperando para acordar agora. Parece um sonho", disse Charlotte Worthington após a conquista em Tóquio.

Já o vencedor do BMX Freestyle masculino nas Olimpíadas de Tóquio, Logan Martin, afirmou que preferiu fazer uma prova em segurança, dentro daquilo que estava acostumado.

"Eu queria fazer algo que eu sabia que poderia entregar: uma corrida limpa, consistente e foi realmente o que consegui".

Pódio do BMX Freestyle feminino em Tóquio 2020


Além de Charlotte Worthington, completaram o pódio do BMX Freestyle feminino das Olimpíadas de Tóquio a americana Hannah Roberts, medalha de prata e a suíça Nikita Ducarroz, com o bronze.

Pódio do BMX Freestyle masculino em Tóquio 2020


No BMX Freestyle masculino, subiram ao pódio junto com Austin Logan o venezuelano Daniel Dhers (prata) e o inglês Declan Brooks (bronze).

Top 9 do BMX Freestyle feminino de Tóquio 2020


1. Charlotte Worthington (Austrália)
2. Hannah Roberts (EUA)
3. Nikita Ducarroz (Suíça)
4. Perris Benegas (EUA)
5. Natalya Diehm (Austrália)
6. Lara Lessmann (Alemanha)
7. Minato Oike (Japão)
8. Macarena Perez Grasset (Chile)
9. Elizaveta Posadskikh (Comitê Olímpico Russo)

Top 9 do BMX Freestyle masculino de Tóquio 2020


1. Austin Logan (Austrália)
2. Daniel Dhers (Venezuela)
3. Declan Brooks (Inglaterra)
4. Kenneth Tencio Esquivel (Croácia)
5. Rim Nakamura (Japão)
6. Irek Rizaev (Comitê Olímpico Russo)
7. Anthony Jean Jean (França)
8. Justin Dowell (EUA)
9. Nick Bruce (EUA)

Foto de destaque: Australian Olympics
Leia mais...

sexta-feira, 30 de julho de 2021

Renato Rezende conquista resultado histórico para o Brasil no BMX Racing das Olimpíadas de Tóquio

Renato Rezende na semifinal do BMX Racing nos Jogos Olímpicos de Tóquio - Foto: Gaspar Nóbrega / COB


Último representante brasileiro nas competições de ciclismo das Olimpíadas de Tóquio, Renato Rezende, do BMX Racing, terminou sua terceira participação em Jogos Olímpicos com sua melhor campanha e um 14ª lugar histórico para o Brasil na modalidade.

Renato Rezende disputou a semifinal do BMX Racing nesta quinta-feira, 29 de julho, mas não teve um bom dia. Ele começou bem a primeira descida fechando em quarto lugar. Mas, na segunda disputa, acabou sofrendo uma queda e terminou em último. 

Na última descida as chances de Renato Rezende conseguir a vaga para a final do BMX Racing dos Jogos de Tóquio eram remotas e ele fechou a bateria em sétimo lugar.

Com o resultado, Renato Rezende teve sua melhor campanha em Jogos Olímpicos obtendo o 14º lugar, melhor resultado do Brasil na modalidade.

"Essa foi a minha melhor participação em olimpíadas, cheguei muito bem preparado e me sentindo confiante. Mas eu sabia que agora, na semifinal, tinha que andar muito próximo dos adversários, arriscando bastante e diminuindo qualquer zona de segurança, devido ao nível muito alto da competição. Isso acabou acarretando na minha queda, durante a segunda corrida da semi, e depois disso ficou bem difícil recuperar a pontuação para entrar na final", declarou Renato Rezende.

"Eu estou muito muito feliz de ter representado o Brasil e sair com um resultado histórico para o nosso país. Entreguei tudo que eu consegui para defender a nossa bandeira da melhor maneira. Foi emocionante ver tanta gente me apoiando, incentivando, muito obrigado mesmo", completou o brasileiro.

O BMX Racing masculino das Olimpíadas de Tóquio terminou com Niek Kimmann (Holanda) levando o ouro, Kye Whyte (Inglaterra) com a prata e a medalha de bronze para Carlos Alberto Ramirez Yepes (Colômbia).

No feminino, a campeã foi a britânica Bethany Shriever. A medalha de prata foi para a colombiana Mariana Pajon e o bronze para Merel Smulders (Holanda).

Foto: Gaspar Nóbrega / COB
Leia mais...

Niek Kimmann e Bethany Shriever são ouro no BMX Racing das Olimpíadas de Tóquio

O brasileiro Renato Rezende terminou em 14º, o melhor resultado do Brasil no BMX Racing em Olimpíadas.


Niek Kimmann e Bethany Shriever campeões do BMX Racing em Tóquio


As finais do BMX Racing das Olimpíadas de Tóquio foram disputadas nesta quinta-feira, 29 de julho, no Ariake Urban Sport Park. O holandês Niek Kimmann foi campeão no masculino e a britânica Bethany Shriever no feminino.

A prova do BMX racing em Tóquio teve imprevistos relativos ao tempo. Choveu antes da competição e o iniciou precisou ser adiado. Teve quedas e favoritos ficando de fora.

O norte americano Connor Fields, (campeão na Rio 2016) sofreu queda junto com seu compatriota Sylvain Andre e o holandês Twan van Gent. O atleta da Holanda caiu desacordado e precisou sair de maca para a ambulância.

Na disputa feminina do BMX Racing dos Jogos Olímpicos de Tóquio, algumas favoritas a medalhas ficaram fora da final. A atleta dos Estados Unidos, Alise Willoughby - primeira colocada das quartas de final - sofreu duas quedas e terminou em último. Outra que foi vitma de quedas e ficou fora foi a suíça Zoe Claessen. Também sobrou para a australiana Saya Sakakibara que, após uma queda, precisou ser levada ao centro médico.

No fim, o BMX Racing masculino terminou com Niek Kimmann (Holanda) levando o ouro, Kye Whyte (Inglaterra) com a prata e a medalha de bronze para Carlos Alberto Ramirez Yepes (Colômbia).

O BMX Racing feminino das Olimpíadas de Tóquio consagrou como campeã a britânica Bethany Shriever. A medalha de prata foi para a colombiana Mariana Pajon e o bronze para Merel Smulders (Holanda).

Renato Rezende conseguiu seu melhor resultado em Jogos Olímpicos


O brasileiro Renato Rezende disputou a semifinal, mas não teve um bom dia. Ele começou bem a primeira descida fechando em quarto lugar. Mas, na segunda disputa, acabou sofrendo uma queda e terminou em último. 

Na última descida as chances de Renato Rezende conseguir a vaga para a final do BMX Racing dos Jogos de Tóquio eram remotas e ele fechou a bateria em sétimo lugar.

Renato Rezende na semifinal do BMX Racing nos Jogos Olímpicos de Tóquio - Foto: Gaspar Nóbrega / COB
Renato Rezende na semifinal - Foto: Gaspar Nóbrega / COB


Com o resultado, Renato Rezende teve sua melhor campanha em Jogos Olímpicos obtendo o 14º lugar, melhor resultado do Brasil na modalidade.

"Essa foi a minha melhor participação em olimpíadas, cheguei muito bem preparado e me sentindo confiante. Mas eu sabia que agora, na semifinal, tinha que andar muito próximo dos adversários, arriscando bastante e diminuindo qualquer zona de segurança, devido ao nível muito alto da competição. Isso acabou acarretando na minha queda, durante a segunda corrida da semi, e depois disso ficou bem difícil recuperar a pontuação para entrar na final", declarou Renato Rezende.

"Eu estou muito muito feliz de ter representado o Brasil e sair com um resultado histórico para o nosso país. Entreguei tudo que eu consegui para defender a nossa bandeira da melhor maneira. Foi emocionante ver tanta gente me apoiando, incentivando, muito obrigado mesmo", completou o brasileiro.

Top 8 do BMX Racing masculino de Tóquio 2020


1. Niek Kimmann (Holanda) 39.053
2. Kye Whyte (Inglaterra) +0.114
3. Carlos Alberto Ramirez Yepes (Colômbia) +1.519
4. Sylain Andre (França) +1.623
5. Alfredo Campo (Equador) +1.652
6. Romain Mahieu (França) +2.899
7. Joris Daudet (França) não finalizou
8. Connor Fields (EUA) não finalizou

Top 8 do BMX Racing feminino de Tóquio 2020


1. Bethany Shriever (Inglaterra) 44.358
2. Mariana Pajon (Colombia) +0.090
3. Merel Smulders (Holanda) +0.363
4. Felicia Stancil (USA) +0.773
5. Lauren Reynolds (Austrália) +1.043
6. Simone Christensen (Dinamarca) +1.224
7. Axelle Etienne (França) +1.495
8. Drew Mechielsen (Canadá) +2.525
Leia mais...

quinta-feira, 29 de julho de 2021

Renato Rezende avança para semifinal do BMX Racing nas Olimpíadas e Priscilla Stevaux fica de fora

Renato Rezende na classificatória do BMX Racing em Tóquio 2020 - Foto: Wander Roberto / COB


O ciclismo BMX Racing estreou nos Jogos Olímpicos de Tóquio no final da noite de quarta-feira, 28 de julho, e confirmou a classificação do brasileiro Renato Rezende, que conseguiu três boas descidas. Priscilla Stevaux, que representou o Brasil na prova feminina, não conseguiu avançar para as semifinais.

Rezende fechou duas vezes na terceira colocação e em uma das descidas ficou em quarto, passando com certa tranquilidade. Com sua terceira participação em Jogos Olímpicos, Renato chega pela primeira vez às semifinais.

"Foi a primeira vez, em minha terceira participação olímpica, que consegui passar para as semifinais e eu quero muito entrar na final e disputar uma medalha para o Brasil. Agora eu vou recuperar bem e amanhã, se Deus quiser, vai ser mais um dia positivo como foi hoje", declarou Renato Rezende após a prova em Tóquio.

No BMX Racing feminino das Olimpíadas de Tóquio, o Brasil esteve representado por Priscilla Stevaux que não conseguiu atingir a pontuação necessária para as semifinais e se despediu levando grande aprendizado após sua participação.

Priscilla Stevaux na classificatória do BMX Racing em Tóquio 2020 - Foto: Wander Roberto / COB


"Apesar de não ter conseguido o resultado esperado, eu levo pelo lado positivo, como um aprendizado para voltar ainda mais forte. Por outro lado, estou muito feliz por estar representando a minha família, o nosso país, podendo contar com a torcida de tantas pessoas, só tenho a agradecer, realmente", disse Priscilla.

As etapas finais do BMX Racing nos Jogos Olímpicos de Tóquio acontecem nesta quinta-feira, a partir das 22h, horário de Brasília. Confira a programação do ciclismo.

Resultados do BMX Racing masculino nas Olimpíadas de Tóquio


Obs.: os nomes em negrito estão qualificados para as semifinais.

1ª Bateria


1. Sylvain Andre (França) 3 pontos
2. Kye Whyte (Inglaterra) 9 pontos
3. Romain Mahieu (França) 10 pontos
4. Corben Sharrah (EUA) 11 pontos
5. Yoshitaku Nagasako (Japão) 12 pontos
6. Alex Limberg (África do Sul) 18 pontos

2ª Bateria


1. Niek Kimmann (Holanda) 4 pontos
2. Twan van Gendt (Holanda) 5 pontos
3. Renato Rezende (Brasil) 10 pontos
4. Nicolas Torres (Argentina) 13 pontos
5. Helvijs Babris (Letônia) 15 pontos
6. James Palmer (Canadá) 16 pontos

3ª Bateria


1. Joris Daudet (França) 3 pontos
2. Joris Harmsen (Holanda) 6 pontos
3. Tore Navrestad (Noruega) 9 pontos
4. Vincent Pelluard (Colômbia) 14 pontos
5. Simon Maquart (Suíça) 14 pontos
6. Evgeny Kleshchenko (Comitê Olímpico Russo) 17 pontos

4ª Bateria


1. Connor Fields (EUA) 4 pontos
2. David Graf (Suíça) 6 pontos
3. Carlos Alberto Ramirez Yepes (Colômbia) 11 pontos
4. Alfredo Campo (Equador) 12 pontos
5. Giacomo Fantoni (Itália) 14 pontos
6. Anthony Dean (Austrália) 16 pontos

Resultados do BMX Racing feminino nas Olimpíadas de Tóquio


Obs.: os nomes em negrito estão qualificados para as semifinais.

1ª Bateria


1. Mariana Pajon (Colômbia) 3 pontos
2. Simone Christensen (Dinamarca) 7 pontos
3. Merel Smulders (Holanda) 10 pontos
4. Elke Vanhoof (Bélgica) 12 pontos
5. Payton Ridenour (EUA) 13 pontos
6. Chutikan Kitwanitsathian (Tailândia) 18 pontos

2ª Bateria


1. Laura Smulders (Holanda) 4 pontos
2. Felicia Stancil (EUA) 5 pontos
3. Axelle Etienne (França) 9 pontos
4. Drew Mechielsen (Canadá) 13 pontos
5. Natalia Suvorova (Comitê Olímpico Russo) 14 pontos
6. Priscilla Stevaux (Brasil) 18 pontos

3ª Bateria


1. Bethany Shriever (Inglaterra) 5 pontos
2. Zoe Claessens (Suíça) 7 pontos
3. Lauren Reynolds (Austrália) 9 pontos
4. Saya Sakakibara (Austrália) 11 pontos
5. Manon Valentino (França) 15 pontos
6. Vineta Petersone (Letõnia) 16 pontos

4ª Bateria


1. Alise Willoughby (EUA) 3 pontos
2. Judy Baauw (Holanda) 7 pontos
3. Rebecca Petch (Nova Zelândia) 10 pontos
4. Natalia Afremova (Comitê Olímpico Russo) 12 pontos
5. Domenica Azuero (Ecuador) 13 pontos
6. Sae Hatekeyama (Japão) 22 pontos

Fotos: Wander Roberto / COB
Leia mais...

domingo, 25 de julho de 2021

Horários do BMX nas Olimpíadas de Tóquio



Para os apaixonados por ciclismo que querem acompanhar os eventos do BMX nas Olimpíadas de Tóquio 2020, separamos aqui no Foto e Bike os dias e horários das competições.

As provas do BMX nos jogos de Tóquio vão ter dois brasileiros contando com nossa torcida: Renato Rezende e Priscilla Stevaux.

Datas e horários do BMX em Tóquio


BMX Racing nos Jogos Olímpicos


Masculino

28/07, quarta-feira: Quartas de final – Bateria 1 22h00
28/07, quarta-feira: Quartas de final – Bateria 2 22h42
28/07, quarta-feira: Quartas de final – Bateria 3 23h24
29/07, quinta-feira: Semifinais – Bateria 1 22h00
29/07, quinta-feira: Semifinais – Bateria 2 22h31
29/07, quinta-feira: Semifinais – Bateria 3 23h02
29/07, quinta-feira: Final 23h40

Feminino

28/07, quarta-feira: Quartas de final – Bateria 1 22h21
28/07, quarta-feira: Quartas de final – Bateria 2 23h03
28/07, quarta-feira: Quartas de final – Bateria 3 23h45
29/07, quinta-feira: Semifinais – Bateria 1 22h15
29/07, quinta-feira: Semifinais – Bateria 2 22h46
29/07, quinta-feira: Semifinais – Bateria 3 23h17
29/07, quinta-feira: Final 23h50

Ciclismo BMX freestyle park nas Olimpíadas de Tóquio


Feminino

30/07, sexta-feira: Classificação - 22h10
31/07, sábado: Final - 22h10

Masculino

30/07, sexta-feira: Classificação - 23h20
31/07, sábado: Final - 23h20

As informações já estão no horário de Brasília.

Foto: COB / Divulgação
Leia mais...

sexta-feira, 28 de maio de 2021

Paôla Reis do BMX apresenta recurso, mas CBC mantém suspensão da atleta

Paôla Reis nos Jogos Pan-Americanos de Lima, 2019


O Comitê de Ética e Integridade da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) manteve a suspensão da ciclista Paôla Reis, do BMX, após atleta ter recorrido da decisão publicada pela entidade em 18 de maio, que a biker das competições classificatórias para as Olimpíadas de Tóquio.

Por meio do advogado Milton Jordão, Paôla Reis apresentou recurso à decisão do Comitê de Ética e Integridade da CBC solicitando a suspensão parcial da execução da pena e permissão para disputar da etapa da Copa do Mundo de BMX, em Bogotá, nos dias 29 e 30 de maio, além de "se retratar publicamente perante a comunidade esportiva do ciclismo nacional".

Ao julgar o recurso de Paôla Reis, a CBC disse não encontrar "motivo nem respaldo nos dispositivos do Código de Ética para suspender, ainda que parcialmente, uma decisão colegiada do Comitê de Ética e Integridade da CBC, muito bem fundamentada em extensa produção de provas com oitiva de todos os envolvidos e interessados, além de avaliada consoante a legislação de regência".

"As circunstâncias relevantes do caso apontam diretamente para uma atleta que 'furou' uma bolha de treinamento autorizado por convênio e missão entre países, violou uma quarentena sem autorização prévia de autoridades competentes e de seus superiores hierárquicos, expôs uma cooperação internacional em hipótese de risco sanitário; e se desligou voluntariamente da delegação brasileira", afirmou a CBC.

Entenda o caso que gerou a suspensão de Paôla Reis


Em abril, a Vice-campeã pan-americana de BMX, a ciclista Paôla Reis descumpriu a quarentena obrigatória de 14 dias determinada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) para os brasileiros que chegaram a Portugal para o período final de treinamento antes das etapas da Copa do Mundo que irão definir as cotas olímpicas.

"A Confederação Brasileira de Ciclismo está tirando minha oportunidade de classificar para os jogos de Tóquio. Estou fora dessa etapa do europeu e fora das etapas da Copa do Mundo, mesmo pagando por conta própria. A Confederação Brasileira se recusou a enviar uma autorização para competir este evento", disse Paôla Reis na ocasião.

Foto: Paôla Reis / Arquivo Pessoal
Leia mais...

BMX define classificação para Olimpíadas de Tóquio neste fim de semana, em Bogotá

Anderson Ezquiel, do BMX


Neste fim de semana acontecem as rodadas 3 e 4 da Copa do Mundo 2021 de BMX. A etapa será realizada em Bogotá, na Colômbia nos dias 29 e 30 de maio e é a última oportunidade para os atletas somarem pontos para o ranking que garante a participação nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Atualmente com duas vagas (uma no feminino e outra no masculino) para Tóquio no BMX, o Brasil estará representado pelos bikers Anderson Ezequiel, Priscilla Stevaux e Renato Rezente nessa etapa que será decisiva para definir os representantes brasileiros nas Olimpíadas.

As rodadas 3 e 4 da Copa do Mundo UCI BMX Supercross em Bogotá, na Colômbia, terão transmissão ao vivo no sábado e domingo, a partir das 16h45 (horário de Brasília), pelo site olympics.com.

Foto: COB / Divulgação
Leia mais...

sexta-feira, 30 de abril de 2021

Atleta brasileira de BMX pode ficar fora das Olimpíadas por descumprir quarentena em Portugal

Paôla Reis nos Jogos Pan-Americanos - Lima 2019

Vice-campeã pan-americana e integrante da seleção brasileira de BMX, a ciclista Paôla Reis descumpriu a quarentena obrigatória de 14 dias determinada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) para os brasileiros que chegam a Portugal para o período final de treinamento antes das etapas da Copa do Mundo que irão definir as cotas olímpicas.


ATUALIZAÇÃO DO CASO: Paôla Reis foi suspensa e apresentou recurso que foi negado pela CBC


A informação foi dada pelo blog Olhar Olímpico, do UOL, e confirmada pelo blog Foto e Bike nesta sexta-feira, 30 de abril.


De acordo o Olhar Olímpico, ao furar a quarentena, Paôla Reis "foi punida pela Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) com sua exclusão de competições classificatórias". Ou seja, com a infração cometida a atleta se despede das chances de participar das Olimpíadas Tóquio 2020 que começam em julho de 2021.


"A Confederação Brasileira de Ciclismo está tirando minha oportunidade de classificar para os jogos de Tóquio. Estou fora dessa etapa do europeu e fora das etapas da Copa do Mundo, mesmo pagando por conta própria. A Confederação Brasileira se recusou a enviar uma autorização para competir este evento", afirmou Paôla Reis em rede social.


Em comunicado, a Confederação Brasileira de Ciclismo afirmou que "diante da gravidade dos fatos narrados e das provas produzidas" se abstem "de qualquer ação relacionada com os investigados, notadamente atividades relativas à participação da atleta em eventos que dependam de inscrições, registros ou congêneres de representação nacional ou da CBC, até decisão final desse processo".


Foto: reprodução/Facebook

Leia mais...

sexta-feira, 23 de abril de 2021

CBC envia seleções de MTB e BMX para treinamento em Portugal

Ciclista de BMX saltando rampa

As seleções brasileiras de Mountain Bike e BMX Racing desembarcaram esta semana, em Anadia, Portugal, onde cumprem quarentena e realizam o período final de treinamento antes das etapas da Copa do mundo que irão definir as cotas olímpicas para as duas disciplinas.


Devido às restrições impostas pela pandemia da Covid-19, a Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) vem trabalhando em busca de alternativas visando dar condições adequadas de treinamento para os atletas que estão disputando uma vaga olímpica. No ano passado, em setembro, a seleção brasileira de BMX Racing ficou durante um mês também em Portugal, onde os atletas passaram por avaliações e treinaram na Pista de Supercross do Centro de Alto Rendimento da UCI.


De volta a Europa, o grupo reúne os atletas Renato Rezende, Paola Reis e Priscilla Stevaux do BMX Racing, e Luiz Henrique Cocuzzi, Guilherme Müller e Raiza Goulão do Mountain Bike. Henrique Avancini, Jaqueline Mourão e Anderson Ezequiel, que também disputam vaga olímpica, seguem planejamentos individuais de treinamento e estarão integrando a seleção apenas nas próximas competições.


Os ciclistas concentrados em Portugal estarão cumprindo quarentena, conforme determinado pelo país, e estão acompanhados da equipe técnica da confederação que, em parceria com o Comitê Olímpico do Brasil (COB), está oferendo toda estrutura possível para a fase decisiva de preparação. Durante a concentração, os atletas também farão os últimos ajustes antes das competições que estarão definindo os representantes do Brasil nas olimpíadas.


"Esse período de treinos será muito importante para o grupo. A seleção de BMX já conhece a estrutura e agora também estamos reunindo os atletas do MTB. O objetivo é que todos estejam em condições ideais de treinamento e trabalhando na mesma sintonia em busca da classificação olímpica", declarou Fernando Fermino, Gestor do Alto Rendimento na CBC.


Na Europa, a equipe brasileira conta também com a presença de Fernando Fermino (Gestor do Dep. Alto Rendimento) e Daniela Nogueira (Fisioterapeuta), além da supervisão do Dr. Fernando Solera, médico da CBC, e da equipe multidisciplinar do COB.


Calendário das seleções brasileiras de BMX e MTB


BMX Racing


08-09/05 - Etapa 1 e 2 da Copa do Mundo – Verona (Itália)


29-30/05 - Etapa 3 e 4 da Copa do Mundo – Bogotá (Colômbia)


Mountain Bike


08-09/05 - 1ª etapa da Copa do Mundo – Albstadt (Alemanha)


15-16/05 - 2ª etapa da Copa do Mundo – Nove Mesto (República Tcheca)

Leia mais...
 
Copyright © 2021 Foto e Bike • Direitos reservados | Escreva-nos: blogfotoebike@gmail.com
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top